Quais poderiam ser os próximos lançamentos na franquia Pokémon?

Apesar de tudo, Pokémon se mantém forte mesmo após quase 25 anos, com muitos jogos por vir. Pensando nisso, quais poderiam ser esses próximos jogos?



Há poucas semanas foi dada a largada na 8ª geração de Pokémon, com Sword & Shield, dando fim à temporada de rumores e leaks. Ao menos por agora. Vocês já pararam para pensar em quais serão os próximos jogos da franquia principal daqui para frente?


Antes de qualquer coisa, tenha em mente que, a grosso modo, o calendário da franquia é um tanto cíclico. Em outras palavras, o cronograma deles é bem definido.

Com isso, foi possível constatar que existe uma espécie de “regra” para todos os jogos de Pokémon até hoje. Em resumo, teoricamente é possível prever os futuros lançamentos segundo essa regra. E essa foi a base dessa matéria.

O interessante é que eu já tinha um embrião dessa teoria pronto desde 2016. Modéstia à parte, eu imaginava que seria lançada uma espécie de “Sun/Moon 2” (que foi USUM), assim como um possível remake de Kanto em vez de Sinnoh em 2018 (Que acabou sendo Let’s Go). Pois bem, sem mais delongas, vamos ver e entender agora os próximos lançamentos da franquia, até 2025!

2020: Remake DP

Começando com o mais básico (e ao mesmo tempo mais provável), temos aqui saindo no ano que vem o tão aguardado remake de Diamond e Pearl. A lógica para cravar 2020 como ano de Sinnoh foi pautada em algo simples. Outra teoria na verdade, que diz que todos os remakes têm um intervalo de 2 anos em relação ao último, com um acréscimo de mais 2 anos. Explicando assim fica realmente um pouco difícil de entender, então vou dar aqui um exemplo mais prático.


Seguindo aqui essa tabela, é possível encontrar uma relação entre os jogos originais e seus remakes. Como dá para ver no começo dela, o intervalo entre Red/Blue e Fire Red/Leaf Green é de oito anos. Já entre Gold/Silver e HGSS é de 10. E por último, o intervalo de Ruby/Sapphire e ORAS é de perfeitos 12 anos (ORAS foi lançado no aniversário de 12 anos de RS).

Voltando ao remake de Sinnoh, e de acordo com essa sequência, se imagina que o próximo remake vai ter uma diferença de 14 anos entre o seu jogo original. Levando em conta que o lançamento japonês de Diamond/Pearl foi em 2006, com 14 anos temos... 2020! Então, sem mais delongas, é mais do que certa a vinda dos próximos jogos lá. Pode confirmar Sinnoh para o ano que vem!
Sinnoh Confirmed?


2021: Let’s Go Johto

Agora, saltando para 2021, quero primeiro tirar uma dúvida: por que 2021 não será um ano sabático, ou seja, por que também vai ter jogo nesse ano? Simples: desde 2015, a Game Freak lança jogos anualmente. Entre 2005 e 2015 também tiveram lançamentos ininterruptos, se agregar as datas do Japão e do ocidente. Anos sabáticos são raros na franquia, ainda mais agora, em uma era de lançamentos globais.

Agora, voltando ao ponto inicial. Também existe uma regra para o lançamento de jogos Let’s Go. Claro, a chance de ser real é bem menor, dado que só existe um jogo dessa série até agora. Mas se baseando pela regra dele, existe uma separação de 20 anos entre o lançamento da terceira versão de uma geração e o seu Let’s Go. Pokémon Yellow foi lançado em 1998 no Japão, e Let’s Go saiu em 2018. Dá pra tentar imaginar o mesmo para o próximo jogo, em Johto. Pokémon Crystal foi lançado em 2001. Com 20 anos na conta, 2021 vai ser o ano de dizer Johto confirmed.
Caso haja um Let's Go em Johto, a chance dele já estar em desenvolvimento é altíssima

2022: Gen 9

Ok. Já estamos três anos à frente do nosso tempo. O ano é 2022, e a nova geração vai sair. Mas por que 2022 vai ser o ano da nona geração? Essa resposta é a mais básica de todas, tanto que eu nem vou me estender tanto assim nela. Desde a 1ª até a 7ª geração, o tempo médio de uma geração foi de mais ou menos três anos, e desde a era de Kalos, tivemos esses exatos 3 anos entre uma geração e outra (Kalos saiu em 2013, Alola em 2016, e Galar em 2019). Seguindo essa lógica, 2022 tem tudo para ser o ano da nona geração.

2023: Extensão da Gen 9

Então, 2023 seria o ano de lançamento da ‘Ultra Gen 9’. Todo mundo deve estar pensando no porquê de a nona geração ter jogo de extensão e a gen 8 não. Simples: desde 2008, com o lançamento de Platinum, nunca mais houve uma única terceira versão. A partir dali, todos os jogos de extensão foram lançados em duplas (Black/White2 e Ultra Sun e Moon).

E o que crava essa aposta é a geração nas quais BW2 e USUM foram lançadas: 5 e 7. As duas são ímpares. Além disso, ainda fica uma pergunta no ar: por que 2023 e não 2024? Simples. Tanto BW2 quanto USUM foram lançados no ano seguinte ao lançamento da geração. Ou seja, daqui a 4 anos provavelmente teremos o próximo jogo de extensão da franquia.
Seguindo o atual padrão América/Europa, seria possível que a próxima região fosse inspirada no México?


2024: Let’s Go Hoenn

Agora, 2024. Já faz 10 anos desde a última aventura em Hoenn. É a hora perfeita para lançar um novo jogo por lá. Seguindo a lógica de Let’s Go, temos aqui duas décadas desde o lançamento de Emerald, em 2004. Levando em conta que o jogo de encerramento da geração deve ser um Let’s Go, coloca em 2024 Let’s Go Hoenn aí!
Como poderia ser um Let's Go em Hoenn?

2025: Gen 10 (ano sabático?)

Ok. Agora as coisas começam a ficar um pouco embaçadas. Olhando 6 anos no futuro, estamos em 2025. É aí que complica. No ano seguinte, vai ocorrer o aniversário de 30 anos de Pokémon. Tanto no aniversário de 10 quanto no de 20, a franquia foi recebida com gerações novas. Seguindo essa lógica, esse seria um ano sabático (assim como 2005 foi no Japão e 2015 no mundo, como eu disse lá no começo). Só que isso conflita com o resto do cronograma, mas, ao mesmo tempo, o calendário padrão indica que aqui começa a décima geração. A essa altura do campeonato, o Switch já vai estar no alto dos seus oito anos. Muito provavelmente seu sucessor já terá sido lançado (em 2024, acredito eu?).

Bem, agora tudo passa a ficar um pouco mais claro. Normalmente a primeira geração em um console novo chega cerca de 2 anos após o lançamento desse console (a exemplo, o DS recebeu Diamond e Pearl dois anos depois do seu lançamento, assim como o 3DS e o Switch). Coloca então que 2026 seria o ano de abertura da décima geração. 2025 pode acabar sendo um ano sabático mesmo (ou melhor, com um novo jogo de Kanto).

Futuro

A partir daí, como vai ser a franquia? A resposta é: impossível de cravar. Depois de 2026 e da gen 10, o padrão usado como base para essa teoria tem seu fim (dado o aniversário de 30 anos da franquia), e o leque se abre para as mais diversas possibilidades. 

Pokémon pode acabar por aqui, mudar completamente sua forma de marketing (como já vem mudando desde a 7ª geração) ou também pode seguir normalmente por mais duas gerações, ou até mais que isso. Não faltam ideias.

Então é isso. Essa aqui foi uma visão minha sobre o provável futuro da franquia. E vocês? Acham que chegou a hora dos remakes de Sinnoh? Imaginam um futuro como esse? Ou não? Comentem!

Revisão: Davi Sousa

Estudante do Ensino Médio, fã de Johto, da Altaria e da Froslass. É aspirante a Designer e pokétuber. Nas horas vagas treina seus monstrinhos e seu traço. Fifeira, torce para o tricolor paulista xD

Comentários

Google
Disqus
Facebook