Nintendo Switch regular não receberá corte de preço nos EUA, segundo comunicado oficial

Nintendo afirmou que redução do valor do Switch será valida somente para a Europa e o Reino Unido.

Nintendo Switch

Nesta segunda-feira (13), noticiamos que a Nintendo of Europe havia diminuído o preço do Nintendo Switch regular na Europa e no Reino Unido. Essa ação não será replicada pela filial americana, aparentemente. É o que afirma um comunicado oficial da empresa enviado ao jornalista Stephen Totilo, ex-editor chefe do portal Kotaku e atual coautor da newsletter Axios Gaming, nesta terça-feira (14).


Totilo publicou em seu Twitter a seguinte declaração da companhia:
"O ajuste do preço comercial é apenas para a região europeia. Não há planos para alterar o preço de varejo sugerido pelo fabricante para qualquer modelo do Nintendo Switch nos EUA."

Desde seu lançamento nos Estados Unidos, em março de 2017, o console base se mantém no valor de US$ 299,99. O Nintendo Switch Lite está custando US$ 199,99 e o novo modelo OLED sairá por US$ 349,99 quando chegar às lojas no dia 8 de outubro.

Na Europa e no Reino Unido, a plataforma regular passou a custar € 299,99 e £ 259,99 respectivamente. Antes, os valores eram € 329,99 e £ 279,99. Esse corte foi justificado devido a mudanças nas taxas de câmbio no continente e à chegada do Switch OLED no próximo mês. O Switch Lite permanece em € 200 / £ 199,99.

Aqui no Brasil, a versão normal do console possui preço sugerido de R$ 2999,99 e o Lite, R$ 1899,99 com lançamento previsto para outubro. Não se sabe se essa decisão da Nintendo of America fará com que os preços brasileiros também se mantenham nesses patamares.

Fontes: Stephen Totilo/Nintendo Everything


Jornalista, analista de mídias e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Facebook e no Instagram (@daniel.skm)


Disqus
Facebook
Google