Rumor: vazamento indica que mais Pokémon teriam diferenças dependendo do gênero

Sprites da quarta geração de monstrinhos supostamente mostram designs não utilizados para Pokémon masculinos e femininos.


A mecânica de gêneros nos jogos Pokémon já é algo comum, existindo desde Pokémon Gold/Silver/Crystal (GBC). Com o tempo, diferenças no design dos monstrinhos deixaram mais claro se eles são masculinos e femininos – como o rabo de um Pikachu fêmea ter o formato de um coração ou o corpo de um Indeedee, de Pokémon Sword/Shield (Switch), ser diferente dependendo do seu sexo. No entanto, um suposto vazamento de sprites dos jogos da quarta geração mostram que essas diferenças poderiam ter acontecido com ainda mais Pokémon.


Segundo um artigo escrito pelo criador de conteúdo especialista em materiais não utilizados em jogos da Nintendo, Dr. Lava, um arquivo contendo uma série de possíveis sprites beta de Pokémon Diamond/Peral/Platinum (DS) foi publicado no fórum 4chan em 19 de dezembro. Nele, era possível notar que quase todos os Pokémon possuíam atributos físicos distintos dependendo do seu gênero.

Entre os destaques estão as versões fêmea de Pikachu, que, além do rabo diferente, teria as orelhas caídas; Bulbasaur, que teria manchas maiores; e Charizard, que teria somente um chifre ao invés de dois. Além disso, Chimecho machos teriam caudas amarelas no lugar do tradicional rosa.


Apesar de a legitimidade desses sprites não estar 100% comprovada, Dr. Lava ressalta que muitos dos designs alinham com artes oficiais antigas da franquia e com conteúdos não utilizados nos jogos de DS, mas que ainda estão presentes em seus dados internos. Uma matéria da revista japonesa Corocoro, de 2006, que afirmou que os Pokémon masculinos e femininos em Diamond/Peral/Platinum seriam visivelmente distinguíveis na maioria dos casos, também reforça a possibilidade desses modelos beta serem verdadeiros.

Confira abaixo outros sprites que foram publicados. Para mais detalhes, confira o artigo de Dr. Lava na fonte desta notícia.













Jornalista, analista de mídias e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Facebook e no Instagram (@daniel.skm)

Comentários

Google
Disqus
Facebook