Smash Blast: O Limit Break de Cloud

Cloud introduz uma jogabilidade totalmente inédita em Smash Bros.


Cloud Strife
, o esteriótipo de herói do RPG japonês moderno, chegou em Super Smash Bros.! Dada a estranha adição ao elenco, o retorno do Smash Blast após esse período de férias não poderia ser diferente, uma breve análise e conversa sobre talvez o personagem mais polêmico já colocado no jogo.

A primeira fantasia de Smash Bros.

Eu imaginava muito isso quando tinha meus 12 anos. Cloud, Goku e Mario.
É engraçado você parar e pensar que, sim, o elenco do Smash atual se assemelha muito com um Mugen. A inclusão de Cloud foi extremamente surpreendente por vários fatores e já discutida bastante, mas o principal é que ele é o primeiro personagem em que a conexão dele com a Nintendo não existe.

Existe uma conexão enorme entre Nintendo e Final Fantasy, mas isso morre no VI. O VII é completamente fora de cogitação quando pensamos nessa relação franquia-empresa. Isso pode significar muitas coisas, como também pode ser puramente o que o Sakurai falou: dos personagens que pediam da franquia Final Fantasy, Cloud era o mais popular. Já discutimos aqui nessa coluna o que é Smash Bros., e de fato, se Sakurai acha que Cloud era o mais apto a entrar pelo que os fãs pediram, só podemos concordar.

Quebrando limites mas ainda assim sendo meio limitado

Cloud é um personagem ótimo e competitivo. Ele chega com um bom arsenal de combos, como diremos a seguir, mas o que mais assusta é o fato dele ser extremamente telegrafado, só que, mesmo assim, indefensível. Diferentemente de outros personagens do jogo, que encontram inúmeras saídas para as mais diversas situações, Cloud pode ser facilmente previsível quanto ao que pode ou não usar. Usaremos como exemplo os seus movimentos com Limit Break:


  • Se Cloud começa a se aproximar muito do oponente, e o oponente está com uma porcentagem alta, é óbvio que ele vai usar o Down+B, o Finishing Touch. Só que a possibilidade de o encaixar entre Tilts e Jabs pode impossibilitar seu adversário de saber o momento certo para defender;
  • Se ele mantém uma distância relativamente normal, mas começa a fazer pressão, ele está indo para a versão limit de seu Side+B. Sua execução aérea ou terrestre possibilita inúmeras combinações, mas a distância que o personagem mantém de seu adversário  independente dos movimentos que ele faz mostra tranquilamente o que ele quer fazer.
  • Se ele está bem distante ou recuando, você tem duas possibilidades: Ou ele soltará a qualquer momento o seu B normal, ou estará guardando esse golpe para uma eventual necessidade de recuperação e usará o limit Up+B. Essas são as duas situações menos perigosas para quem lutar contra ele, mas mesmo assim devem ser observadas com calma.


Nem eu, mas C'est la Vie
Essa variedade de movimentos que, sim, são bem mais telegrafados do que os de todos os outros personagens, pode ser fruto de seu pouco tempo no jogo e de ele ser um estilo tão novo.  Nada em Smash se parece com ele, e isso ao passo que aumenta em muito a qualidade do jogo, também inaugura coisas novas que ainda devem ser exploradas pouco a pouco. Cloud é uma ótima adição, por mais que transforme a idéia de Smash em algo mais próximo de um Mugen.

Se Tekken tem o Akuma, qual o problema de Cloud no Smash?

Revisão: Luigi Santana
Capa: Felipe Fabricio

Dácio Augusto é estudante de Gestão Financeira na Fatec e redator no Nintendo Blast. Cercado de jogos desde pequeno, foi crescendo e aprendendo a fazer avaliações mais lúdicas do que objetivas.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais