Jogamos

Análise: Touhou Mystia's Izakaya (Switch): um amável e divertido simulador de restaurante

Ajude Mystia a expandir seu izakaya e quitar a dívida de sua amiga.

Lançado originalmente para PC em 2021 e prestes a desembarcar no Switch, Touhou Mystia's Izakaya é um jogo de simulação de restaurante. Com inúmeros personagens cativantes e uma jogabilidade extremamente divertida e viciante, o título se apresenta como mais uma ótima adição ao catálogo do híbrido da Nintendo.

Um sonho quase destruído

Em Touhou Mystia's Izakaya, assumimos o papel de Mystia Lorelei, uma jovem youkai que se empenha arduamente em aumentar a popularidade, a qualidade e o alcance de seu izakaya — um estabelecimento tradicional japonês que serve bebidas e diversos tipos de pratos.

Lamentavelmente, todo o esforço de nossa heroína é arruinado quando uma cliente misteriosa destroi o seu estabelecimento. Para complicar ainda mais a situação, ao ver sua colega Kyouko Kasodani enfrentando problemas financeiros, nossa protagonista acaba assumindo a dívida da amiga.

Nesse contexto, cabe ao jogador auxiliar Mystia a reerguer seu izakaya e quitar o débito de Kyouko. A história de Mystia's Izakaya é repleta de humor e apresenta inúmeros personagens cativantes da franquia Touhou, o que, somado à diversidade de músicas alegres e ao simples, mas agradável visual 2D, faz com que o mundo deste jogo seja muito amável, confortável e convidativo. Infelizmente, o título não conta com legendas em português.

Dias de planejamento e noites de trabalho árduo

A jogabilidade de Touhou Mystia's Izakaya é dividida entre um ciclo diurno e um noturno. Durante o dia, podemos explorar as áreas do mapa para coletar ingredientes, interagir com NPCs, completar missões secundárias ou visitar lojas. Neste período, cada recurso coletado consome 30 minutos, o que demanda certo planejamento diário por parte do jogador. Além disso, à medida que avançamos no jogo, mais regiões se tornam disponíveis, com cada uma delas trazendo novos materiais, comércios e personagens.

Salvo raras exceções impostas pela campanha, temos total liberdade para decidir quais atividades realizaremos durante o dia, sendo que as quests opcionais geralmente oferecem boas recompensas, como novas receitas e o aumento do nosso estabelecimento em determinada zona. 

O grande problema é que essas missões são repetitivas e frequentemente se limitam à simplicidade de entregar itens. Além disso, apesar de criar uma curiosa necessidade de gerenciamento, gastar tanto tempo para coletar um único recurso limita o nosso progresso de uma forma não muito agradável. Em razão desses aspectos, o período diurno acaba não sendo tão divertido quanto o noturno.

Quando o relógio marca 18h, nossa protagonista interrompe suas atividades e abre as portas de seu izakaya. Com exceção de algumas situações específicas, podemos escolher em qual das regiões trabalharemos em cada noite, o que impacta diretamente em quais clientes podem surgir.

A mecânica central do gerenciamento do restaurante é bastante simples, mas há detalhes que acrescentam grande dinamismo à jogabilidade. Ao iniciar um período, selecionamos os pratos e bebidas que serviremos naquela noite, bem como os utensílios que utilizaremos. A barraca de cada zona começa com pouco espaço e vai aumentando com o passar do tempo, permitindo-nos ampliar a variedade de alimentos oferecidos simultaneamente.

Basicamente, temos dois tipos de visitantes: os normais e os raros. No primeiro caso, não há segredos: esses indivíduos expressam claramente quais alimentos e drinques desejam e solicitam apenas as opções que colocamos no menu. Já os raros são personagens conhecidos da franquia Touhou e fornecem apenas alguns detalhes sobre o que querem, como uma bebida com pouco álcool ou uma comida doce. Dessa forma, cabe ao jogador tentar manipular e modificar os pratos comuns para acrescentar ingredientes que atendam às expectativas dessas pessoas.

Um aspecto que complica ainda mais atender essa categoria de cliente é que existem diferentes tipos de satisfação. Enquanto a mais alta rende recompensas como buffs de velocidade, ingredientes e novas receitas, a mais baixa desencadeia efeitos negativos, como a expulsão de outros fregueses ou debuffs que atrapalham o nosso trabalho. Apesar de cada indivíduo ter um prazo de espera bem generoso e os pratos não levarem muito tempo para ficarem prontos, atender diversas pessoas ao mesmo tempo requer bastante atenção e se torna cada vez mais desafiador conforme nosso izakaya cresce. 

Felizmente, conseguimos contar com o auxílio de até três aliadas, as quais podem ser configuradas para preparar ou entregar os alimentos ou servir as bebidas. O intrigante é que existem diversas personagens diferentes que podem ser recrutadas, com algumas delas sendo completamente opcionais. 

Outro ponto interessante é que cada ajudante possui diferentes velocidades de locomoção e produção, o que permite que o jogador pense estrategicamente para extrair o melhor dessa mecânica. Por fim, vale destacar que essa ajuda só se aplica aos pedidos dos consumidores comuns, já que, como mencionado, os raros não explicitam claramente o que desejam.

Gerenciar o restaurante em Mystia's Izakaya é extremamente divertido e pode se tornar bem frenético quando nosso estabelecimento passa a comportar muitos clientes e diversos indivíduos especiais surgem ao mesmo tempo. Descobrir o que cada visitante gosta também é bem agradável e, embora o erro traga punições, a atmosfera tranquila e o bom humor do jogo fazem com que seja bem difícil se sentir frustrado. 

Criando amizade com os clientes

Um aspecto importante de Touhou Mystia's Izakaya é que cada freguês que recebemos em nosso comércio é alguém que realmente vive nesse mundo, possuindo nome, poder aquisitivo e preferências. Nesse sentido, o título apresenta um menu dedicado no qual somos capazes de visualizar as informações que dispomos sobre cada um deles, além do nível de amizade.

Além de conversar com os NPCs diariamente, a forma mais eficaz de aumentar a intimidade é atendê-los da melhor forma possível no izakaya. Embora haja benefícios em se tornar próximo de todos os sujeitos, agradar os personagens raros possui uma relevância maior, já que pode nos render cenas especiais e recursos que melhoram efetivamente o trabalho em nosso restaurante.

A simulação social em Mystia's Izakaya não alcança a mesma profundidade encontrada em outros títulos que se destacam nesse aspecto, mas ainda assim cumpre perfeitamente seu propósito dentro do contexto deste jogo. Isso porque conhecer melhor cada indivíduo não apenas nos recompensa com itens demasiadamente úteis para serem utilizados à noite, mas também facilita bastante o atendimento no estabelecimento, pois passamos a aprender suas preferências.

Gerenciar um izakaya nunca foi tão divertido

Touhou Mystia's Izakaya é um simulador de restaurante encantador e muito divertido. Embora possua algumas pequenas ressalvas, o título é, sem dúvidas, mais uma boa adição à vasta biblioteca do Nintendo Switch e uma excelente opção para os apreciadores do gênero.

Prós

  • O gerenciamento do izakaya é divertido e se torna cada vez mais dinâmico e desafiador conforme melhoramos o estabelecimento;
  • A variedade de clientes e suas preferências adicionam um agradável desafio ao jogo, com os indivíduos raros exigindo uma atenção ainda maior de nossa parte para não sofrermos penalidades;
  • Embora sejam simples, os elementos de simulação social se integram bem ao restante do jogo e contribuem para tornar a experiência no izakaya mais rica;
  • Atmosfera extremamente tranquila, com um mundo convidativo repleto de personagens carismáticos.

Contras

  • As missões secundárias são repetitivas e geralmente se resumem a entregar itens;
  • O tempo gasto na coleta de recursos limita o nosso progresso de forma desagradável;
  • Ausência de legendas em português.
Touhou Mystia's Izakaya — PC/Switch — Nota: 8.0
Versão utilizada para análise: Switch
Revisão: Juliana Paiva Zapparoli 
Análise produzida com cópia digital cedida pela Phoenixx

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google