Jogamos

Análise: A Summer with the Shiba Inu (Switch) é uma visual novel inconsistente sobre uma cadela e seu passado

Visual novel tenta ser séria, mas acaba sendo apenas confusa e inconsistente.


Desenvolvido pela Quill Game Studios, A Summer with the Shiba Inu é uma visual novel em que uma cadela precisa pagar por coisas que fez no passado. Infelizmente, o que poderia ser uma história surpreendente, acaba se mostrando confuso e inconsistente demais para valer a pena.

É impossível abandonar o passado


O jogo conta a história de Syd, uma cadela da raça Shiba que passou um tempo longe de sua ilha natal. Enquanto morava em Canine-da, ela abandonou um pouco seu passado, mas essas coisas voltam para assombrá-la quando decide procurar por seu irmão desaparecido.

Apesar da obra ter um visual fofo devido à presença exclusiva de cachorros, o que a faz parecer algo de humor à primeira vista, na realidade trata-se de uma obra que tenta se mostrar mais séria. O passado de Syd envolve o seu contato com um sistema peculiar da ilha chamado ARIna, que delimita as possibilidades de cada cachorro em relação a sua vida profissional.


Boa parte da obra envolve aprender sobre as ARInas e o que aconteceu com Syd no passado. No entanto, o desenvolvimento acaba sendo mais confuso do que o necessário. Ao final, o jogador irá entender tudo o que está acontecendo, mas uma porção grande da história é apresentada de forma desnecessariamente complicada.

De fato, certos eventos são melhor explicados apenas se o jogador fizer a escolha correta, por exemplo. Infelizmente, o que é desenvolvido não é nem muito interessante e é especialmente grosseira a falta de sentido em ter um mundo onde apenas cachorros existem, mas que funciona exatamente como o nosso.

Essa discrepância é muito séria, já que eles nem são humanoides e essa escolha não parece seguir nenhum propósito. Da mesma forma, a história não aproveita o fato de que os personagens são cachorros para nada além de pequenas piadas. E mesmo que elas ocasionalmente funcionem, a sensação é que a mesma narrativa poderia ser contada com humanos comuns.


É uma pena que A Summer with the Shiba Inu não explora corretamente o seu potencial, pois os cenários são bastante coloridos e chamam a atenção. Além disso, os cachorros são carismáticos e têm expressões interessantes. Porém, o mistério não é nada interessante, a história é mais longa e confusa do que deveria e a obra parece não saber muito bem o que quer fazer de fato devido a suas grandes inconsistências. De forma geral, há jogos melhores e mais indicados para aproveitar no Switch.

Prós

  • Visualmente agradável, com personagens expressivos e fundos coloridos;
  • Ocasionalmente, as piadas de cachorro funcionam.

Contras

  • História confusa e desnecessariamente complicada;
  • Explicação para alguns eventos ocorre apenas no final bom;
  • Falhas lógicas grosseiras na forma como o mundo funciona.
A Summer with the Shiba Inu — Switch/PC/PS4/XBO — Nota: 5.0
Versão utilizada para análise: Switch
Revisão: Felipe Fina Franco
Análise produzida com cópia digital cedida pela Ratalaika Games

é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não tenha em mãos um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.


Disqus
Facebook
Google