Jogamos

Análise: New Nintendo 3DS chega equilibrando nostalgia e modernidade

Mantendo a tradição da Nintendo de atualizar seus portáteis, o New Nintendo 3DS vai mais além e traz melhorias de hardware, novas funções e muita nostalgia.


Lançado em 2011, o Nintendo 3DS já nascia com a difícil tarefa de suceder o sucesso de vendas que foi o DS. Quase cinco anos após chocar o mundo com a possibilidade de jogar em 3D sem uso de óculos, o portátil recebe uma nova versão, mais moderna e potente: o New Nintendo 3DS. Seria essa só mais uma forma da Nintendo conseguir levar nosso suado dinheirinho? Ou estaremos diante de uma verdadeira experiência nova de jogo? Acompanhe nas linhas abaixo o que achamos do console.

Seguindo a tradição

Quem acompanha o mercado dos videogames sabe que a Nintendo possui tradição no lançamento de versões melhoradas dos seus portáteis. Mesmo assim, muitos — digo, a grande maioria — dos que acompanharam o Nintendo Direct do dia 29 de agosto de 2014 foram pegos de surpresa pelo anúncio do New Nintendo 3DS.

UpgradeCom o New 3DS, a Nintendo mantém firme a tradição de atualizar seus portáteis. Foi assim com o GameBoy, quando recebeu a versão Color. Com o Game Boy Advance, atualizado para a versão SP e, mais tarde, para versão micro. E, por último, com o DS (inicialmente, sem a pretensão de substituir a linha GameBoy), que recebeu melhorias significativas quando foi lançada a versão DSi.
O New Nintendo 3DS foi lançado no Japão no dia 29 de agosto do ano passado, e chegará à Europa e Ocidente em 13 de Fevereiro.
A nova versão do portátil traz inúmeras melhorias em relação ao seu antecessor, praticamente obrigando os jogadores a substituir seu antigo aparelho pelo novo modelo. Inclui, desde novos periféricos e funcionalidades, até um maior desempenho, resultando, inclusive, em títulos exclusivos, como o port do aclamado Xenoblade Chronicles.

Novo visual

Para começar, o aparelho traz o tão sonhado segundo analógico, desejado desde o lançamento do 3DS em 2011. Jogos como Resident Evil Revelations, Monster Hunter 3 Ultimate e Kid Icarus: Uprising, além dos próximos lançamentos que prometem fazer uso do periférico, poderão, enfim, ser jogados sem a necessidade do Circle Pad Pro, ou de outras gambiarras. Localizado acima dos botões do lado direito, o C-Stick foi uma ótima adição ao portátil, facilitando a jogatina, principalmente no controle da câmera.

Mudanças sutis
A entrada dos cartuchos se faz, agora, pela parte frontal da base inferior, do lado esquerdo. Uma posição nova, mas que em nada afeta o acesso. A stylus, por sua vez, passou para a parte frontal inferior, ao lado direito da entrada para fones de ouvido. O botão "power" também tem uma nova localização, ao lado da entrada para a stylus.

Além do C-Stick, foram adicionados dois novos botões na parte superior. ZR e ZL — como no Wii U — que vão facilitar as ações em jogos mais complexos e completar a experiência em títulos que permitirão o uso do portátil como controle no atual console de mesa da Nintendo. Enquanto novos botões são acrescentados, outros mudam de lugar. Start e Select saíram do lado do botão Home e fazem companhia aos botões A, B, X e Y, na parte inferior.


Outra grande melhoria na nova versão do portátil está nas telas. Com o New Nintendo 3DS, será possível visualizar o efeito 3D de diferentes ângulos. Esqueça aqueles borrões quando você precisava mirar com um flecha em Ocarina of Time 3D, ou deixava de ver os lutadores num ato desesperado em Super Smash Bros. for 3DS. O 3D, agora, se ajusta a sua visão de forma inteligente.
3D inteligente.
A nova tecnologia utilizada para manter sempre o efeito 3D durante o jogo utiliza as câmeras do portátil para seguir o seu rosto, e o giroscópio para detectar a própria posição. Isto permite que você continue vendo o efeito 3D mesmo quando o aparelho for inclinado ou se mexer.
A tela superior do New Nintendo 3DS XL possui 4,88 polegadas, o mesmo tamanho do modelo 3DS XL antigo. A resolução em todos os modelos é a mesma, de 800 x 240 pixels. O mesmo serve para a tela inferior, de 4,18 polegadas e 320 x 240p.
Ajustes mais pontuais na interface também trazem melhorias pontuais. Por exemplo: a chave que liga o wirelees foi removida. A função agora só pode ser ativada digitalmente, pelo sistema do console. — Quero ver meus amigos fugirem dos duelos em Super Smash Bros. antes da luta terminar, com a desculpa de que a rede caiu.

Peso no bolso
Quando fechado, o New Nintendo 3DS tem dimensões de 80 x 142 x 21,6 mm (altura x largura x espessura), pesando cerca de 253 gramas, enquanto que o New Nintendo 3DS XL tem 93,5 x 160 x 21,5 mm e pesa em torno de 329 gramas.

Mexendo com os sentimentos

A Nintendo possui o dom de atingir a nossa nostalgia — sonho com aquele New 3DS XL especial de Majora’s Mask todas as noites. Com o New 3DS não foi diferente. Os antigos botões ganharam cores. Mas não qualquer cor. A, B, X e Y ganharam as mesmas cores dos botões dos controles do Super Famicon e Super Nintendo, trazendo ainda mais estilo para o pequeno.

Por falar em estilo, também será possível incrementar o visual do seu portátil. Uma linha de capas vai acompanhar o console no lançamento, podendo ser trocadas a qualquer momento, da mesma forma que nos smarthphones (disponível até o momento apenas no Japão). Mesmo a versão XL não possuindo essa opção, vai ser divertido customizar seu aparelho com skins de temas dos seus jogos favoritos. Resta torcer para essa opção chegar ao ocidente.

Adaptado aos novos tempos

Acompanhando o sucesso de vendas dos amiibo, o New 3DS chega com um adaptador NFC embutido na tela de toque. Assim como no WII U, basta encostar um amiibo na tela inferior e ativar as funcionalidades extras do boneco. Mas isso não significa que seu antigo 3DS não suportará essa compatibilidade. A diferença é que será preciso comprar um adaptador externo, que se comunicará via infra-vermelho.
Horas a mais de jogo
Tão desejada quanto o segundo analógico, a longevidade da bateria do portátil é uma pedido antigo. E as melhorias vieram. O New Nintendo 3DS apresenta duração de 3,5h a 6h e o New Nintendo 3DS XL, 3,5h a 7h. Esses números são consideráveis ao comparar com o Nintendo 3DS comum que suportava apenas 3h a 5h e o Nintendo 3DS XL entre 3h e 5,5h. Com jogos de Nintendo DS, a bateria chega de 6,5h a 10h no New Nintendo 3DS e 7h a 12h no New Nintendo 3DS XL.
Mas a maior surpresa no anúncio do New 3DS foi a melhoria de hardware. Prometendo mais velocidade nos downloads e carregamento dos jogos, o aparelho também terá condições de rodar jogos com gráficos ainda melhores que o modelo comum. Inclusive, títulos suportados apenas pelo novo modelo já estão a caminho.
Ainda podemos jogar todos os títulos lançados para o DS e 3DS no New 3DS.
Até a câmera do portátil recebeu atenção. A Nintendo promete fotos mais nítidas. O problema mesmo será o armazenamento, pois o slot de cartão Micro SD — não será mais possível utilizar cartões SD, ou adaptadores — ficará na parte interna do aparelho, só podendo ser aberto com uma chave específica. Por sorte, uma opção de backup compatível com computadores, via wireless, estará disponível.
No Japão, o portátil é um tremendo sucesso. Resta saber se o resto do mundo abraçará a ideia.
Preparação para o futuro?
Há pouco tempo, a Nintendo registrou uma patente de um portátil cujo as peças poderiam ser trocadas a qualquer momento. Analógicos, telas, carcaça e até partes internas. Será que o N3DS faz parte dessa transição de portáteis, onde o jogador comprará as peças do seu console de acordo com sua necessidade e gosto? Só o tempo dirá.
Por fim, mais do que manter a tradição de atualizar seus sistemas portáteis, a Nintendo recriou o 3DS, consertando as falhas do passado e, de bônus, turbinando o videogame com mais potência e novas funcionalidades. Se você está feliz com o seu portátil, tudo bem. Continue de boa com ele. Mas, se possível, evite acompanhar as próximas notícias, pois, provavelmente, com futuros anúncios e relatos de donos entusiasmados com seu novo console, você vai querer comprar um.

Prós

  • Hardware mais potente; 
  • Customização, 3D melhorado; 
  • C - Stick; Toques de nostalgia; 
  • Títulos exclusivos; 
  • Compatibilidade com os amiibo.

Contras 

  • Sem carregador de fábrica; 
  • falta do modelo comum no ocidente; 
  • Não lançamento no Brasil.
New Nintendo 3DS - Nintendo - Nota 9.5

Revisão: Jaime Ninice
Capa: Felipe Araújo

Ítalo Chianca escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais