Pokémon Blast

Pokémon Red/Blue (GB): dez monstrinhos poderosos e esquecidos em Kanto

Veja alguns monstrinhos que podem ter passado despercebidos em sua jornada.

Nem sempre Pokémon se trata do monstrinho mais forte, pois para vencer, às vezes, podemos utilizar alguns mais subestimados ou persistir na caçada de um monstrinho mais difícil de se encontrar. 

Em minha mais recente jornada, pude experimentar vários Pokémon e ver que, mesmo tendo certas dificuldades, nenhum deles se mostrou totalmente inútil. Claro que havia os abaixo da média e também os que demoraram para entrar no time, mas todos mostraram seu valor ao conquistar a Liga de Kanto nos jogos originais de Game Boy. 

Numa época em que não tinha as divisões de físico e especial, os tipos metálico, noturno e fada nem sonhavam em existir, e a inexistência das habilidades nos fazia improvisar e, por vezes, cair na mesmice de times seguros para ter uma jornada agradável nesses jogos.

Até o mais fraco dos monstros de bolso pode derrubar seu maior oponente. Confira alguns monstros que, embora possam ser considerados fracos, não devem em nada aos mais usados na região de Kanto em Red e Blue:

10 - Farfetch'd


Numa região que conta com Pidgeot, Fearow e Dodrio, o pato acaba pagando por não ser muito convidativo. Claro que seus status não ajudam, mas graças ao movimento Swords Dance, ele consegue se destacar, ainda mais com um Agility para crítico atrás de crítico. Embora seus status sejam baixos, até na primeira geração, seus golpes de suporte são bem-vindos e necessários para se divertir com ele.

Sugestão de movimentos: Swords Dance / Fly (STAB) / Slash (STAB) / Agility

9 - Wigglytuff


Rival da Clefable, embora sua pré-evolução tenha destaque no anime original, a coelha rosa inflável não vingou como a fada lunar. Entretanto, com uma ampla gama de movimentos e um HP absurdo, ela é capaz de segurar golpes o bastante. Assusta um pouco no sprite, mas que Pokémon não era esquisito nos primeiros jogos? Este é mais um dependente de TMs, mas mesmo assim, pode surpreender com sua versatilidade, pois, afinal, é um tipo normal.

Sugestão de movimentos: Hyper Beam / Sing /  Rest / Toxic

8 - Seaking


Kanto é uma região com diversos aquáticos competentes, mas, ironicamente, o rei deles acaba ficando apagado em meio a diversos exemplares mais acessíveis. Dono do que seria um HM já na próxima geração — já que Waterfall é um movimento sólido e vale a pena ter —,Seaking conta com um ótimo ataque e um especial decente. Considerando que antes a defesa e o ataque especial eram um status único, pode dar um prejuízo para Blaine, Giovanni e Bruno.

Sugestão de movimentos: Waterfall (STAB) / Agility /Horn Drill (ou Double-Edge) / Ice Beam

7 - Marowak


Numa região com vários titãs de terra, o Marowak acaba saindo despercebido, seja pelo seu tamanho ou pelo seu encontro raro no caso do Cubone, ou tardio caso você o veja na Victory Road. Marowak é, de fato, um osso duro de roer. Este monstrinho consegue ser uma boa parede com um pseudoterremoto, economizando o cobiçado TM para outro Pokémon. Ele é uma entrada sólida em qualquer equipe, capaz de derrubar vários Pokémon.

Sugestão de movimentos: Bonemerang (STAB) / Thrash / Counter / Leer

6 - Tangela

Esse é difícil de conseguir, mas quando consegue, surpreende. Dono de status respeitáveis em defesa e especial, por se tratar de um estágio único na época, Tangela é uma escolha inferior, é claro, mas pode dar uma dorzinha de cabeça para quem se colocar de frente ao amontoado de raízes. Lento? Sim, mas com seus movimentos de status e uma das condições mais quebradas da primeira geração, ele se torna um quebra-galho formidável.

Sugestão de movimentos: Sleep Powder / Bind / Mega Drain (STAB) / Growth

5 - Butterfree

O primeiro Pokémon capturado por Ash Ketchum é memorável, entretanto ele não é um forte exemplar. Seja por seu tipo principal, o inseto, ser bastante subjugado na região, seja por ser depositado no PC quando um monstro mais valorizado aparece. Mas a borboleta é uma aliada competente no seu papel de infligir status negativos e pode protagonizar uma ou outra finalização com seus golpes. 
Forte? Não, mas é uma aliada formidável e confiável, mesmo antes da terceira geração introduzir a habilidade Compound Eyes, que aumentou ainda mais a precisão de seus golpes.

Sugestão de movimentos: Sleep Powder / Poison Powder / Psychic / Stun Spore

4 - Persian

Os tipos normais em Kanto se destacam pelo seu grande tamanho: Snorlax, Kangaskhan, Chansey e outros. Mas Persian acaba sumindo na região por não se sobressair em nada. Um Pokémon medíocre, com apenas sua velocidade como um ponto alto não é muito apreciado. O gato, entretanto, pode aproveitar sua velocidade para ter uma taxa de críticos elevada. Na primeira geração, esse elemento foi mal implementado, fazendo a velocidade dos Pokémon ser a base para o crítico ocorrer, dando assim o dobro do dano e ignorando a defesa em 99,6% com seu principal golpe, Slash.

Sugestão de movimentos: Slash (STAB) / Thunderbolt / Bubblebeam / Toxic

3 - Beedrill


A abelha broca compartilha o mesmo caso de Butterfree, entretanto, Beedrill se destaca pelo seu golpe exclusivo e pela agressividade que ela carrega tanto em seu design quanto nos seus outros ataques. Mesmo assim, a alegria em desferir um Twineedle crítico é indescritível. Deixe Beedrill por último nas lutas sempre que possível, e você não se arrependerá de ter uma batalha memorável. 

Sugestão de movimentos: Agility / Swords Dance / Twineedle (STAB) / Hyper Beam

2 - Raticate

Os Pokémon de rotas iniciais são muitas vezes subestimados, seja por seus tipos ou pela aparência. O rato-do-campo é mediano na definição da palavra, mas seu ataque e velocidade ao menos contribuem para ele morder, e morder forte, e beliscar um pouco no especial para os de tipo fantasma. Sua jogatina consiste em não parar de bater até acabar a batalha Pokémon. Para isso, seus golpes, embora dois tenham o mesmo tipo, em conjunto derrubarão vários oponentes mais poderosos.

Sugestão de movimentos: Super FangHyper Beam (STAB) /Thunderbolt / Bubblebeam 

1 - Dewgong

Dewgong é simplesmente um bom Pokémon, mas sua localização é a única coisa capaz de deixá-lo passar batido em sua jornada. No entanto, caso você opte por pegá-lo, terá um excelente atacante especial que conseguirá segurar danos que não sejam superefetivos. O leão-marinho tem uma cara simpática e é capaz de aprender alguns dos melhores ataques do jogo que cobrem boa parte dos tipos, sendo rápido o suficiente para derrubar times completos sozinho.

Sugestão de movimentos: Surf (STAB) / Ice Beam (STAB) / Rest / Body Slam

É verdade que esses monstrinhos podem ser abaixo das expectativas em um primeiro momento, mas ao utilizar eles, vai perceber que na verdade eles podem ser muito além de um número da Pokédex e um grande companheiro na sua jornada.  
 
Revisão: Cristiane Amarante

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google