Enquanto isso: PS3 Slim - O Golias acaba de ficar (um pouco) menor

Após muito, muito tempo de espera e especulações a Sony tomou a atitude que todos consideravam obrigatória para manter a empresa na briga do... (por Pedro Pellicano em 20/08/2009, via Nintendo Blast)

Após muito, muito tempo de espera e especulações a Sony tomou a atitude que todos consideravam obrigatória para manter a empresa na briga dos consoles atuais. O PS3 finalmente sofreu uma considerável queda de preço, ficando no mesmo patamar que o Xbox 360.

Mas a Sony foi além e, como uma clara medida de redução de custos, anunciou o PS3 Slim. Porque redução de custo? Porque o Slim é mais feio, simples e não tem o charme que a versão original tinha. E não digo isso com desprezo, mas é só olhar a superfície ‘black piano’ do PS3 e comparar com a do Slim, toda porosa e sem brilho. Mais feio, sim. Só que bem mais barato na linha de produção.

Toda a conversa a respeito dos componentes menores, que possibilitam um sistema mais eficiente e compacto, é super interessante... para a Sony, claro.

O consumidor em geral não se preocupa e nem quer saber sobre isso. Ele quer saber quanto custa o produto e o que ele pode oferecer, ponto final.

Obviamente os mais ligados em games estão a par da notícia e vão entender melhor as mudanças. O problema é que esse público não representa um número tão expressivo de pessoas – calma, não estou dizendo que são poucos; mas não são suficientemente numerosos a ponto de virar a maré para o lado da Sony.



Curioso como as coisas mudam em apenas uma geração de consoles, hein? O jogador hardcore, nos últimos três anos, gravitou em torno do Xbox 360, graças ao preço menor e à infraestrutura online robusta, algo que o PS3 ainda não tem.

Jogos são um fator decisivo, é claro, mas essa é a geração da multiplataforma, dos games lançados para vários consoles a fim de recuperar um pouco de seu altíssimo custo. E aí, de novo, o Xbox 360 tem vantagem. É mais fácil de programar e mostra-se mais eficiente e poderoso na média geral.

“Mas Pellican, o PS3 tem games exclusivos que nunca poderiam ser feitos no Xbox 360!”

Até tem, mas a que preço (para a produtora)? Alguns poucos esforços podem ser ótimos para os fãs e os mais vidrados na plataforma. Mas a Sony precisa de muito mais do que poucos milhões de consumidores.

Além disso, precisa de muito mais games do que apenas os exclusivos já que, com o PS3 Slim ainda sendo vendido NO PREJUÍZO, só a venda de jogos pode trazer um pouco de dinheiro com o licenciamento.

O PS3 Slim então nasce morto? Longe disso! Ele atrairá muita gente nos meses iniciais entre os donos de PS2 que estavam esperando isso para dar o salto à geração HD e aqueles que querem ter mais de um console.


Mas o Xbox 360 é a plataforma hardcore desta geração. A Sony, quem diria, desta vez tem um console que depende muito do seu público fiel – bem contrário do que houve com a explosão de popularidade do PS2.

A queda de preço e a possível investida na promoção do drive de bluray com certeza são as armas que a Sony usará para atrair mais pessoas – jogadores ou não – para o sistema. Oras, temos até o controle por movimento sendo prometido para 2010.

Isso não é por acaso. A Sony sabe que se for brigar apenas com a Microsoft, ela perde. Ela precisa de novos consumidores. Ela precisa de um pouco do público do Wii.

“Ah, finalmente falou da Nintendo! Mas está dizendo que o PS3 Slim vai acabar com o Wii?”

Hahaha, eu adoro ler, cada vez mais, os super analistas de plantão. ‘O Wii está morto’, ‘o DS não tem chance’, ‘a moda Nintendo passou’.

A queda de preço do PS3 Slim tem um efeito muito importante sobre as vendas do Wii. Sabe qual é? Nenhum! Quem compra um Wii é porque quer jogar os games que só o console Nintendo pode oferecer.

As pessoas não compram o Wii por causa de seu baixo preço – que, aliás, NÃO é barato. Elas enxergam o sistema como algo a mais, que entrega a magia e a diversão tão vista nos jogos do console. Isso não está sendo oferecido no Xbox 360, nem ao menos no PS3 Slim.



Em 2007 creio, Peter Moore disse que o ideal seria as pessoas comprarem um Xbox 360 e um Wii, para ter a opção hardcore e aquela mais casual e diferente. Faço dele as minhas palavras nesse momento, trocando o Xbox pelo PS3.

Toda a sorte para a Sony e seus fãs. O futuro próximo será muito legal para assistirmos de camarote os gigantes dos eletrônicos e software competindo em uma batalha feroz. E aos que acham que o PS3 Slim será o fracasso final da Sony, pensem de novo.

O consumidor, ainda bem, vai sair ganhando muito com isso. Tomara que por trás dos panos, dentro dos cubículos do departamento financeiro de Sony e Microsoft, a figura seja tão próspera como é do lado de fora.



Enquanto isso, sem ninguém perceber, Mario 2D voltará. E preparem-se para o Wii balançar, de novo, esse complexo e delicioso mercado.

Até a próxima!

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


  1. Ow belo post! Bom ponto você abordou: o que as pessoas irão comprar? Um console barato ou um que traz diversão?

    ResponderExcluir
  2. até que é bom o texto, mas fizeste muitas afirmações preceptadas, tão ou mais do que muitos analistas de segunda ou terceira categoria

    desculpe mas afirmar demais não é bom, ainda para coisas que no fim demonstram pouca informação ou pesquisa a respeito

    como essa frase, apenas para citar um exemplo:

    "Quem compra um Wii é porque quer jogar os games que só o console Nintendo pode oferecer."

    Isso não é verdade, vale lembrar que estamos falando da nova (e revolucionária) jogada da Nintendo, onde quem compra um Wii são jogadores, novos jogadores e não-jogadores. Claro que quem quer jogar os jogos exclusivos também estão comprando.

    Mas veja que quem compra um wii também podem ser aqueles jogadores que compraram não porque queria jogar os jogos nintendo, e portanto, se decepcionaram de certa forma e hoje o videogame está abandonado.

    A nintendo está ganhando, em algo sim,vemos isso em várias pesquisas e números. Mas as vezes nos esquecemos que o xbox360 vende mais softwares. Ou seja, as pessoas tem jogado mais xbox360? O que esses números dizem? Que sim.

    Na minha opinião, muitas pessoas que compraram um wii, inicialmente foi por curiosidade pura, algumas por serem fãs, outras por ter se tornado midia (estar em evidencia e portanto chamado a atenção). Há mais, mas não apenas porque querem jogar os games nintendo.

    Outra frase "As pessoas não compram o Wii por causa de seu baixo preço – que, aliás, NÃO é barato."

    Pode ser mesmo que existam aquelas que não compraram pelo preço e sim por buscar o fator diversão proporcionado ou prometido (que seja). Mas quem comprou primeiramente um pS3 ou x360 e logo depois comprou um wii, foi por seu baixo preço (inclusive, isso fazia parte da estrategia nintendo, uma vez quando ainda era chamado de revolution a nintendo disse, que o "revolution" não entrou para competir e sim para ser o segundo console dos jogadores assiduos) (ou seja se vc tem um ps3, vc terá um segundo videogame, um wii; se vc tem um x360, vc terá um 2nd videogame, um wii). Logo muitos teriam o wii (porque ele é de fácil "acesso" -> $$$$)

    -- KolnDOln

    ResponderExcluir
  3. Anônimo, eu entendi que quando Pellican diz:
    "Quem compra um Wii é porque quer jogar os games que só o console Nintendo pode oferecer."
    Ele não tá se referindo à somente jogos das franquias Nintendo, e sim jogos que utilizam o sensor de movimento do Wiimote, algo que somente o Wii pode oferecer, pelo menos por enquanto.

    Achei interessante essa sua afirmação:
    "Mas veja que quem compra um wii também podem ser aqueles jogadores que compraram não porque queria jogar os jogos nintendo, e portanto, se decepcionaram de certa forma e hoje o videogame está abandonado."
    Geralmente isso acontece quando alguém espera mais do que algo tem a oferecer, ou que nem pretende. Há pessoas que esperavam a aplicação de movimento do sensor de movimento 1:1 desde o início, em nenhum momento isso foi prometido, mas como a espectiva foi grande demais, veio a decepção. Para o grande público da Nintendo essas pessoas são minoria, pois quem está interessado em fazer fitness na frente da tv nem liga pra especificação tecnológica.
    A falta de jogos tradicionais foi outro motivo que causou abandono do Wii, mas isso foi devido a estratégia da Nintendo de primeiro expandir um novo mercado pra depois então dar mais atenção ao público core. Estratégia essa usada com o DS só que de uma maneira mais suave.
    Por falta de jogos que agrade no Wii ninguém reclama mais, e os bem informados sabem bem o que levar pra casa. Logo, concordo que quem compra um Wii é porque quer jogar os games que só o console Wii pode oferecer.

    Outra frase "As pessoas não compram o Wii por causa de seu baixo preço – que, aliás, NÃO é barato."
    Funciona diferentemente em dois cenários distintos, Brasil e resto do mundo.
    No resto do mundo concordo plenamente que o apelo ao preço foi fundamental para o sucesso do Wii. Agora no Brasil - qual nem sabemos se o Wii já é sucesso - o apelo ao preço não existe, pois quem compra o Wii pode muito bem economizar só mais um pouco e já adquirir um HD, mas muitos ficam com o Wii mesmo. E esse cenário - Brasil - em pouco tempo será experimentado pelo resto do mundo, e só o futuro dirá o que acontecerá.

    Pellican, belo post, e foi muito bem lembrado o Mario 2D, ele com certeza faz muito sucesso.
    Por exemplo, eu moro numa república de estudantes, alguns dos meus colegas a muito deixaram de jogar video game. Às vezes eu mostro jogos ou trailers de games só pra ver a reação deles, pra certos jogos muitos torçem o nariz ou exclamam um singelo "legal". Porém quanto mostrei o trailer do New Super Mario Bros, todos aprovaram e alguns disseram que comprariam um video game só pra ter esse jogo. Eles lembravam com carinho do Super Mario World, ou simplesmente Mario.

    ResponderExcluir
  4. Diotupi, e quem disse que me referi a apenas jogos da Nintendo?

    Eu li muito bem e sei que não se tratava dos jogos da nintendo, quando eu disse exclusivos me referia aos jogos que só tem no wii (se é da nintendo ou de outras empresas)

    Veja os foruns, vemos pessoas que querem RE5, e talvez alguns jogos mais que também tem em outras plataformas. E essas pessoas os querem no Wii. Não seria exagero dizer que quem compra um também são aqueles que querem jogar o que tem em outras plataformas, mas fazer proveito do uso de seus controles.

    E é estes jogadores exclusos na afirmação do texto. Por isso meu ponto era de que não se pode afirmar demais (fechando o tópico), que foi o que ele fez.

    -- KolnDoln

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google