Blast from the Past

Blast from the Past: Pokémon Yellow (GB)

Em 1996 foram lançadas no Japão as duas primeiras versões dos jogos Pokémon ( Red e Green ) para o Game Boy. Rapidamente os Pocket Mo... (por Anônimo em 15/04/2011, via Nintendo Blast)

Em 1996 foram lançadas no Japão as duas primeiras versões dos jogos Pokémon (Red e Green) para o Game Boy. Rapidamente os Pocket Monsters (Monstros de Bolso) alcançaram um enorme sucesso de crítica e vendas. Com o sucesso dos jogos, os japoneses, em abril de 1997, ganharam a primeira temporada do desenho animado.  A série animada mostrava o personagem Ash e seu Pokémon inicial Pikachu, que partiam pelo continente de Kanto para tentar conseguir o título de grande mestre Pokémon. Com os jogos e o anime, Pokémon se tornou uma febre e ganhou uma legião de fãs em todo o mundo. E para delírio dos admiradores dos monstrinhos de bolso, a Nintendo lança a versão especial de Pokémon, baseada nos principais acontecimentos da primeira temporada das aventuras de Ash Ketchum e seu Pikachu, intitulada: Pokémon Yellow: Special Pikachu Edition.
 
Pokémon Yellow foi lançado no Japão no dia 12 de setembro de 1998 e um tempo depois (1 de outubro de 1999), o jogo desenvolvido pela Game Freak chegava nos Estados Unidos. A principal diferença de Pokémon Yellow: Special Pikachu Edition para as demais versões de Pokémon era a grande semelhança com o enredo do anime. Como Ash e Pikachu acabaram sendo muito bem aceitos como os principais protagonistas da série Pokémon, a Nintendo projetou o jogo Pokémon Yellow baseado nas similaridades dos acontecimentos das personagens no desenho animado.
 

Pikachu, Eu escolho você!

Nos jogos anteriores da série, o protagonista poderia escolher como Pokémon inicial um Charmander (tipo fogo) ou Squirtle (tipo água) ou Bulbasaur (tipo planta). No Pokémon Yellow, assim como no desenho animado, Ash é presenteado pelo Professor Oak (Carvalho) com um Pikachu, do tipo elétrico. O rato acaba sendo um Pokémon especial e amigo do protagonista, sendo este o primeiro Pokémon que apresenta o quesito felicidade (happiness), que depois foi difundido para os demais jogos da série.

Por ter sido criado com base no anime, Pikachu odeia pokéballs e por isso o pokémon acompanha o Ash (ou o nome que o jogador escolher) por todo o jogo. Conforme as suas ações durante a jornada, Pikachu vai ter seus próprios sentimentos (raiva, amor, medo, paixão e etc.) e o jogador pode a qualquer momento do jogo conversar e saber o que seu pokémon amigo está sentindo.  A possibilidade do Pokémon seguir seu treinador fora da pokébola foi novamente vista apenas com os remakes Pokémon HeartGold e SoulSilver.  Outro elemento interessante é que o Pokémon elétrico não pode evoluir, semelhante ao Pikachu do desenho, que também recusa o processo de evolução com o uso da Thunder Stone.

As outras semelhanças com o desenho animado

E as relações com o desenho animado não são apenas essas referentes ao Pikachu. Em Pokémon Yellow é possível adquirir os outros três pokémons iniciais (Charmander, Squirtle e Bulbasaur) durante sua jornada, sem a necessidade de trocas com o Cabo Game Link. O vilão da história é o arrogante Gary que tem um Eevee (tipo normal) como pokémon inicial.  A enfermeira Joy do anime foi colocada como a responsável pelos cuidados e recuperação dos monstrinhos no Centro Pokémon. E alguns dos chefes dos Ginásios tiveram seus Pokémons trocados para parecerem com os mesmos que Ash desafia durante sua jornada. Brock e Misty não seguem o herói durante o jogo, mas são os lideres dos ginásios de pedra e água, respectivamente.
 

Equipe Rocket decolando na velocidade da luz

“Prepare-se para a encrenca!
Encrenca em dobro!
Para proteger o mundo da devastação!
Para unir as pessoas de nossa nação!
Para denunciar os males da verdade e do amor!
Para estender nosso poder às estrelas!
Jessie! James!
Equipe Rocket decolando na velocidade da luz!
Renda-se agora ou prepare-se para lutar!
Meowth! É isso aí!”
E quem não se lembra do lema das personagens da equipe Rocket no desenho animado? Pois é, Jessie, James e o Meowth falante também estavam presentes em Pokémon Yellow: Special Pikachu. A dupla engraçada do anime aparece de surpresa em vários momentos do jogo e o jogador deve batalhar contra seus Pokémons Koffing e Ekans que mais tarde evoluem para Weezing e Arbok.

As diferenças com seus antecessores

 
Além disso, Pokémon Yellow: Special Pikachu é graficamente mais bonito que seus antecessores. O jogo é muito mais rico de detalhes e quando é jogado no Game Boy Color é repleto de cores vivas aproveitando bastante toda a palheta de cores. Os sprites e as movimentações dos Pokémons nas telas de batalhas ganharam certa diferenciação para assemelhar mais com o desenho animado. Outra diferença, comparada aos jogos anteriores da série, foram as mudanças na localização de alguns monstrinhos e itens, os golpes que os eles aprendem e a compatibilidade de alguns Pokémons com TM’s e HM’s – isso além da completa reestruturação da Unknown Dungeon, a caverna onde se encontra o Mewtwo. O jogo também ganhou um nível de dificuldade maior, principalmente nas batalhas com os lideres de ginásio.
 

Temos que pegar, Pokémon!

Como é costume da Nintendo, em Pokémon Yellow era possível capturar 140 monstrinhos da I geração. Os Pokémons Weedle, Kakuna, Beedrill, Meowth, Persian, Koffing, Weezing, Jynx, Electabuzz e Magmar só poderiam ser obtidos através de trocas. E o raríssimo Mew era conseguido através da distribuição pela Nintendo em certos eventos.
 
Em Pokémon Yellow ainda era possível conseguir o famoso Pikachu Surfista e habilitar o mini-game secreto Pikachu’s Beach dentro do jogo. Para conseguí-lo com a técnica surf era necessário ter o jogo Pokémon Stadium do Nintendo 64 e utilizar o Transfer Pak permitindo  que o seu Pikachu de Pokémon Yellow batalhasse com os Pokémons do 64.
 
Com o Cabo Game Link e dois cartuchos de Pokémon Yellow, o modo multiplayer ganhava uma nova opção: o Colosseum 2. Este novo modo possibilitava novas opções de batalhas, além das tradicionais que apareceram nos primeiros games da franquia. Yellow ainda contava com suporte do Game Boy Printer, um aparelho de impressão onde era possível fazer adesivos dos seus pokémons prediletos e impressão de dados da Pokéagenda (Pokédex).

As vendas de Pokémon Yellow foram bem rentáveis para a Nintendo. Em seu primeiro mês, o cartuchinho vendeu mais de um milhão de unidades, sendo que só na sua primeira semana foram mais 600.000 cópias. Pokémon Yellow: Special Pikachu, se consagrou como um dos games mais vendidos do GB, com um total de 14.64 milhões.
 

Pokémon Yellow: o Memorável

Pokémon Yellow: Special Pikachu foi a primeira versão melhorada e reformulada das versões iniciais de Pokémon. Pode-se dizer também que essa versão foi a principal responsável por uma maior popularização do universo Pokémon, inclusive do próprio Pikachu que é quase que um símbolo do orbe Pokémon e da própria Nintendo. Graças ao sucesso de  Pokémon Yellow foi possível na 2ª geração Pokémon Crystal, Pokémon Esmerald na 3ª geração, e Pokémon Platinum na 4ª geração – afinal, se a fórmula funcionou uma vez, porque não torná-la rentável de novo?
 
Pokémon Yellow: Special Pikachu marcou uma geração de forma única e inigualável.  A oportunidade de se jogar o jogo seguindo a mesma trajetória e com os mesmo monstrinhos do protagonista do anime de maior sucesso na época era um experiência singular. Pokémon Yellow podia até mesmo ser semelhante aos jogos anteriores da série, mas tinha um volume grande de novidades que davam a ele um aspecto diferente. É isso aumentava bastante o fator replay do game e popularizava de vez os RPG’s da franquia . 
 
Pokémon Yellow: Special Pikachu é consagrado e memorável. Sem mais!
 
 

 


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.