Fracasso de Sonic Boom: Rise of Lyric (Wii U) aconteceu por tentarem algo diferente, segundo desenvolvedor

Bob Rafei diz que jogo foi tentativa de evoluir Sonic, feita em conjunto com a Sega. Fracasso comercial quase fechou estúdio.

Lançado em 2014, Sonic Boom: Rise of Lyric (Wii U) conquistou a imortalidade no mundo dos jogos mas de forma negativa, considerado um dos piores jogos do ouriço e do console. Com sérios problemas de jogabilidade, game design e programação, o último título do ouriço para consoles de mesa foi um duro golpe para a Sega, mas especialmente para o estúdio responsável pelo jogo, o Big Red Button.


Após o lançamento surgiram informações na internet referentes a uma severa crise que o estúdio passou durante seu desenvolvimento. Vários membros do Big Red Button saíram da equipe durante os meses que duraram os trabalhos, inclusive o diretor original. A debandada atingiu a casa de dezenas de funcionários, supostamente devidos problemas de Sonic Boom.

Em uma grande reportagem sobre a história da série Sonic, o portal Polygon deu bastante espaço para fundador e atual presidente do estúdio, Bob Rafei falar sobre seu trabalho. A maioria das falas de Bob foram para justificar a diferença de design do jogo. De acordo com ele, a Sega é "corajosa" em sua vontade de "evoluir seu personagem vovô", algo que "não poderíamos ver da Nintendo, que se mantém fiel na fórmula do encanador italiano".

O desenvolvedor afirma que todas as mudanças de desenho e foco efetuadas por Sonic Boom foram feitas em conjunto com a Sega, e o máximo de cuidado e esforço foi colocado no projeto. Eles quiseram trabalhar mais com a personalidade de Sonic e dos outros personagens. Evidentemente lamentou o fracasso do título, que, de acordo com ele, ocorreu por eles tentarem ter feito algo diferente:
"O que eu percebi é que Sonic tem uma relação muito complicada com seus fãs e com a indústria. Muitas pessoas criaram fortes laços com Sonic por terem crescido junto com ele e têm sentimentos associados a ele. [...] Uma vez que tentamos fazer algo diferente, alguns apoiaram fortemente e outros não."
Rafei espera que o jogo seja lembrado no futuro como uma boa tentativa de fazer algo diferente, mas por fim lembra que o resultado não foi o melhor:
Infelizmente a recepção de Rise of Lyric não foi tão boa quanto imaginávamos. A indústria é muito punitiva se você tem um produto que não tem uma boa performance. Nós quase fechamos o estúdio.
O desenvolvedor não comentou sobre os bugs, problemas de jogabilidade e programação do jogo, apenas se justificando as mudanças de desenho e personalidade da série, que foram, definitivamente, os menores dos problemas de Rise of Lyric.

A série Sonic Boom continua como desenho animado, e o próximo jogo, Sonic Boom: Fire & Ice (3DS) está em desenvolvimento pra este ano por outro estúdio, Sanzaru Games, responsável pelo antecessor, Sonic Boom: Shattered Crystal (3DS), plataformers em 2D.

Fonte: Polygon
Lucas Palma Mistrello é historiador, mestre pela Universidade Federal de São Paulo. Redator nos Blasts desde 2012, começou com os games com o Atari 2600 e é eclético em gênero e temas: vai de COD e Medal of Honor a Pokémon e Zelda com a mesma vontade. Sempre está de olho nos comentários das postagens.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais