Jogamos

Análise: Animal Crossing: New Horizons - Happy Home Paradise (Switch) é um prato cheio para os designers de plantão

O DLC, também incluso no Expansion Pack do Nintendo Switch Online, adiciona um mundo de possibilidades para quem gosta de decorar.


Após um longo período de tempo sem nenhum tipo de atualização mais substancial, os fãs já um tanto abandonados de Animal Crossing: New Horizons vibraram com o duplo anúncio durante o Direct dedicado ao jogo. Além de uma farta atualização contendo uma série de recursos bastante aguardados, como a cafeteria de Brewster, o barco de Kapp’n e a habilidade de plantar e cozinhar, o primeiro DLC, denominado Happy Home Paradise, foi anunciado.

Funcionando como uma sequência de Happy Home Designer, spin off focado em decoração lançado para o 3DS em 2015, o novo DLC também tem como objetivo explorar o máximo do design de interiores. É provável que os jogadores mais focados na parte de exploração/coleção de Animal Crossing não encontrem tanto assim para se entreter. No entanto, há bastante a ser explorado caso você seja mais ligado ao lado designer da experiência do game.

Férias trabalhosas

Happy Home Paradise tem início quando Lottie, a simpática lontra que teve sua origem em Happy Home Designer, aparece de repente na sua ilha após pedir ao amigo Tom Nook por uma indicação para a sua companhia de casas de férias. O tanooki, conhecendo bem sua forte intuição, alta competência social e invejáveis habilidades como decorador, aponta você como o último membro e o possível novo designer da Paradise Planning, a nova empresa da lontrinha.

Viajando para a ilha paradisíaca que sedia a empresa, você logo conhece os outros dois funcionários: Wardell, o leão-marinho que cuida do carregamento geral de itens, e Niko, o macaquinho encarregado da parte operacional do dia a dia. Junto ao seu toque mágico de decoração de interiores para completar o time, o objetivo da Paradise Planning é proporcionar aos clientes a sua própria casa dos sonhos em um pedacinho particular do paraíso.



Como já é possível notar, mesmo que a temática do DLC esteja relacionada diretamente a férias paradisíacas, no seu caso o local é mais associado ao trabalho. Sempre que você estiver no resort, o seu tempo será dedicado exclusivamente à labuta. Entretanto, nenhum esforço deixa de ser recompensado. Em troca da sua habilidade para decorar a casa ideal para os villagers aleatórios que aparecem pela área, você sempre irá receber um pouco da moeda do local, chamada de Poki.

Esse dinheiro próprio da ilha serve basicamente para adquirir alguns novos itens do update 2.0. Vale lembrar que não existem itens exclusivos do DLC. Tudo que está disponível para compra na loja localizada na casa sede da empresa, que na narrativa do jogo são trazidos por Wardell, pode ser adquirido normalmente na loja Nook na sua ilha. Os itens também mudam todos os dias, assim como nas outras lojas do jogo, e podem ser comprados apenas pela unidade.


Se você tem vontade de trazer moradores específicos para desfrutar do ambiente paradisíaco, seja por meio de Amiibos, Amiibo Cards ou os habitantes da sua própria ilha, a sede do Paradise Planning também é o local certo para isso. Para utilizar um Amiibo, basta escaneá-lo na recepção do local para receber o villager escolhido e poder decorar sua casa. E se você quiser chamar um dos seus vizinhos, é só comprar um chocolate especial na lojinha para dar de presente. O sabor irresistível do souvenir fará com que ele decida tirar umas férias o quanto antes.

Decorando sonhos

Em relação ao trabalho em si, depois de um breve processo no início da tarefa, ele consiste basicamente no mesmo gameplay que você já conhece quando decora sua própria casa. Após algum villager pedir por um tema específico, geralmente restrito a uma palavra-chave como books, shower e até toilets, acontece uma rápida reunião e cabe a você decidir qual terreno será destinado ao cliente. Utilizando um mapa com locais variados, você irá ocupar aos poucos o resort com as casas dos sonhos dos seus clientes esperançosos.


Chegando ao terreno, é possível decorar o espaço à vontade, desde o exterior ao interior, embora apenas a parte de dentro pareça ser relevante. Na verdade, mesmo que o cliente prefira alguns itens e uma certa temática de decoração, nada impede que você faça o que quiser e saia completamente do tema. Não há nenhum tipo de pressão na jogabilidade de Happy Home Paradise. 

Você não recebe qualquer feedback, nota ou avaliação após o seu trabalho, esse não é o objetivo do DLC. A ideia é relaxar e se divertir decorando novos espaços com total liberdade, transformando de forma um tanto irônica o trabalho de seu personagem em verdadeiras férias para você, o jogador.


Muitas pessoas possuem o hábito de redecorar suas casas constantemente como principal forma de diversão em Animal Crossing. Happy Home Paradise aparece como uma solução para as restrições monetárias e de espaço dessa tarefa, adicionando ainda a camada extra de desafio, caso você decida ficar bastante atento à temática proposta pelos seus clientes.

Durante o trabalho no resort, é possível utilizar um grande catálogo de itens à vontade em casas que, aos poucos, vão se tornando cada vez mais customizáveis — customizações essas que, após desbloqueadas no DLC, são destravadas para sua própria casa na ilha original.


As possibilidades são vastas e incluem a habilidade de mudar o tamanho do espaço, alterar a iluminação do local, acrescentar sons ambiente, polir os móveis para gerar um brilho especial e utilizar balcões, paredes e pilares para separar os ambientes. Os novos recursos são bastante úteis, acrescentam muito à experiência de modelar os ambientes e representam valiosas novas possibilidades para sua casa.

Cada um desses recursos é destravado aos poucos em um ritmo de progressão saudável ditado pelo número de trabalhos que você desempenha. Com o tempo, tudo o que pode ser feito aumenta cada vez mais e o nível de customização final é alto. Além de dividir ambientes e montar a iluminação ideal, por exemplo, eventualmente você poderá até mesmo juntar dois moradores para conviverem juntos como roommates, ou desenvolver outros tipos de localidades para o resort, como um restaurante, um café, uma escola, um hospital, entre outros.


Finalizando o trabalho, cabe a você tirar algumas fotos do ambiente para postar tanto no seu álbum pessoal quanto na rede online, chamada de Happy Home Network. O app funciona como uma pequena rede social de designers e é uma adição interessante ao Nook Phone. Nele, é possível ver criações aleatórias de pessoas ao redor do mundo, seguir os seus preferidos e até visitar os espaços com um simples pressionar de botão.

Para o designer dentro de você

Para quem esperava mais do que uma sequência de Happy Home Designer em forma de DLC, infelizmente Happy Home Paradise não oferece muito mais do que isso. No meu caso, a decoração não é o ponto que mais me atrai em Animal Crossing, portanto o processo tende a ficar um pouco repetitivo e cansativo com o tempo. Conheço muita gente, no entanto, que não cansa de decorar e prefere passar seu tempo com o game alterando o visual da sua casa e ilha de forma frequente.


Se você se encaixa nesse último grupo, é possível tirar um enorme valor do conteúdo. As possibilidades para decoração são variadas, potencialmente infinitas e com bastante liberdade para sua imaginação rolar solta. Adicionalmente, em vez de pagar o preço completo para comprar o DLC, é possível acessá-lo como parte do Nintendo Switch Online + Expansion Pack. Caso você já tenha acesso ao plano extra, ou esteja planejando assiná-lo para poder jogar os games de Nintendo 64 e Mega Drive, o DLC de Animal Crossing é um ótimo atrativo adicional.


 
A realidade é que mesmo que você, assim como eu, não goste tanto de atuar como designer nas horas vagas, não é difícil se divertir brincando de decorar casas dos sonhos de tempos em tempos. O conteúdo de Happy Home Paradise, principalmente unido às várias novidades do update 2.0, realmente adiciona bastante ao jogo e entrega um bom motivo para você visitar sua ilha novamente. Teria sido ideal uma quantidade um pouco maior de novidades que vão além do mundo da decoração, mas no final das contas o DLC cumpre o que promete.

Prós

  • A nova área traz uma boa quantidade de possibilidades para os amantes da decoração;
  • Uma série de novos recursos para a decoração da sua própria casa;
  • Acesso a uma nova loja para adquirir itens todos os dias.

Contras

  • Focado apenas no aspecto da decoração, sem grandes novidades que vão além disso;
  • A jogabilidade pode se tornar um tanto repetitiva para algumas pessoas.
Animal Crossing: New Horizons - Happy Home Paradise - Switch - Nota: 7.5
Revisão: Davi Sousa
Análise produzida com cópia digital cedida pela Nintendo

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google