Jogamos

Análise: Huntdown (Switch): ação frenética em um mundo retrofuturista

Título de ação da Easy Trigger Games é uma excelente adição à biblioteca de jogos do Switch.


Desenvolvido pela Easy Trigger Games e publicado pela Coffee Stain Publishing, Huntdown é um plataforma de ação em estilo arcade. Nele, o jogador realiza uma caçada implacável contra grupos criminosos. Ambientado em um mundo retrofuturista claramente inspirado nos anos 80, o título combina ação frenética com uma atmosfera envolvente.

Caçadas implacáveis


O conceito de Huntdown é simples. Depois de definir a dificuldade, o jogador escolhe entre três caçadores de recompensa (Anna Conda, John Sawyer e Mow Man) e parte para uma série de missões em busca de criminosos perigosos. São ao todo quatro gangues e enfrentá-las envolve passar por várias fases curtas, cada uma com um chefe ao final.

Apesar das armas básicas de cada personagem serem diferentes, o conceito de gameplay é basicamente o mesmo. É necessário avançar pela fase em direção ao chefe, mas vários inimigos aparecem ao longo do caminho para barrar o seu progresso. Para derrotá-los, o jogador conta com um arsenal variado que pode ser obtido na própria fase, com algumas das armas sendo deixadas pelos próprios criminosos derrotados.

Além de variações nos seus equipamentos, os inimigos podem atacar em grandes grupos e realizar emboscadas. Lidar com isso demanda aprender a usar o cenário a seu favor, se escondendo atrás de objetos e buracos para evitar os tiros. No entanto, quando os inimigos partem para cima com bastões ou bombas, esses esconderijos não são o suficiente.


O resultado são combates dinâmicos e interessantes que valorizam jogadas inteligentes. De forma geral, as fases funcionam muito bem e as suas curtas extensões ajudam a manter a experiência fresca e fácil de pegar em qualquer momento. Ao mesmo tempo, as fases podem parecer mais do mesmo por manter uma estrutura muito similar. Não chega a ser um grave problema, mas pode ser incômodo.

Porém, os chefes não sofrem do mesmo problema. Além de variados, a vida maior e a agressividade dos seus padrões de ataque são fatores com os quais é necessário lidar. Não é incomum morrer várias vezes e aprender formas melhores de enfrentar o chefe a cada tentativa.


Como o jogo não tem limitação de vidas e os checkpoints são bem colocados (ao longo da fase e no início da batalha contra o boss), esses tipos de dificuldades nas fases e nos chefes são bem vindas. Não há desafios cruéis ou injustos, sendo uma questão simples de aprendizado e aprimoramento. Vale destacar que o jogo também conta com modo co-op local para dois jogadores. Basta dividir o Joy-Con para a dupla aproveitar o título.

Uma vitrine do futuro no estilo anos 80

Além da ação frenética, o que mais chama a atenção em Huntdown é a sua atmosfera. O seu conceito de futuro inspirado nos anos 80 é muito bem construído. O design dos personagens evoca com clareza a época, o que, combinado com a escolha de pixel art retrô, é uma decisão bastante inspirada.


O mundo de Huntdown é muito vivo, cheio de cor, misturando a sujeira do submundo com estéticas retrofuturistas, como o uso de neon. A animação fluida e o uso de sangue, que permanece no cenário, ajudam na criação desse tom que é bastante imersivo e instigante.

A trilha sonora e a dublagem em inglês também estão em consonância com o que seria esperado de uma obra sci-fi daquele período. Em particular, as músicas sintetizadas dão o tom perfeito para as fases e são muito boas para escutar fora do jogo também.


De modo geral, Huntdown é uma excelente adição à biblioteca de jogos do Switch. Com uma boa performance, ele oferece ação frenética e uma atmosfera futurista inspirada nos anos 80, e isso é muito bem conduzido. Além disso, sua dificuldade equilibrada (e que pode até ser ajustada com a seleção de fácil, normal, difícil e a desbloqueável badass) faz com que tanto jogadores mais casuais quanto aqueles em busca de um desafio possam aproveitá-lo

Prós

  • Combate dinâmico que valoriza jogadas inteligentes contra vários inimigos e chefes;
  • Arsenal variado obtido em cada fase;
  • Dificuldade na medida certa;
  • Atmosfera retrofuturista envolvente.

Contras

  • Estrutura das fases faz com que seja possível sentir que elas são muito similares.
Huntdown — Switch/PC/PS4/XBO — Nota: 9.5
Versão utilizada para análise: Switch
Revisão: Felipe Fina Franco
Análise produzida com cópia digital cedida pela Nintendo
Huntdown está disponível na Loja Nintendo

é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não tenha em mãos um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.


Disqus
Facebook
Google