Vem aí

Prévia: Pokémon Sword/Shield: The Crown Tundra (Switch) promete reencontros lendários

A segunda parte do DLC trará uma gélida aventura, além de novo modo mutiplayer que marcará o retorno de todos os lendários da franquia.




Após o árduo treinamento no dojo de Mustard, na Isle of Armor, a viagem por Galar segue para a gélida Crown Tundra. Na segunda parte do DLC de Pokémon Sword/Shield, os treinadores serão nomeados líderes da equipe de exploração de Peony e terão que investigar os limites desta área congelada. A missão os levará para dentro das Pokémon Den, onde muitas criaturinhas, incluindo alguns lendários do passado, lhes aguardam.


Enfrentar esses monstrinhos em suas formas Dynamax não será tarefa fácil, por isso, crie um grupo com outros três jogadores para juntos desvendarem os segredos do interior das Dens. Neste novo modo multiplayer online, batizado de Dynamax Adventures, os treinadores não poderão utilizar a própria equipe de pokémon. Ao invés disso, precisarão alugar um único companheiro antes de começar cada uma das explorações.
 
Batalhas com diferentes criaturinhas acontecerão conforme a caminhada leva a equipe para o fundo da Den. Caso o pokémon seja derrotado, um dos integrantes do time poderá trocar seu monstrinho alugado pelo que acabou de ser derrubado pelo grupo. Assim, o objetivo principal é se fortalecer até o encontro com o lendário, que terá 100% de chance de captura quando vencido, independentemente da Poké Ball utilizada.
 
No entanto, caso o treinador e seus amigos percam qualquer uma das Max Raid Battle, todos serão expulsos da Den. Cada lendário poderá ser capturado uma única vez e, além disso, haverá exclusividade de acordo com a versão do game. Ou seja, certos lendários disponíveis em Sword não aparecerão em Shield, e vice-versa. Esse modo terá ainda o Endless Dynamax Adventures, com batalhas infinitas até que todos sejam nocauteados.
Quem é Peony?
 
O principal personagem desta segunda metade da expansão será Peony. Ele foi para a Crown Tundra, juntamente da filha, para pesquisar as histórias dos pokémon lendários daquela região. Bastante carinhoso e com um lado bondoso, o explorador parece não ouvir com muita atenção as opiniões de quem o cerca e tem um comportamento arrojado.

Novas aves!?

As batalhas contra lendários não acontecerão exclusivamente nas Dynamax Adventures, já que alguns desses monstrinhos serão encontrados em outras áreas da Crown Tundra. Uma novidade desta DLC é que pokémon lendários ganharão formas regionais pela primeira vez na franquia. O trio de aves de Kanto recebeu um visual repaginado, além de tipos diferentes daqueles vistos na primeira geração. Conheça cada um deles:

Articuno de Galar
 
Apesar de sua personalidade fria e insensível, move-se de maneira muito refinada. Mantém-se no ar através da utilização constante dos seus poderes psíquicos e quase nunca bate as asas. Este pokémon luta utilizando intensos poderes psíquicos que agem diretamente nas células dos seres vivos. 

Os feixes de energia que ele dispara pelos olhos têm um efeito particularmente poderoso. Ao mínimo toque nestes feixes, a vítima fica totalmente imobilizada, como se estivesse congelada. O pokémon acaba com os adversários imobilizados usando o poder psíquico condensado das suas asas.
 
O movimento exclusivo do Articuno de Galar é o Freezing Glare, do tipo Psíquico, em que o pokémon ataca disparando um raio a partir dos olhos. Esta habilidade também pode deixar o adversário congelado.


Zapdos de Galar
 
Este monstrinho hostil e amante de batalhas parece não resistir a desafiar outros pokémon que aparentam ser mais fortes do que ele. Na batalha, ele esmaga os adversários com movimentos rápidos e pontapés ferozes, utilizando suas pernas naturalmente fortes. Quando desce penhascos e montanhas rochosas com movimentos ultrarrápidos em ziguezague, ele se parece com um relâmpago. Contudo, suas asas parecem ter atrofiado e aparenta ter uma fraca capacidade para voar.
 
O movimento exclusivo do Zapdos de Galar é o Thunderous Kick, do tipo Lutador, que esmaga o adversário com um movimento semelhante a um relâmpago antes de desferir um pontapé. Também permite baixar a estratégia de defesa do inimigo.



Moltres de Galar
 
Tem uma personalidade altiva e age tranquilamente, segundo os seus caprichos. Ele emana a energia que tem dentro do seu corpo através de aura semelhante a uma coluna de fogo devastadora, impedindo que pokémon comuns se aproximem. Tem uma capacidade especial para atacar a mente dos adversários, abrindo totalmente as asas e libertando uma aura maliciosa. Os inimigos atingidos por estes ataques sentem fadiga extrema, como se toda a sua energia tivesse sido queimada.
 
O movimento exclusivo do Moltres de Galar é o Fiery Wrath, do tipo Sombrio, em que o pokémon transforma a sua fúria em uma aura de fogo para atacar os adversários e também pode fazer com que os inimigos hesitem.




Novos Regis

As novidades relacionadas aos lendários não terminam por aí, já que a família dos Regis ganhará outros dois integrantes:

Regieleki
 
Ele absorve elétrons para sobreviver. Seu corpo é composto, majoritariamente, por energia elétrica. Dizem que seus movimentos elétricos são mais potentes do que qualquer outro ataque utilizado por pokémon do mesmo tipo.
 
Investigadores descobriram que o corpo do Regieleki contém o que parece ser um equipamento de isolamento especial e que não conduz eletricidade. Alguns acreditam que, em tempos antigos, as pessoas atormentadas pela criaturinha instalaram este dispositivo para limitar seu poder.
 
O movimento especial de Regieleki é o Thunder Cage. Quando o utiliza, o pokémon lança raios intensos a partir da metade inferior do seu corpo, prendendo os adversários por baixo de si numa jaula de raios. O Thunder Cage não provoca danos aos adversários apenas quando os atinge, mas também faz com que fiquem presos dentro de uma jaula eletrificada, reduzindo sua energia durante quatro ou cinco turnos, além de impedir que fujam ou sejam trocados.



Regidrago
 
O corpo do Regidrago é composto por Dragon Energy cristalizadoscuja energia é mais densa no seu núcleo central. Graças à composição do seu corpo, o Regidrago pode utilizar movimentos do tipo Dragão com maior potência do que outros pokémon.
 
As histórias contam que o pokémon Lendário Regigigas tentou criar um pokémon a partir de Dragon Energy cristalizados, mas os cristais acabaram e ele só conseguiu concluir a cabeça. Os antigos receavam que se os Regidrago fossem concluídos, isto traria destruição às suas terras — e por isso selaram-no dentro de um templo.
 
O movimento exclusivo do Regidrago é o Dragon Energy, em que o pokémon assume uma forma semelhante à de uma cabeça de dragão e lança energias intensas de sua boca. Quanto mais HP ele tiver, maior será o poder deste movimento.



Slowking de Galar

A Pokédex também será atualizada com mais uma forma regional, a de Slowking. Nessa evolução do Slowpoke de Galar, a mordida do Shellder desencadeia uma reação química que faz com que o pokémon receba o tipo Veneno. Além disso, a inteligência do Shellder aumenta exponencialmente, dando-lhe poderes psíquicos que fazem inveja a qualquer outro monstrinho deste mesmo tipo.
 
Os Slowking de Galar se comunicam entre si por meio de encantamentos. Também lançam misteriosos feitiços quando utilizam seus movimentos nas batalhas. As falas desses pokémon ainda não foram completamente entendidas pelos seres humanos. Seu movimento exclusivo é o Eerie Spell, em que o Slowking de Galar ataca com poderes psíquicos extraordinários. Se atingido, o adversário sofre dano e perde 3 PP do último movimento utilizado.
 
O Slowking de Galar tem ainda uma nova Ability chamada Curious Medicine. Quando um pokémon com esta habilidade entra no campo de batalhas em grupo, as estatísticas negativas dos companheiros são totalmente retiradas.



Gigantamax Melmetal

Quem vai ganhar sua forma Gigantamax será o mítico Melmetal. Quando ele está gigantesco, consegue utilizar seu corpo de metal líquido flexível e elástico para desferir murros, mesmo que os adversários estejam distantes dele. Além disso, pode provocar danos ainda mais graves, juntando as porcas sextavadas dos seus braços para criar punhos massivos. 

O Melmetal Gigantamax também concentra a energia elétrica gerada pelo fluxo de metal líquido que, quando totalmente carregado, desfere um feixe elétrico da porca em seu abdômen. Esse poder tem força suficiente para vaporizar uma montanha inteira.



Galarian Star Tournament

Quem também marcará presença neste DLC será o campeão Leon. Ele será o organizador do Galarian Star Tournament, campeonato que acontecerá na cidade de Wyndon. A competição em duplas permitirá que o jogador some suas forças com outros treinadores que fizeram parte da aventura pela região de Galar, sejam eles líderes de ginásios, rivais ou companheiros de viagem. Saber escolher bem seu parceiro será a chave para levar mais este título.



Ability Patch

Bastante difícil de adquirir, mas extremamente útil, o Ability Patch é um item exclusivo da Crown Tundra. Ao usá-lo em algum pokémon, o monstrinho receberá a Hidden Ability de sua espécie, caso ela exista.



Calyrex

Um misterioso pokémon aparecerá durante essa nova aventura, Calyrex. Pouco se sabe sobre ele, a única certeza é que a criaturinha governou Galar em tempos antigos. Dizem que o monstrinho é excepcionalmente inteligente e tem o poder de visualizar qualquer evento, seja ele do passado, presente ou futuro.

Concluindo a oitava geração

O lançamento da segunda parte do DLC de Pokémon Sword/Shield deve concluir a polêmica oitava geração dos monstrinhos de bolso — isso se a Game Freak não decidir por novas expansões. Esse conteúdo adicional resolveu algumas das reclamações que acompanharam a chegada do jogo base, incluindo aventuras em pequenos mundos abertos e complementação da Pokedex, que agora conta com mais de 600 criaturinhas, contra as 400 que compunham o título principal.

A expectativa é que The Crown Tundra consiga trazer um conteúdo que feche a viagem por Galar da melhor maneira possível e que esse DLC, dividido em duas partes, seja o primeiro passo para as evoluções que a franquia tanto precisa, com mais liberdade em suas campanhas, maneiras criativas de aproveitar o multiplayer e a maior quantidade possível de pokémon para serem capturados e treinados.
Pokémon Sword/Shield: The Crown Tundra (Switch)
Desenvolvimento: Game Freak
Gênero: RPG
Lançamento: 22 de outubro de 2020
Expectativa: 3/5
Revisão: João Pedro Boaventura

É jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Diretor de Redação do Nintendo Blast.


Disqus
Facebook
Google