Mario Bits

Mario Bits: Versões alternativas e relançamentos de Super Mario Bros.

(por Eduardo Jardim em 07/10/2010, via Nintendo Blast)

Mesmo que Super Mario Bros. tenha feito aniversário de 25 anos no dia 13 de setembro de 2010, quase um mês depois, a Nintendo continua comemorando as festividades com vídeos, wallpapers e pacotes especiais programados para o fim do ano. Portanto, ainda em clima de celebração, vamos dar um destaque a todas as aparições do Super Mario Bros. original em versões alternativas e relançamentos posteriores.

Anos '80
Em 1985, Super Mario Bros. foi lançado pela primeira vez em todo o mundo. Pouco tempo depois, o game ganhou um porte para os fliperamas americanos conhecidos como Nintendo PlayChoice-10 ─ mas como o sistema usava uma placa de vídeo de paleta de cores diferente dos consoles (Famicom/NES), esta versão do jogo não era exatamente igual. Em 1986, Super Mario Bros. foi relançado para o Famicom Disk System, somente no Japão. No mesmo ano, transformou-se num título para Game & Watch, e foi relançado em fliperamas como VS Super Mario Bros. Em 1988, o primeiro jogo da série Super Mario foi relançado para NES nos Estados Unidos como parte da compilação 2-in-1 Super Mario Bros./Duck Hunt, empacotado junto ao Action Pack do NES.

Anos '90
Em 1990, Super Mario Bros. foi relançado no NES como parte da nova compilação 3-in-1 Super Mario Bros./Duck Hunt/World Class Track Meet; o último, é um jogo esportivo divertido, e naquela época, quanto mais num cartucho, melhor! A compilação vinha com o Power Set do NES. Em 1993, é trocada a geração: Super Mario All-Stars, conhecido como Super Mario Collection no Japão, deu uma cara nova aos títulos antigos, atualizando-os com novas músicas e sons, gráficos em 16-bit e sem mudanças de mecânica significativas. O triste é que muitos glitches foram removidos...

Em 1994, surgiu o pacote Super Mario All-Stars + Super Mario World que, além de trazer os títulos regulares de Super Mario All-Stars, também deu uma aparência nova a alguns elementos de Super Mario World que precisavam ser aperfeiçoados (como Luigi).

14 anos depois, em 1998, um dos remakes mais significativos de Super Mario Bros. (e de Super Mario Bros.: The Lost Levels) é produzido para Game Boy Color e distribuído sob o nome Super Mario Bros. Deluxe, que o descreve muito bem: ele apresentou o clássico à nova geração, o portou para uma experiência portátil e ainda temperou a sopa com uma leva de novas características de mecânica explícitas e destraváveis ─ vide desafios, mapas, medalhas, ícones, imagens, calendário e até mesmo um tipo de "sorte de hoje"! O Mario garotão, aí do lado, deve ter tirado um "Extremely Lucky"...

Anos '00
Em 2001, Super Mario Bros. tornou-se um elemento destravável de Animal Crossing. Em 2004, o clássico foi relançado no Game Boy Advance como parte da coleção NES Classics / Famicom Mini Collection, celebrando os 20 anos do Famicom (equivalente japonês do NES) no Japão.

Em 2006, Super Mario Bros. finalmente chegou à geração atual de video games, disponível no Nintendo Wii como parte do sistema de downloads Virtual Console. Finalmente, em 2008, o clássico aniversariante tornou-se parte de Super Smash Bros. Brawl como um demo jogável; ou seja, quando se cansar de descer a porrada em seus companheiros de Nintendo, poderá relembrar aquele que serviu de inspiração para toda a indústria dos video games.

Anos '10
Super Mario All-Stars 25th Anniversary Edition vem por aí, com data de lançamento marcada para o dia 21 de outubro no Japão e 3 de dezembro na Europa. Mais uma série de viagens ao passado? Sim, obrigado.
Eduardo Jardim é cartunista, imaginauta e fundador do Reino do Cogumelo, o qual gerencia como profetizam as escrituras do Light Prognosticus. Erudito em Mario, faz freelance no The Kingdom Enquirer em troca de Beanbean Coins.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook