Presidente da Nintendo fala da relação da empresa com novas tecnologias

O objetivo não é a novidade, mas sim a revolução.

Em seus últimos consoles, a Big N não se destacou por utilizar tecnologia de ponta, que entregasse o aparelho com as melhores especificações técnicas possíveis. Qual seria então a visão da companhia sobre as novas tecnologias?


Em entrevista ao periódico japonês NHK, o presidente da empresa, Shuntaro Furukawa, exalta o "espírito de originalidade" que a Nintendo valoriza há muitos anos para selecionar os recursos que possam "levar a revoluções no próprio ato de jogar", em vez de buscar uma novidade por si só. Em suas palavras:
"Apesar de não estarmos focados especificamente em uma tecnologia no momento, estamos conduzindo pesquisas sobre uma variedade de novas tecnologias. Entretanto, eu acredito que a coisa mais importante para a nossa companhia não é buscar novas tecnologias apenas pela novidade, mas sim considerar de que forma elas podem levar a revoluções no próprio ato de jogar. A ideia é que, se nos convencermos de que a incorporação de uma determinada tecnologia pode proporcionar aos clientes uma experiência nova e surpreendente, mais dispostos estaremos para pesquisar sobre o assunto, fazendo investimentos também quando necessário".
Recentemente, as discussões sobre inovações tecnológicas reacenderam com o aumento dos rumores sobre o anúncio de um novo console da Nintendo. Porém, até o momento, não há informações oficiais sobre o sucessor do Switch.


Nascido no mesmo dia que Manoel Bandeira (mas com alguns anos de distância), perdido em Angra dos Reis (dos pobres e dos bobos da corte também), sob a influência da MPB, do rock e de coisas esquisitas como a Björk. Professor de história, acostumado a estar à margem de tudo e de todos por ser fora de moda. Gamer velho de guerra, comecei no Atari e até hoje não largo os mascotes - antes rivais - Mario e Sonic.


Disqus
Facebook
Google