Dicas e Truques

Pikmin 2 (Switch): dicas para comandar bem seu exército de pequeninos

Destacamos alguns conselhos que podem ajudar a quem está embarcando na segunda aventura do Capitão Olimar.

19 anos após seu lançamento no GameCube, Pikmin 2 chegou recentemente ao Switch como parte das preparações para o mais novo jogo da franquia, Pikmin 4. Embora este último lançamento já esteja entre nós, separamos aqui algumas dicas para quem ainda vai gastar um tempo com o segundo título.

Entenda as diferenças entre os tipos de Pikmin

A dica mais básica e fundamental para aproveitar o jogo é dominar as diferenças entre os tipos de Pikmin. São cinco variedades ao todo e suas cores são bons indicativos das vantagens no caso das mais básicas.

Os Pikmin vermelhos são imunes ao fogo, azuis à água e amarelos à eletricidade. Os brancos evitam tomar dano de veneno e podem envenenar inimigos que os comam, o que os tornam úteis como isca em combates mais arriscados. Já os roxos são mais poderosos, tendo a força e o peso equivalente a 10 Pikmin de outros tipos.

Saber escolher adequadamente quais Pikmin usar em cada situação encontrada nos mapas fará uma diferença significativa na exploração. Tentar manter um grupo com um pouco de todas as cores nem sempre será o suficiente e pode até atrasar o avanço em algumas ocasiões nas quais um tipo específico é claramente desejável.

Aumente seu estoque de Pikmin roxo e branco sempre que possível

Os Pikmin vermelhos, amarelos e azuis podem ser criados coletando os restos mortais dos inimigos derrotados e o pólen das flores (pellets). Porém, para fazer mais criaturinhas das variedades roxa e branca, é preciso explorar as cavernas subterrâneas e usar as flores específicas para transformar seus aliados de outras cores.

Por conta dessas circunstâncias, a tendência é que você sempre tenha menos Pikmin roxos e brancos. Vale a pena então tentar aproveitar a oportunidade de ampliar esses grupos sempre que for possível. Uma ótima opção para ambos é a caverna Subterranean Complex no Valley of Repose, que conta com flores para as duas cores, e as chamadas Queen Candypop Buds, que aumentam o número de aliados das cores vermelho, amarelo e azul.

Ajustando o ângulo de visão

Pikmin 2 conta com três posições de câmera variando a proximidade do nosso campo de visão. Para ter uma noção mais ampla do terreno, é interessante afastar a câmera, então pessoalmente aconselho usar essa opção. Basta apertar ZR para alternar entre elas e é possível usar o analógico direito para ter uma visão de cima, o que é útil em alguns momentos.

Tenha cautela com o subterrâneo

Em comparação com seu antecessor, a principal adição de Pikmin 2 definitivamente são as cavernas. Elas são dungeons com tesouros para encontrar, mas que também podem estar recheadas de inimigos e armadilhas. Em alguns casos, a exploração sem o devido planejamento e cuidado pode levar a baixas massivas de aliados.

Para evitar que isso aconteça, pode ser interessante avançar pelo mapa sozinho primeiro ou com pequenos grupos. Ter uma noção precisa dos obstáculos pode ser a diferença entre perdas significativas e sucessos grandiosos. O jogo também salva automaticamente toda vez que o jogador avança para um andar em uma dessas áreas, então você pode aproveitar isso para resetar sempre que necessário.

Outra vantagem das cavernas é que o tempo não avança, sendo possível realmente explorar no seu próprio ritmo em vez de se preocupar com o relógio. Mesmo que você entre nessas áreas no fim do dia, sempre terá tempo para vasculhar o lugar inteiro se quiser.

Chame seus Pikmin quando eles estiverem em perigo

O mundo de Pikmin é repleto de perigos, sendo possível que as pequenas criaturinhas acabem sendo envenenadas, afogadas, eletrocutadas, queimadas, cortadas, pisoteadas, entre outras mortes horríveis. Porém, em alguns desses casos, é possível salvar seus aliados agindo rápido para retirá-los da zona de perigo. Basta chamá-los com seu apito.

Evitando perdas ao final do dia

Ao final do dia, quaisquer Pikmin que não estejam descansando nas Onions ou sob o controle do jogador serão perdidos. Para evitar que isso aconteça, chame os aliados com o seu apito e evite que eles se separem.

Caso não tenha noção de onde eles estão no mapa, uma tática interessante é usar as cavernas. Afinal, antes de entrar nelas, todo Pikmin que não está te acompanhando por quaisquer razões é enviado diretamente ao seu respectivo Onion.

Lembre-se de usar os sprays

Após explorar um pouco, você pode criar sprays baseados em frutinhas coletadas nos mapas. Em Pikmin 2, temos duas opções: o Ultra-Spicy Spray, que fortalece seus aliados, e o Ultra-Bitter Spray, que petrifica inimigos por um tempo bem limitado. Esses itens podem fazer uma diferença significativa no combate, então, mesmo que eles sejam um pouco raros, lembre-se de usá-los.

Explore no seu ritmo

Pikmin 2 é um jogo que respeita o tempo do jogador, não tendo limite de dias, mas pode ser traiçoeiro em suas armadilhas subterrâneas. De forma geral, basta ter cuidado e prestar atenção para aproveitar a experiência, mas espero que estas dicas sejam úteis para quem ainda está começando a aventura.

Revisão: Davi Sousa


é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não tenha em mãos um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google