A Link to the Blast

Teria Ganondorf pavimentado o caminho para Link abrir o Sacred Realm em Ocarina of Time?

O homem do deserto teria se aproveitado do garoto sem fada para chegar até a Triforce.



Como tempestades de areia que desnorteiam os viajantes no deserto, Ganondorf chegou ao castelo de Hyrule embaçando a percepção de praticamente toda a família real. O misterioso homem, que secretamente vinha causando problemas em outras regiões do reino, jurou eterna lealdade ao rei. A única que percebeu a malícia no coração do indesejado visitante foi Zelda, e a princesa acabou se transformou na principal barreira que bloqueava o acesso do gerudo ao Sacred Realm.


Ganondorf conhecia a lenda da Triforce, a dimensão oculta onde a sagrada relíquia repousava e as chaves que abririam a Door of Time. Ciente do que devia fazer, decidiu inicialmente coletar as três Spiritual Stones. Porém, sem sucesso com as pedras, partiu em busca da quarta peça do quebra-cabeça, a Ocarina of Time. Percebendo que seria ainda mais difícil adquirir o instrumento musical, teria o sagaz vilão visto em Link a resolução de todos os seus problemas?

O chamado da floresta

The Legend of Zelda: Ocarina of Time (N64/3DS) começa com um pedido de socorro da Deku Tree. Sabendo que atravessava seus últimos momentos, a guardiã da floresta pede que Navi desperte o garoto sem fada, pois, finalmente, a jornada dele teria início. Depois de vencer Gohma e eliminar a doença que sufocava a Deku Tree, Link descobre que todos os esforços foram em vão e a árvore acaba secando, não sem antes entregar ao garoto a preciosa Kokiri's Emerald.

O triste fim da Deku Tree foi uma das maldades de Ganondorf, que propôs que a protetora do povo Kokiri abrisse mão de seu maior tesouro em troca da própria vida. A partir deste ponto começa nossa teoria, o gerudo realmente colocaria tudo a perder com a maldição? Afinal, ele tinha certeza que a parasita Gohma corroeria a árvore por dentro e caso a Deku Tree preferisse morrer ao entregar a pedra, o que de fato aconteceu, como Ganondorf iria obter a Kokiri's Emerald?



Tendo premeditado cada passo com cuidado, ele provavelmente considerou que a árvore passaria a relíquia para outro protetor antes de perecer. Então, seria necessário somente roubar a Kokiri's Emerald desse novo guardião. No entanto, os planos teriam mudado nos jardins do castelo de Hyrule, quando Link e Zelda conversam sobre os sonhos da princesa e o vilão encara a dupla pela janela com um sorriso ardiloso no rosto.

Ganondorf poderia ter percebido neste momento que se encontrava diante do novo guardião da Kokiri's Emerald — por qual outro motivo um "kokiri" estaria no castelo? — e que o garoto combinava com Zelda de ir atrás das demais pedras. Como o rapaz conquistou rapidamente a confiança da princesa, o gerudo pensou rápido e encontrou ali o seu acesso ao Sacred Realm. Bastava a criança coletar as outras duas Spiritual Stones.


A carta de ninguém

Depois que nosso herói conquista a Goron's Ruby na Death Mountain — resolvendo um problema que o próprio Ganondorf havia criado — ele parte para os lagos de Hyrule na procura da última pedra. Para conseguir visitar a morada do Lord Jabu-Jabu, Link precisa de um item que está nas profundezas do Lake Hylia. A garrafa que aparentemente estava vazia contem em seu interior um bilhete com um pedido de socorro:
Me ajude.
Eu estou esperando por você
No estômago do Lord Jabu-Jabu.
-Ruto.
PS: Não conte ao meu pai!
Link rapidamente corre para mostrar a mensagem ao rei dos zoras, que permite que o garoto vá resgatar a princesa no ventre do peixe gigante. Ao encontrar Ruto, ela se mostra confusa sobre a carta e é categórica ao dizer que nunca escreveu nada, pois costumava visitar com frequência o estômago de Jabu-Jabu desde que era pequena. Mas, admite que desta vez algo parece estar errado com a criatura.

Além de Ruto, somente Ganondorf sabia do paradeiro da Zora's Sapphire, afinal, assim como fez com a Deku Tree, o vilão também foi o culpado por adoecer Jabu-Jabu. Se a princesa disse que não foi ela quem redigiu a mensagem, só resta o gerudo como explicação plausível. O game deixa em aberto essa questão da garrafa, com isso, é admissível imaginar que Ganondorf poderia muito bem ter sido o responsável por dar esse empurrãozinho em Link, que o levou diretamente para a terceira pedra espiritual.

Piedoso!?

Depois que Link tem as três pedras, ele volta para o castelo de Hyrule e acompanha uma das cenas mais icônicas de Ocarina of Time. Zelda e Impa estão fugindo montadas em um cavalo branco e Ganondorf aparece logo depois. O garoto empunha sua espada para desafiar o inimigo, mas é golpeado por uma rajada mágica que o atira para trás. Após soltar sua marcante risada, o homem do deserto continua a perseguição à princesa.

Mas, por quais motivos Ganondorf decidiu poupar a vida de Link? Neste momento da história, o vilão é muito mais poderoso do que o herói e poderia tê-lo derrotado facilmente. Ainda mais levando em consideração que ele o viu ao lado de Zelda nos jardins do castelo e sabia que se tratava de um aliado da princesa. No entanto, optou por somente disparar uma leve carga de energia. Essa atitude não casa muito bem com a maneira como Ganondorf agia e a prova está nas vielas do mercado.

Depois dessa cena, Link encontra um soldado ferido em Market, que diz ter sido atacado por Ganondorf. Se o gerudo não teve piedade segundos antes dentro dos portões do castelo, por qual motivo mudaria de ideia com um garoto o desafiando do lado de fora? Talvez porque ele soubesse que se tratava de sua passagem para a Triforce?


Toque do destino

Ganondorf estava obcecado pelas Spiritual Stones e parece não ter agido quando alguém começou a viajar por Hyrule coletando cada uma das pedras. Notícias que a Deku Tree estava morta ou que o acesso à Dodongo’s Cavern foi liberado teriam rapidamente chegado aos ouvidos do homem do deserto, que agiria rapidamente para encontrar o responsável. Porém, ele parece ter ficado pacientemente apenas esperando.

Depois que Link abre a Door of Time, seu espírito permanece inconsciente por sete anos, até que ele tenha idade suficiente para se transformar no Herói do Tempo.  Com a princesa desaparecida, seu principal defensor adormecido e o Sacerd Realm desobstruído, Ganondorf não tem nenhum obstáculo para realizar o seu desejo. Coincidentemente, o gerudo entrou no Temple of Time logo depois que Link tirou a Master Sword do pedestal. Chegando lá antes mesmo que Kaepora Gaebora (Rauru) pudesse fazer algo para impedir a invasão.

Não há indícios se Ganondorf sabia que Link seria adormecido depois de puxar a espada ou se ele pretendia enfrentar o herói logo depois que todas as barreiras tivessem sido quebradas. Ele somente aparece como uma visão para Link, se mostrando satisfeito pelo garoto tê-lo levado diretamente até a relíquia sagrada, quase como se estivesse agradecendo por Link ter caído inocentemente em sua armadilha.


Sorte ou premeditação?

Mesmo com seu imenso poder, Ganondorf sentiu que seria impossível subjugar os portadores das pedras espirituais e a princesa Zelda. Sem as chaves, jamais teria conseguido acesso ao Sacred Realm e, consequentemente, à Triforce. Por isso, o vilão poderia ter agido rápido e nada melhor do que usar alguém da confiança dos guardiões das relíquias para levar o terrível plano à frente. Mas, o que ele não esperava é que também estava criando sua própria ruína. Pois, sete anos mais tarde, o Herói do Tempo viria a despertar e terminar com o reinado do terror.
E você, caro leitor, acredita que Ganondorf pode ter pavimentado o caminho para Link abrir o Sacred Realm ou tudo não passou de um terrível erro de cálculo da princesa Zelda, que acabou ajudando o vilão a conseguir a Triforce? Deixe sua opinião nos comentários.

É jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Diretor de Redação do Nintendo Blast.

Comentários

Google
Disqus
Facebook