Vem aí

Prévia: Splatoon 3 trará novidades e melhorias para colorir de vez o Switch

Um é pouco, dois é bom e três pode ser ainda melhor! Saiba o que esperar da nova entrada da franquia mais vibrante da Nintendo.

Com o lançamento marcado para 9 de setembro, Splatoon 3 figura entre os jogos mais aguardados de 2022. À vista disso, o Nintendo Blast preparou uma prévia especial sobre as grandes expectativas acerca do futuro título, que trará novidades para a franquia dos Inklings e Octolings em termos de trama, cenários, espécies, equipamentos e modos de disputa. Então, pegue a sua arma de tinta e junte-se a nós nessa missão preparatória para a nova aventura do Switch. 

Capítulos e tentáculos inéditos para a série

Splatoon 3 se passa nas terras desérticas de Splatlands, que estão complementamente devastadas pelo calor do sol e pelas constantes e caóticas disputas de tintas promovidas entre as espécies da série. Em meio a suas planícies arenosas, situa-se Splatsville, uma cidade de grande demografia na qual os aventureiros podem encontrar um hub de acesso para os diferentes modos de jogo do título.

Um deles é o novo Story Mode, que contará com uma campanha single-player situada na misteriosa região de Alterna. Embora também integrante do mapa de Splatlands, essa localidade é distinta por causa de sua temática fria e repleta de neve. Além das complicações climáticas, a região está sofrendo com adversidades diante da aparição de uma gosma escura, conhecida como Fuzzy Ooze, que está poluindo estruturas e afetando os habitantes que nela encostam. Para piorar, a presença desse elemento parece estar ligada ao antigo vilão DJ Octavio, pois Alterna está presenciando a aparição dos maldosos Octarians, que agora estampam pelos castanhos em seus corpos.

Com a trama baseada nessas premissas, os jogadores poderão escolher seu personagem entre as duas espécies principais da série, os Inklings e os Octolings, para investigar esses misteriosos acontecimentos. Para tanto, contarão com a companhia de um pequeno e fofo Smallfry, da espécie dos Salmonids, que se tornará um ajudante explosivo nas missões. Além dele, os aventureiros também receberão suporte por parte de personagens que estão retornando à série, entre eles as Squid Sisters, Callie e Marie, e os experientes Craig Cuttlefish e Captain Cap'n Cuttlefish, integrantes do projeto New Squidbeak Splatoon.

Embora poucos trechos tenham sido revelados, já sabemos que a campanha será intitulada Return of the Mammalians, o que pode indicar que outros mamíferos (além dos felinos Judd e Little Judd, é claro) aparecerão em Splatoon 3. Ainda nos é incerto como essa nova espécie irá caracterizar a história e o gameplay, mas um detalhe pode ser garantido para os fãs: a estreia desta nova narrativa será capaz de expandir graciosamente o adorado universo Splatoon, que conta com situações complexas que, por incrível que pareça, conseguem ser tão divertidas quanto os seus famosos modos de disputa multiplayer.

Competições ainda mais coloridas

Assim como os lançamentos anteriores da franquia, um dos grandes atrativos de Splatoon 3 estará em suas coloridas partidas on-line no formato multijogador. Logo, os jogadores podem esperar pelo retorno dos clássicos modos Turf War e Salmon Run, mas agora com certas novidades. Enquanto o primeiro receberá novos cenários para serem tingidos e recursos inéditos, como a possibilidade de redirecionar o renascer dos jogadores através do Squid Spawn, o segundo trará chefes nunca vistos em uma nova onda de aventuras co-op, agora intitulada Salmon Run Next Wave.

Da mesma forma, outros dois modos de jogatina irão estrear no título, sendo um deles o Tri-Color Turf War. Este será exclusivo dos eventos Splatfests e consistirá em duelos simultâneos entre três times, que competirão para colorir os cenários e garantir o controle do Ultra Signal. Enquanto isso, o outro formato debutante será o Anarchy Battle, que veio para substituir as partidas ranqueadas de Splatoon 2. Com muitas similaridades, trata-se de um modelo competitivo que combina partidas rotatórias das já conhecidas disputas de Splat Zones, Tower Control, Rainmaker e Clam Blitz.

Quando se trata de jogabilidade, as novidades de Splatoon 3 ficam por conta dos movimentos Squid Surge e do Squid Roll, ambos exclusivos da forma corporal de lula ou polvo. O primeiro pode ser executado nas paredes dos cenários, permitindo-nos carregar forças e tomar impulso vertical para se projetar ao alto. Já o segundo consiste em uma movimentação capaz de nos direcionar para sentidos contrários quando estamos nadando na tinta, possibilitando um certo elemento surpresa nos embates. Ou seja, são duas adições que trarão novas estratégias ao repertório da franquia, com técnicas que prometem inovar o uso dos tentáculos no gameplay.

Somando-se à lista de novidades, duas novas classes de equipamento foram adicionadas ao rol da série: os Stringers, que seguem o estilo de arco e flecha; e as Splatanas, fortes armas que causam grandes danos físicos nos oponentes. Essas duas classes, por sinal, estiveram entre as grandes atrações da demo Splatfest World Premiere, que nos deu um gostinho do que vem por aí no aguardado título.

O que a Splatfest World Premiere revelou

Durante 12 horas espalhadas ao longo dos dias 27 e 28 de agosto, a demo de Splatoon 3 ficou disponível gratuitamente para os usuários do Switch, oferecendo a primeira Splatfest do título. Esta foi caracterizada pela disputa entre os times Pedra, Papel e Tesoura, na qual a primeira equipe se saiu campeã após intensos embates de Turf War e Tri-Color Turf War.

Para além das novidades já mencionadas, essa demonstração nos apresentou outras melhorias introduzidas no título, a começar pelas alterações no lobby das partidas. A partir de agora, os jogadores de Splatoon que estiverem aguardando por novas disputas on-line serão colocados em uma espécie de sala física que permitirá testar os armamentos escolhidos e visualizar outros usuários que também estão nas partidas. Assim, enquanto o sistema de matchmaking opera, esse momento de espera se tornará mais dinâmico e bem menos entediante que nos lançamentos anteriores.

Este é um dos fundamentos implementados que visam aumentar a qualidade de vida do jogo, somando-se a outros pequenos ajustes e acréscimos que devem melhorar a experiência. Junto a isso, também houve a aplicação de um sistema de medalhas no formato de tags, que exibe as proezas realizadas pelos jogadores no final de cada partida; e um novo layout que, disponibilizado na tela, nos indica com maior facilidade as estatísticas das disputas, como quem matou quem e quais especiais estão ativos nos momento.

Diante disso, Splatoon está mais divertido do que nunca, também carregando méritos por seus visuais, que estão mais vibrantes e com uma jogabilidade extremamente fluida, tanto em termos gráficos, quanto em desempenho nas redes on-line. Portanto, não é à toa que a terceira entrada promete ser a edição definitiva da franquia de shooter, o que só faz aumentar a nossa ansiedade para a chegada do dia 9 de setembro.

Inklings, Octolings e novidades

Mesmo sem ter a intenção de renovar drasticamente as estruturas da série, Splatoon 3 promete trazer um conteúdo capaz de agradar aos fãs mais experientes, que adoram uma partida competitiva, quanto aos novatos, que estão embarcando pela primeira vez nas ondas de tinta da série. Diante do aperfeiçoamento de seus modos de jogo e o acréscimo no número de equipamentos, cenários, movimentos e elementos de trama, temos, aqui, não só um dos grandes lançamentos do ano, como também uma entrada que irá expandir o já encantador e colorido universo Splatoon.
Splatoon 3 — Switch
Desenvolvimento: Nintendo
Gênero: Shooter, Ação, Multijogador.
Lançamento: 9 de setembro de 2022
Expectativa: 5/5
Revisão: Thais Santos

Jornalista, colaborador no Nintendo Blast e doutorando em Comunicação Social.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google