Perfil

Perfil: Jill Valentine (Resident Evil)

Quando Resident Evil , para Playstation, foi lançado em 1996, o survival horror tinha como um dos personagens principais uma forte e co... (por Rodrigo Estevam em 24/05/2011, via Nintendo Blast)

Jill Valentine em seu traje clássico Quando Resident Evil, para Playstation, foi lançado em 1996, o survival horror tinha como um dos personagens principais uma forte e corajosa mulher: Jill Valentine. A moça, que mais tarde viria a se tornar uma das musas dos vídeo-games, aos poucos foi ganhando seu espaço no coração dos gamers. Perita em mecânica e “mestra dos arrombamentos”, Jill chama a atenção tanto por sua beleza quanto por seu carisma. E por que, com certeza, daria um delicioso sanduíche.

AVISO: este texto contém muitas informações que podem ser consideradas spoilers caso você não tenha jogado Resident Evil, Resident Evil 3, Resident Evil REmake, Resident Evil Deadly Silence, Resident Evil 5 e/ou Resident Evil: The Umbrella Chronicles. Leia por sua conta e risco. E cuidado com os zumbis.

O início: o incidente na Mansão Arklay

Em julho de 1998, o Alpha Team da S.T.A.R.S. (Special Tactics and Rescue Service) é enviado até as Montanhas Arklay após o Bravo Team, primeira equipe enviada até lá para investigar estranhos relatos locais, interromper o contato com a central. Formado pelos melhores profissionais do Departamento de Polícia de Raccoon City, o Alpha Team encontra um cenário de carnificina ao chegar ao local onde o Bravo Team fez seu último contato. O cenário era perturbador mesmo para o mais forte dos homens presentes, mas ainda assim a jovem Jill Valentine não cedeu ao medo e seguiu firme e forte, sempre demonstrando muita coragem, em busca de sobreviventes ao lado de seu parceiro, Chris Redfield.

Os minutos finais de Raccoon City

Vestida para matar. Literalmente. Meses após escapar da Mansão Arklay, Jill retorna a Raccoon City a pedido da S.T.A.R.S. para investigar mais a fundo o envolvimento da Umbrella nos incidentes de julho. E já de cara ela encontra seu primeiro desafio: sobreviver à cidade, que agora está infestada de zumbis graças à disseminação do T-Vírus.

Enquanto tentava escapar, ela encontra Brad Vickers, um de seus companheiros do Alpha Team, e presencia o momento em que ele é atacado e mordido por um zumbi. O rapaz lhe conta, então, que fugia de um monstro que parecia estar caçando membros da S.T.A.R.S. Ao chegar no Departamento de Polícia de Raccoon City, Jill finalmente vê a criatura à qual Brad se referia; e naquele momento, seu companheiro de equipe era morto pelo monstro, também conhecido como Nemesis.

Durante sua fuga, Jill conhece Carlos Oliveira, um membro do Serviço de Contenção de Ameaças Biológicas da Umbrella. Juntos eles desbravam cada canto da cidade em busca de uma rota de fuga segura o suficiente para garantir-lhes sair dali com vida antes que a cidade fosse retirada do mapa pelo governo norte-americano.

Lutando, também, contra o frioO fim da Umbrella, a BSAA e o desaparecimento

Novamente ao lado de Chris, Jill vai até a Rússia e invade uma instalação da Umbrella. A dupla se depara com diversos BOWs, as armas biológicas da série, e juntos eles buscam derrubar de vez a organização responsável pelo T-Vírus e os incidentes em Raccon City. Eles encontram uma nova arma biológica em estágio experimental, denominada T-A.L.O.S. Após uma dura batalha, Jill e Chris saem vitoriosos, tendo derrotado o T-A.L.O.S. e acabado com a última base conhecida da Umbrella.

Pouco tempo depois Chris e Jill fundam a BSAA (Bioterrorism Security Assessment Alliance), um grupo que visava combater ameaças biológicas ao redor do mundo e descobrir o paradeiro de Albert Wesker. Em uma de suas várias missões, a dupla praticamente revive o pesadelo da Mansão Arklay ao invadir a Mansão Spencer, onde vivia Ozwell E. Spencer, o presidente da Umbrella. A nova mansão era fortemente semelhante à que um dia existiu nas Montanhas Arklay. Por sorte (ou por azar), eles encontram não apenas Spencer mas também Wesker. Inicia-se uma batalha onde Jill e Wesker despencam do alto de uma janela da mansão. Nenhum corpo é encontrado e ambos são dados como mortos.

África, o lar dos Majinis

Em sua visita à África, Chris Redfield acaba descobrindo que Jill estava viva. O que antes era uma missão de combate aos Majinis, humanos infectados com uma variação das Plagas, acabou se tornando uma missão de resgate. Ele logo descobre que Jill, agora loira e de pele mais clara, sofreu uma lavagem cerebral e se tornou uma espécie de braço direito de Wesker, sendo inclusive tão forte e ágil quanto o vilão.

Samus, digo, Jill em Resident Evil 5

Chris e Sheva Alomar, um dos Membros da BSAA e sua parceira na África, descobrem que Jill é controlada por Wesker a partir de um dispositivo acoplado em seu peito. Em uma luta contra Wesker e Jill, Chris e Sheva conseguem, após muito esforço, destruir o dispositivo e libertá-la do controle de Wesker.

Mercenária Revelada

A moça, com o visual apresentado no 3DS Jill foi confirmada pela Capcom como uma das personagens jogáveis em Resident Evil: The Mercenaries 3D, jogo de ação para Nintendo 3DS que traz para o portátil o modo de jogo conhecido como Mercenaries onde os jogadores devem matar o maior número de zumbis dentro de um determinado período de tempo.

A bela moça estrelará, ainda, ao lado de seu eterno parceiro Chris, um outro jogo para 3DS (ainda sem data de lançamento definida) intitulado Resident Evil: Revelations. Ainda sem muitos detalhes, pelo pouco que se sabe a história se passará em um navio e retrará uma das missões da dupla pela BSAA.

Jogos em que Jill Valentine está presente: Resident Evil, Resident Evil 3, Resident Evil REmake, Resident Evil Deadly Silence, Resident Evil: The Umbrella Chronicles, Resident Evil 5


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


  1. Ótimo texto, Rodrigo!
    já joguei RE1, RE3 e RE DS com a Jill. Quero jogar RE REmake e The Umbrella Chronicles agora que tenho Wii.
    Com certeza uma das personagens mais marcantes dos games.

    ResponderExcluir
  2. Rodrigo Estevam S2

    Bom texto rapagão. ;D

    ResponderExcluir
  3. Excelente o texto, Rodrigo! Me senti lendo a biografia da Jill pela forma como você escreveu o texto. Ficou muito bom, parabéns cara!

    ResponderExcluir
  4. Uma das melhores personagens do Resident Evil, só não zerei o jogo com ela no RE1 pq ela era soh vinha com akela faquinha zuada no começo do jogo

    ResponderExcluir
  5. essa jill é muito gostosa
    se eu tivesse do lado dela
    eu nem queria saber de zumbi

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google