Koichi Sugiyama, compositor da série Dragon Quest, morre aos 90 anos

Um dos mais importantes compositores da história dos videogames, Sugiyama deixa um imenso legado de mais de 35 anos de trabalho na Square Enix.




O compositor da série Dragon Quest, Koichi Sugiyama, faleceu aos 90 anos no dia 30 de setembro. Como acaba de informar o NHK, devido a um choque séptico. Segundo o blog oficial de Dragon Quest, os serviços funerários de Sugiyama foram realizados por familiares e amigos próximos. A Square Enix planeja realizar um evento em memória de Sugiyama em algum momento, mas a data ainda não foi decidida.


O mais velho compositor de videogames, de acordo com o Guinness World Records, Sugiyama compôs para filmes, animes, programas de TV e jogos. Somente para a série Dragon Quest criou mais de 500 músicas desde o jogo original, em 1986, para Famicom. Seu último trabalho foi uma composição para o aguardado Dragon Quest XII: The Flames of Fate, o qual ainda não tem janela de lançamento.


De robusta formação clássica, como maestro e compositor, Koichi Sugiyama teve seu primeiro contato com a Enix como um fã, endereçando a ela uma carta a respeito de um jogo de Shogi para PC. Sendo muito incomum alguém de renome se interessar por seus jogos à época, a empresa fez um convite para que fizesse as músicas de World Golf, lançado em 1985, e, no ano seguinte, de Dragon Quest (NES).

Pela primeira vez na história dos videogames, o compositor trouxe um estilo de música clássica para os jogos, especialmente técnicas do início do classicismo e do barroco tardio, as quais são frequentemente mencionadas como revolucionárias para as músicas de videogame.

Além disso, Sugiyama também foi um dos ou "o" primeiro(s) compositor(es) a gravar com uma orquestra ao vivo. Mais especificamente, no CD Dragon Quest I Symphonic Suite, de 1986, em que regeu a London Philharmonic Orchestra para interpretar arranjos de oito peças de Dragon Quest: Opening, Castle, Town, Field, Dungeon, Battle, Final Battle, e Ending.




Vários músicos notáveis na indústria dos videogames, como Nobuo Uematsu, principal compositor da série Final Fantasy, mencionam Koichi Sugiyama como uma grande fonte de inspiração para suas obras.

No Twitter, vários nomes importantes dos videogames prestaram homenagens a Koichi Sugiyama. Entre os quais, Masahiro Sakurai (criador de Kirby e Super Smash Bros.), que agradeceu a permissão das músicas de Dragon Quest em Smash, e disse que lembra das músicas de Sugiyama desde sua infância.

Nobuo Uematsu (compositor de vários jogos como Chrono Trigger e boa parte da série Final Fantasy) lembrou que aprendeu muito com Sugiyama, e Yoko Shimomura (compositora de títulos como Super Mario RPG e da série Kingdom Hearts) afirmou que definitivamente não estaria na indústria dos videogames sem as músicas de Dragon Quest, e que conseguiria cantarolar de cabeça muitas delas.



Em especial as músicas de Dragon Quest — tanto com sintetizador quanto em formato orquestral — foram e são modelos para a maioria das trilhas sonoras de RPG eletrônico até hoje, centenas das quais também organizadas e até nomeadas de maneira semelhante. No ano passado (2020), o compositor recebeu do governo japonês o título de honra de Pessoa de Mérito Cultural (文化功労者, bunka kōrōsha).

Assim que possível, traremos mais informações sobre o que a Square Enix planeja em sua homenagem e sobre os planos futuros para a música da série Dragon Quest.



Doutorando em Filosofia que passa seu tempo livre com piano, livros e jogos (principalmente JRPGs). No Twitter, também conhecido como Vivi. Interessa-se especialmente por produções de maior apelo artístico e/ou narrativo e mecânicas de puzzle, stealth e RPG. Seu histórico de análises pode ser conferido no OpenCritic; suas reflexões sobre a arte e a ciência dos jogos, em thegamelogicist.medium.com (em inglês), ou em seu podcast: MetaQuestCast.


Disqus
Facebook
Google