Vem aí

Prévia: Tokyo Mirage Sessions #FE Encore (Switch) promete ser a segunda chance do JRPG brilhar

O exótico crossover entre Fire Emblem e Shin Megami Tensei chegará ao console híbrido da Nintendo em uma versão com novidades.

Misturar duas franquias diferentes é comum no mundo dos jogos, sendo que existem vários exemplos interessantes dessa estratégia. Um crossover que pegou muitos de surpresa foi Tokyo Mirage Sessions #FE, um RPG japonês que combina conceitos de Fire Emblem e Shin Megami Tensei em uma aventura estilosa e bem produzida. O título chegou ao Wii U em 2016 e fez relativo sucesso, mas acabou sendo ofuscado pelo lançamento do Switch, que aconteceu em março de 2017. No entanto, o JRPG vai receber uma segunda chance na forma de Tokyo Mirage Sessions #FE Encore, uma versão expandida para o console híbrido da Nintendo.

O encontro de dois mundos

O inusitado crossover foi ideia de Kaori Ando, uma produtora na Nintendo. Inicialmente, sua ideia era misturar Fire Emblem e Pokémon em um único título, porém a proposta foi rejeitada por causa de Pokémon Conquest (3DS), um projeto muito similar. Sendo assim, ela refez a proposta e sugeriu a série de RPGs Shin Megami Tensei no lugar dos monstrinhos de bolso.

A ideia foi aprovada pela Nintendo, mas a Atlus decidiu recusar o projeto por estar ocupada com outros títulos. No entanto, um ano depois, a casa de Shin Megami Tensei mudou de ideia e a produção do crossover começou. O projeto conjunto seria um RPG tático fortemente inspirado em Fire Emblem, porém a Atlus mudou de ideia e decidiu fazer um RPG tradicional inédito com elementos de ambas as franquias. E foi assim que nasceu Tokyo Mirage Sessions #FE, que apresenta personagens e ideias de Fire Emblem e a atmosfera urbana de Shin Megami Tensei.



O universo de Tokyo Mirage Sessions #FE é focado na indústria do entretenimento, mais especificamente em ícones pop, que são comuns no Japão e Coréia do Sul: artistas multitalentosos que cantam, dançam, modelam e por aí vai. No jogo, cada pessoa conta com uma energia chamada Performa, uma espécie de força de vontade para enfrentar desafios e ir atrás de objetivos. Acontece que Mirages, criaturas de outra dimensão chamada Idolasphere, têm interesse na Performa dos humanos para se fortalecer. Constantemente esses seres passam para a nossa dimensão em busca de Performa, o que cria situações de caos. Algumas Mirages formam alianças com humanos e ajudam a impedir ataques dos habitantes da Idolasphere.

Nesse contexto está Itsuki Aoi, um simples estudante do ensino médio. Um dia, o rapaz encontra sua amiga Tsubasa Oribe em um evento focado em busca de talentos — o sonho da garota é entrar para o mercado de entretenimento. No entanto a audição é interrompida por um ataque de um Mirage, que absorve a Performa de todos os indivíduos presentes. No caos, Tsubasa e Aoi acabam indo parar na Idolasphere, e lá eles conseguem usar sua Performa para enfrentar e purificar duas Mirages, que se revelam Chrom e Caeda. Os heróis de Fire Emblem se aliam aos humanos e todos eles ajudam a resolver o incidente. Depois disso, eles são convidados para fazer parte da Fortuna Entertainment, uma organização que treina talentos ao mesmo tempo em que enfrenta as ameaças da outra dimensão. Sendo assim, acompanhamos os heróis nessa vida dupla.


Passeando entre Tokyo e uma dimensão paralela

A aventura em Tokyo Mirage Sessions #FE é dividida em dois momentos, em uma estrutura que lembra os últimos jogos da série Persona. No jogo, acompanhamos a vida de Itsuki Aoi em uma Tóquio moderna. O rapaz precisa balancear o seu tempo entre inúmeras atividades da agência de talentos Fortuna Entertainment e os vários relacionamentos com os outros personagens. Além dos trechos de história, há conversas e eventos opcionais, além de missões paralelas. Nos momentos livres podemos explorar outros bairros de Tóquio, como Shibuya e Harajuki, que contam com lojas e outros pontos de interesse. Quando os problemas aparecem, é hora de enfrentar as Mirages na Idolasphere. A dimensão paralela é dividida em calabouços tradicionais de vários andares com puzzles e muitos inimigos.


As criaturas hostis são enfrentadas em combates por turnos. A essência é tradicional e os heróis têm vários comandos à disposição, como atacar, executar feitiços ou técnicas e usar itens. O diferencial é o sistema de fraqueza, inspirado principalmente em Shin Megami Tensei, mas com toques de Fire Emblem: os inimigos são vulneráveis a diferentes elementos e armas. Quando utilizamos um golpe que explora  tais fraquezas, um Session Attack pode ser iniciado. Por meio dessa técnica, aliados realizam ataques especiais em sequência automaticamente caso as condições corretas sejam atendidas. Por exemplo, Itsuki pode iniciar uma Session ao acertar um monstro com um ataque de espada, em seguida, Tsubasa executa um golpe Sword-Ice, outro herói desfere uma técnica Ice, e assim por diante. Mais opções, como os Duo Attacks, são desbloqueados ao avançar na história e participar de atividades opcionais. Com planejamento e estratégia, é possível fazer combinações longas e devastadoras.

A customização dos heróis é feita por meio de vários sistemas. No Carnage Unity é possível criar novas armas para os protagonistas com itens obtidos ao vencer batalhas ou explorar os calabouços. Cada armamento apresenta habilidades únicas e as Mirages podem aprendê-las definitivamente por meio de experiência. Com a experiência ganha nas batalhas, é possível criar novas armas para os protagonistas, sendo que cada uma delas apresenta habilidades únicas. Já o Radiant Unity fortalece os Mirage Masters e exige Performas recebidas ao vencer combates e estrelas obtidas em eventos principais e opcionais. Por fim, é possível alterar a classe das Mirages, assim como em Fire Emblem.


Uma adaptação caprichada

Tokyo Mirage Sessions #FE chega ao Switch em uma edição expandida chamada “Encore” (ou seja, “bis”). Como já é esperado, essa versão, que usa o lançamento ocidental como base, inclui todos os DLCs pagos do jogo de Wii U. Até mesmo a expansão “Support Quest”, que oferece uma maneira fácil e rápida de fortalecer os heróis, estará presente no jogo.


Há também muito conteúdo novo. As Ex Stories são eventos adicionais que exploram as motivações dos aliados de Itsuki. Essas tramas inéditas oferecerão novos calabouços com inimigos não presentes no jogo original. Além disso, Encore terá novas composições, vídeos musicais, acessórios e roupas exclusivas para os personagens — Mamori, por exemplo, terá vestimentas inspiradas em Fire Emblem: Three Houses. Por fim, os personagens não jogáveis no original Tiki, Maiko e Barry participarão das batalhas durante as Attack Sessions.

Encore também terá algumas melhorias técnicas e alterações para deixar o fluxo de jogo mais suave. Os tempos de carregamento serão menores, o que é esperado, já que o Switch é um console tecnicamente superior ao Wii U. O mapa, que antes aparecia na tela do GamePad, foi movido para o canto da tela, o que tornará mais ágil a exploração de calabouços. Por fim, uma opção permitirá acelerar as animações das Attack Sessions.


Um “bis” que merece ser conferido

Tokyo Mirage Sessions #FE Encore promete ser uma boa oportunidade de conferir o ótimo JRPG. O crossover apresenta uma aventura estilosa e repleta de personagens interessantes, com mecânicas que fazem referências às séries originais sem deixar de ter identidade própria. Um dos destaques é o sistema de batalha por turnos, que conta com sistemas elaborados e estratégicos. A versão estendida Encore traz ainda mais incentivos na forma de conteúdo inédito e outros ajustes, o que provavelmente resultará em uma experiência mais completa e prazerosa. Sendo assim, Tokyo Mirage Sessions #FE Encore tem tudo para ser mais uma ótima adição ao Nintendo Switch e também uma nova chance para o JRPG se destacar.


Tokyo Mirage Sessions #FE Encore - Switch
Desenvolvimento: Intelligent Systems/Atlus
Gênero: JRPG
Lançamento: 17 de janeiro de 2020
Expectativa: 4/5
Revisão: Kiefer Kawakami

é brasiliense e gosta de explorar games indie e títulos obscuros. Fã de Yoko Shimomura, Yuzo Koshiro e Masashi Hamauzu, é apreciador de boardgames, game music, fotografia e livros. Pode ser encontrado nas redes sociais por meio do nick FaruSantos.

Comentários

Google
Disqus
Facebook