Blast from the Past

Gunstar Super Heroes (GBA) prova que um jogo sempre pode ficar melhor

A Treasure não apenas renovou um clássico dos anos 90, mas também conseguiu corrigir as poucas falhas do Gunstar Heroes original.

gunstar super heroes gba

Gunstar Heroes foi originalmente lançado para Mega Drive em 1993. Desenvolvido pela Treasure, o run 'n gun logo se tornou um dos melhores para o console de 16-bits da Sega, algo que, na época, pouquíssimos títulos alcançavam. Gunstar Heroes trazia uma jogabilidade inovativa, criativa e, acima de tudo, expressiva, graças à sua aproximação com os animes dos anos 90.


Em 2003, a genialidade da Treasure foi parar no Game Boy Advance com Gunstar Super Heroes, que trouxe muito mais variedade nas mecânicas introduzidas por seu antecessor. O foco continua sendo a frenética ação estilo run 'n gun, mas também foram adicionadas fases de shoot 'em up, tunnel shooter e até mesmo uma simpática homenagem a Flicky, outro clássico da Sega para o Mega Drive.

gunstar super heroes gba

Um clássico renovado

Vários elementos marcantes de Gunstar Heroes ainda estão em Gunstar Super Heroes, como a épica batalha contra Green e seu robô gigante metamorfo Seven Force e o cassino de Black, no qual enfrentamos vários desafios em um jogo de tabuleiro mortal preparado por nosso inimigo. Contudo, a versão de GBA também trouxe melhorias práticas na jogabilidade, em especial a remoção do agarrão (marcado pelo icônico “Hiyah!”) e a mecânica de coletar e combinar diferentes tipos de tiro.

Ainda em relação aos tiros, na versão de GBA podemos carregar uma barra de energia especial que nos permite disparar um tiro de sobrecarga, muito mais poderoso que o convencional. A ação melee continua, mas agora o jeito mais eficiente para derrotar alguns inimigos é combinando golpes sucessivamente, à la Shoryuken — as voadoras, inclusive, continuam sendo ótimas para se esquivar dos tiros dos oponentes.

gunstar super heroes gba

Outra mudança em relação ao jogo antecessor é na apresentação dos personagens. Na versão de Mega Drive, os protagonistas são homens, enquanto em Gunstar Super Heroes temos Red sendo apresentada como uma garota na versão ocidental; contudo, na versão original japonesa, outros personagens se referem a Red e Blue com neutralidade, deixando seu gênero à interpretação do jogador.

Por fim, se Gunstar Heroes já era bom por si só, seu sucessor faz jus ao Super que ganhou em seu título. A Treasure conseguiu não apenas reescrever a história original, mas também deixá-la completa e com direito a dois finais diferentes, a depender do protagonista escolhido.

gunstar super heroes gba

Absilio Mundus

Gunstar Super Heroes é um dos melhores run ‘n gun de todos os tempos, superando até o insuperável Gunstar Heroes. Talvez seu único defeito seja não permitir multiplayer co-op, algo que seu antecessor já possuía, mas o capricho na arte, nos gráficos, na música, a enorme variedade de mecânicas de gameplay e o seu roteiro melhorado fazem com que o jogo seja uma verdadeira proeza técnica e, sem dúvidas, um dos melhores da biblioteca do GBA.

Revisão: Thais Santos
Coautoria: Mauricio Katayama

Também conhecida como Lilac, não consegue viver sem música. Livros e quadrinhos fazem parte de sua biblioteca. Adora filmes, jogos, animações e experiências culinárias, sobretudo doces. Prefere ser chamada por Ju.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google