Pokémon Blast

Pokémon Legends: ZA (Switch) - Prevendo os Pokémon iniciais do novo jogo

Com base no tema da região de Kalos, buscamos elementos relacionados para antecipar os Pokémon iniciais do spin-off.

No Pokémon Day de 2024, foi anunciado o novo título da série Legends, agora, na região de Kalos, lar da sexta geração dos monstrinhos de bolso. Com fortes inspirações na França, a geração das megaevoluções divide opiniões e tem em Legends ZA a oportunidade de explicar algumas pontas soltas deixadas pelas versões X/Y, lançadas para o 3DS em 2013.

Uma coisa é certa: teremos que escolher um entre três Pokémon para iniciarmos nossa aventura. Antes de tomarmos essa decisão, há uma pergunta que, talvez, seja ainda mais difícil de responder: quais serão os três Pokémon iniciais?

Com a chegada das versões Scarlet/Violet, temos um total de 27 Pokémon iniciais, e cada tipo tem nove possibilidades. Em outras palavras, é quase como tentar encontrar uma agulha em um palheiro.

Pensando nisso, tentamos prever quais serão os Pokémon iniciais em Legends ZA com base no tema por trás desses monstrinhos e também da região de Kalos. Boa leitura!

Critérios

A seleção de Pokémon iniciais em Legends: ZA seguirá os mesmos (padrões?) passos aplicados para o jogo Legends: Arceus. Vale lembrar que os critérios abaixo não são oficiais e nem endossados pela Game Freak; a ideia é replicar ao máximo a fórmula utilizada (se é que existe uma) para prever as criaturas. São eles:

  • Legends: Arceus foi lançado na oitava geração e não possui nenhuma referência das versões Sword/Shield, logo, como Legends: ZA será lançado na nona geração, não incluiremos os iniciais das versões Scarlet/Violet: Sprigatito, Fuecoco e Quaxly;
  • Os iniciais das versões X/Y (Chespin, Fennekin e Froakie) também não serão considerados, já que em Legends: Arceus não estão disponíveis como Pokémon iniciais Turtwig, Chimchar e Piplup, embora possam ser capturados em ambiente selvagem;
  • Os iniciais das versões Ruby/Sapphire/Emerald (Treecko, Torchic e Mudkip), bem como das versões Red/Blue (Bulbasaur, Charmander e Squirtle) já possuem megaevoluções, e não faz sentido tê-los como opção;
  • Os monstrinhos Rowlet, Cyndaquil e Oshawott, por já terem sido escolhidos como inicias em Legends: Arceus, não serão opções para compor o trio de Legends: ZA.

Com base nos critérios acima, temos as seguintes opções disponíveis para formar o trio de Pokémon iniciais: Chikorita e Totodile da região de Johto, Turtwig, Chimchar e Piplup da região de Sinnoh, Snivy e Tepig da região de Unova, Litten e Popplio da região de Alola, e Grookey, Cinderace e Sobble da região de Galar.

Meowstic used Future Sight!

Em Legends: Arceus houve uma adaptação dos estágios finais com a temática feudal da região de Hisui. Para refrescar a memória, veja as modificações aplicadas:

  • Decidueye manteve sua base de arqueiro, pois esta classe de guerreiros existia no Japão feudal. O tipo GHOST foi substituído pelo tipo FIGHTING para aproximar sua aparência com a de um samurai arqueiro equipado de seu Ayaigasa, o tradicional chapéu de palha em torno de sua cabeça.

  • Typhlosion ganhou o tipo GHOST e suas chamas lembram muito os Youkai, figuras do folclore japonês com poderes sobrenaturais e muitas vezes retratados como demônios ou espíritos maliciosos. Sua afeição parece mais "desanimada" em relação ao original, e a coloração arroxeada reforça ainda mais esse sentimento

  • Samurott também seguiu a ideia de sua forma original: um samurai implacável e com alto poder destrutivo. A mudança na paleta de cores pode indicar o que conhecemos como Ronin, ou seja, um samurai sem um daimyo (mestre) para servir. Talvez, o acréscimo do tipo DARK esteja relacionado a isso, já que os Ronin não tinham sentido para viver

Como em Legends: Arceus tivemos uma adaptação da origem, é bem provável que esse conceito seja aplicado novamente, porém, com uma megaevolução. Pode ser que tenhamos uma forma final regional e megaevolução, mas nada foi confirmado.

Abaixo estão os três Pokémon que acreditamos ter uma ligação forte com a França, país usado como base para a região de Kalos, e que podem ser os próximos iniciais. 

Snivy

Nossa primeira opção para Pokémon inicial do tipo GRASS é Snivy e sua linha evolutiva. Isso porque sua origem está diretamente ligada ao país dos perfumes e croissants. Ken Sugimori, designer da maioria dos monstrinhos, revelou que Snivy, Servine e Serperior possuem inspirações do mangá A Rosa de Versalhes, lançado em 1972.

Outro ponto que referencia a cultura francesa é a classificação de Serperior no Pokédex: o Pokémon Real (Regal é sinônimo de Royal), além do desenho da Flor-de-Lis em seu peito, destacado em verde. No passado, a França era governada no padrão de monarquia, ou seja, o rei no centro do poder.

Adicionalmente, o termo ‘Serperior’ pode ser pronunciado em inglês de maneira similar ao termo superior com a conotação de grandeza, ou seja, está acima em todos os quesitos. Isso vai ao encontro da Flor-de-Lis, que na cultura medieval europeia era associada à realeza e à santidade.

Como estamos falando de um jogo que se passa no universo da sexta geração, é bem provável que a serpente de Unova receba uma megaevolução voltada para o tema religioso.

Scorbunny

O futebol é o esporte favorito dos franceses, e portanto, Scorbunny é o candidato perfeito para a vaga de inicial do tipo FIRE. Grandes jogadores como Zidane, Platini e Mbappé figuram entre os mais famosos. Inclusive, a França conquistou seu segundo título mundial em 2018 e se consolidou como uma potência no esporte.

Cinderace, estatisticamente falando, tem fortes relações com a posição de atacante, pois seus dois maiores atributos são Attack e Speed, combinação perfeita para a posição de Striker, termo que define a posição na Inglaterra, local onde o futebol como conhecemos foi criado.

Pensando em uma megaevolução, algo próximo do futebol de rua pode aparecer, indo ao encontro de sua habilidade Libero. No futebol, os jogadores classificados dessa maneira podem exercer várias funções dentro de campo.

Já nos jogos, a habilidade troca o tipo de Cinderace para tipo do movimento utilizado, e o coelho artilheiro possui em seu arsenal diversas técnicas para se aproveitar desse efeito. Golpes como Pyro Ball, Iron Head e High Jump Kick podem ser associados à prática futebolista.

Piplup

Talvez, este seja o Pokémon mais óbvio para a posição do tipo WATER. A linha evolutiva de Piplup é completamente baseada no pinguim imperador, algo que por si só já possui fortes amarras com a França, que no passado, seguia o esquema de governo monarquista, ou seja, o poder centralizado em uma única pessoa.

Agora, o que realmente indica (e muito) sua presença como Pokémon inicial em Legends ZA é sua forma final, Empoleon. Como você pode ter visto, o nome do estágio final de Piplup é uma clara referência a uma das figuras mais emblemáticas da França: o imperador Napoleão Bonaparte.

Se fosse só isso, tudo bem. A questão é que o nome japonês também possui relação: enquanto o nome ocidental possui inspiração no primeiro nome, o termo em japonês, Emperte (pronúncia em japonês ‘Emperuto’) é claramente o sobrenome do imperador, Bonaparte.

Será que finalmente teremos um Mega Empoleon? Já que Napoleão era conhecido por (também) ser um grande conquistador, sua possível megaevolução poderia ser dos tipos WATER/FIGHTING em vez do tradicional (e único) WATER/STEEL. Sonhar não custa nada, não é Game Freak?

Alternativas

Ainda que os três principais palpites tenham fortes chances de compor o trio de fato, há outros Pokémon iniciais que também podem figurar como integrantes, e com pequenos ajustes, devo mencionar. A seguir, confira dois monstrinhos que possuem grande potencial.

Chikorita

A França é conhecida também por seus maravilhosos perfumes. Marcas relevantes como Chanel e Givenchy reforçam o poderio francês quanto o tema é moda e beleza. Para se criar uma fragrância de elite, diversos componentes são necessários.

Um dos, se não o mais importante dos ingredientes, são as essências extraídas da natureza, sendo proveniente das flores, folhas, sementes, madeiras e frutas. Dessa forma, os Pokémon do tipo GRASS são os principais indicados para a tarefa.

Ao buscar as opções disponíveis para esse tipo, a que mais se aproxima dessa característica é Chikorita. Isso porque sua forma final, Meganium, é conhecida por reviver plantas mortas com seu hálito e a grande pétala em torno de seu pescoço exala um aroma que acalma comportamentos agressivos.

A flor no corpo de Meganium é inspirada na espécie chamada Gerânio, muito conhecida no meio da aromaterapia, e sua principal função, adivinhe, é acalmar e relaxar. Dessa forma,
há uma certa conexão entre o dinossauro verde e os perfumes.

Litten

Os gatos pretos eram constantemente associados à bruxaria na idade média. Uma possível teoria para essa perseguição está ligada aos esforços da igreja católica em difundir o cristianismo pela Europa. A punição para as pessoas condenadas pela prática era a fogueira.

Litten é um gato, sua pelagem é preta e seu tipo é FIRE. Coincidência não? Na região de Kalos, Delphox é o inicial desse tipo e representa esse conceito de magia e artes místicas, porém, é uma raposa.

Com Litten e sua linha evolutiva, há uma clara referência em virtude da combinação de tipos FIRE/DARK de Incineroar. Aliás, os tigres (espécie base para este Pokémon) são associados à magia em algumas culturas, portanto, faz total sentido considerá-lo nessa posição.

Curiosamente, Incineroar não possui uma base de Special Attack à altura dessa característica, algo que pode ser facilmente remediado com sua megaevolução. Buscando as bases de atributos das megaevoluções existentes, apenas uma mudou drasticamente sua natureza: Pidgeot.


Agora só nos resta esperar pelo próximo Pokémon Presents para confirmarmos nossa teoria. E você, leitor, o que achou da lista? Concorda com as opções apresentadas? Acha que Litten ou Chikorita são mais propícios? Podemos realmente cravar Piplup?

Ainda temos muitas perguntas e poucas respostas. Deixe seu comentário e vamos conversar sobre o tema!

Revisão: Thais Santos


Fã de carteirinha da franquia Pokémon desde os oito anos de idade, teve seu primeiro contato com os monstrinhos de bolso no Game Boy Color e de lá para cá, são mais de 25 anos de alegria. Fanático por vídeo-games, gostaria de poder jogar mais tempo do que trabalha.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google