Wii U deixará de ser consertado pelo suporte oficial da Nintendo no Japão

A empresa anunciou que reparos no console e seus acessórios serão encerrados no país assim que as peças de reposição se esgotarem.

Imagem de um Wii U e do Wii U GamePad rodando o jogo Metroid Blast, da coletânea Nintendo Land.

O suporte ao consumidor da Nintendo do Japão anunciou, nesta terça-feira (23), que planeja parar de realizar reparos no console Wii U e em seus acessórios no país. O motivo dessa decisão está no estoque de peças de reposição, que, segundo a empresa, será eventualmente esgotado.


A companhia lembra que, nos regulamentos da garantia do Wii U, há uma cláusula em que a Big N afirma que reteria peças de reposição do produto por seis anos após o fim de sua fabricação. Como o hardware deixou de ser produzido em janeiro de 2017, esse período se encerrou.

Assim, a Nintendo afirmou que não irá mais reter peças para o Wii U e que consertos para o produto irão durar até seu estoque atual se esgotar. Essa informação vale tanto para todas as versões do console em si quanto para periféricos, como o Wii U GamePad.

A empresa não consegue determinar um prazo para o fim do serviço. Assim, ela recomenda que consumidores japoneses que pretendem enviar seus consoles o façam o quanto antes.

O anúncio afirma que, quando acabarem os reparos do console, o mesmo acontecerá com os acessórios. No entanto, caso as peças dos periféricos se esgotem primeiro, a companhia deixará de receber esse produtos enquanto mantém os consertos de Wii U.

Até o momento, essa decisão se limita somente ao Japão e não foi anunciada para outras regiões.

Fonte: Nintendo

Jornalista, analista de mídias, PcD e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Twitter (@DanielMorbi) e no Instagram (@danielmorbi_)


Disqus
Facebook
Google