Nintendo e Microsoft fecham acordo que trará Call of Duty para consoles Nintendo por dez anos

Anúncio faz parte das ações da Microsoft em meio à regulamentação de sua aquisição da Activison Blizzard.

Imagem com os logotipos da Microsoft e da Nintendo

O presidente da Microsoft, Brad Smith, publicou em seu Twitter, nesta terça-feira (21), que a empresa oficialmente fechou um acordo com a Nintendo para trazer jogos da série Call of Duty a consoles da Big N por um prazo de dez anos.


Tal negociação já havia sido revelada pelo CEO da Microsoft Gaming, Phil Spencer, no final do ano passado, em meio a questionamentos sobre monopólio em relação à aquisição da Activision Blizzard por parte da dona do Xbox. Agora, esse acordo entre as duas empresas está legalmente válido.

Confira a declaração oficial publicada por Smith:
"Microsoft e Nintendo negociaram e assinaram um acordo legal vinculativo de dez anos para trazer Call of Duty para jogadores Nintendo – no mesmo dia que no Xbox, com paridade completa de recursos e conteúdo – para que eles possam experimentar Call of Duty assim como jogadores Xbox e PlayStation desfrutam de Call of Duty.

Estamos comprometidos em providenciar acesso igualitário de longo prazo a Call of Duty para outras plataformas de games, trazendo mais escolhas a mais jogadores e mais competição ao mercado de jogos."
Embora a declaração acima só cite nominalmente a franquia Call of Duty, Smith diz em seu tweet que a Nintendo receberá "jogos de Xbox". Não se sabe se outros jogos estão incluídos nesse acordo.

O anúncio foi realizado momentos antes de a Microsoft participar, nesta terça-feira (21), de uma audiência perante à Comissão Europeia, em que reguladores da região analisam se a compra da Activision Blizzard pode configurar formação de truste.

A principal contestadora dessa aquisição é a Sony, que afirma que a compra faria Call of Duty ser exclusivo das plataformas Xbox, desequilibrando a concorrência entre fabricantes de hardwares.

Fonte: Brad Smith

Jornalista, analista de mídias, PcD e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Twitter (@DanielMorbi) e no Instagram (@danielmorbi_)


Disqus
Facebook
Google