Da Space World à E3: A Nintendo e os grandes eventos

É longa a história das grandes feiras e eventos de divulgação do setor de entretenimento eletrônico pelo mundo. Citações não faltam: E3 ,... (por Jaime Ninice em 29/05/2012, via Nintendo Blast)


É longa a história das grandes feiras e eventos de divulgação do setor de entretenimento eletrônico pelo mundo. Citações não faltam: E3, Consumer Electronics Show, Tokyo Game Show, Games Convention, Space World, European Computer Trade Show, Game Developers Conference, dentre outras. Com sua proposta em apresentar as principais novidades; além de reunir em um mesmo local, e no mesmo período, todas as maravilhas tecnológicas que serão lançadas nos próximos meses; as feiras de videogame consistem em eventos importantíssimos da indústria dos games, que permanece em grande ascendência.

A Nintendo sempre esteve presente em inúmeras dessas feiras, apresentando sua marca de qualidade e inovação por onde quer que passasse e dando especial atenção à maior e mais notável dentre todas elas, a E3. Porém, antes do auge desta como feira mundialmente importante, a Big N mantinha uma feira própria, que divulgava suas principais novidades e promovia assuntos mais relevantes ao seu interesse.

Vejamos os principais acontecimentos e períodos marcantes que antecederam essa onda da E3, passando pelos resquícios da Nintendo Space World, até alcançar os melhores momentos da nipônica Nintendo na atual Electronic Entertainment Expo.

A Space World


Pavilhão do Nintendo Space World 2000
Antes mesmo do mundo se render aos encantos da E3, a Nintendo já contava com um espaço reservado para a divulgação de seus produtos e franquias em sua terra natal, com coletivas de imprensa, demonstrações de jogos em uma galeria, e tudo o mais que caracterizava uma grande e animada feira de games.

A Nintendo Space World, Annual Shoshinkai Software Exhibition em seu nome oficial, teve como sede o Centro de Convenções Makuhari Messe, de Tokyo. Apesar do título, não era um evento que deveria ocorrer anualmente, tal com a E3, mas sim de acordo com os interesses da Nintendo, que decidia por vezes realizá-lo em meses como agosto ou novembro.

A Space World, tendo iniciado suas atividades no ano de 1989 e terminado em 2001, era realizada ao longo de 3 dias. No primeiro, aberto somente para pessoas ligadas à imprensa e membros da indústria de games, ocorriam as coletivas e principais anúncios e especificações para o futuro. Já os dias seguintes eram abertos ao público em geral, em forma de uma grande feira, para testar as novidades e principais títulos da empresa, bem como de suas second e third parties.

Linha de jogos do Game Cube na Spaceworld 2000

Linha do Tempo Nintendo Space World:



1991, 24 de abril à 6 de maio – O Super Famicon (SNES) é destaque da feira. Títulos como Final Fantasy IV e The Legend of Zelda: A Link to the Past, projetam brilho nos olhos de milhares de jogadores presentes.

f-zero_gameplay011992, agosto – São anunciados: Super Mario Kart, F-Zero, Tiny Toons, Jungle Wars e Super Mario Paint, que com seu mouse mostra as novas possibilidades do Super Famicon.

1993, agosto – Hiroshi Yamauchi, presidente da Nintendo na época, anuncia o sucessor do SNES, chamado de Project Reality.

1994, 14 de novembro – O então presidente da Nintendo anuncia um novo videogame portátil, o Virtual Boy, com especificações e futuros lançamentos. O antes Project Reality ganha agora um novo nome: Ultra 64.

1995, 22-24 de novembro – São apresentadas as primeiras imagens de jogos do agora oficial Nintendo 64. Entre eles: Super Mario 64, The Legend of Zelda 64, Super Mario Kart R, Star Fox 64, Pilotwings 64, GoldenEye 007 e Wave Race 64.

Nintendo Spaceworld '961996, 24-26 de novembro – Muitos títulos são apresentados, 17 para Game Boy, 24 para SNES e 35 para o Nintendo 64, dentre eles os famosos Star Fox 64 e Blast Corps. São mostrados vídeos de jogos como GoldenEye 007, Yoshi's Island 64, Mother 3 e The Legend of Zelda: Ocarina of Time.

1997, 21-23 de novembro – O acessório 64 DD é mais especificado, além de novas aparições de acessórios, agora para o Game Boy, como o Game Boy Camera e o Transfer Pak. Super Mario RPG 2, Pokémon Snap e Pokémon Stadium são os primeiros títulos prometidos para rodarem com a ajuda do leitor óptico 64DD.

1999, agosto - Confirmados os lançamentos para o 64 DD, entre eles: F-Zero X Expansion Set; Japan Pro Golf Tour 64; Paint Studio (Mario Artist & Camera); SimCity 64.

zeldacube2_640w2000, 24-26 de agosto – Revelação oficial do novo sistema portátil da Nintendo, o Game Boy Advance, com seus 32 bits, muitas cores, e alta performance de processamento que lançaram um novo “olhar” para os títulos de videogame que um portátil poderia gerar. Também foi a época em que a tão comentadada cena da batalha entre Link e Ganondorf foi apresentada, mostrando o poder do Game Cube (ainda nomeado Project Dolphin). Dentre outras surpresas estão os vídeos de Super Mario 128 e da volta de Samus, em sua nova empreitada, com gráficos 3D, pela Retro Studios.

2001, 23-26 de agosto – São revelados vídeos de Super Mario Sunshine e The Legend of Zelda (“Cartoonizado”), sendo este criticado pelos jogadores mais saudosistas da série. Uma boa dose de títulos são mostrados para os atuais GC e GBA, como Super Smash Bros. Melee, Sonic Adventure 2, Pikmin, Star Fox Adventures: Dinossaur Planet, Metroid Prime, dentre outros.

A história da E3


Hall de entrada da E3 2010
A principal feira do entretenimento eletrônico, Electronic Entertainment Expo, ou simplesmente E3, teve seu início em 1995, de 11 a 13 de maio no Los Angeles Convention Center - localizado numa das mais importantes cidades dos Estados Unidos no campo cultural e de negócios. Ela foi organizada pela Interactive Digital Software Association, no ano que coincidiu com o lançamento de uma nova geração de consoles, dentre eles o Sega Saturn, PlayStation, Virtual Boy e Nintendo Ultra 64.

A E3 veio com o propósito de atrair a mídia especializada e os principais produtores e desenvolvedores, para ser o principal palco de anúncios de cunho internacional das grandes empresas do entretenimento eletrônico. Costumava ser realizada na terceira semana do mês de Maio e englobava aproximadamente 5 dias, entre coletivas de imprensa, anúncios fechados, festas, além da própria feira, onde os visitantes poderiam testar as principais novidades que as empresas disponibilizavam para serem lançadas nos próximos meses, ou anos.

A estande da Nintendo na E3 2004. Nostalgia e muita diversão pode ser sentida aqui!
O formato da feira estabelece um padrão: geralmente nos 2 primeiros dias ocorrem as coletivas de imprensa, em que as grandes produtoras realizam um discurso, falando de suas principais metas, conquistas e esperanças, apresentando ao público as suas principais novidades. Nos 3 dias seguintes acontecem os gloriosos dias de feira propriamente dita, com muitas filas, pessoas famosas andando para lá e para cá, muitas mulheres diversamente vestidas, jornalistas do mundo inteiro e uma biblioteca enorme de jogos que serão lançados, para serem testados. Uma verdadeira maratona!
 
Miyamoto com o Game Cube na E3 2002
Após o sucesso da feira em sua primeira edição, e com a confirmação para o próximo ano, a E3 se estabeleceu como o principal palco de revelação pelas empresas, de seus games, ao mundo. Grandes anúncios eram esperados para serem mostrados anualmente na E3, e isto acabou criando toda uma estrutura de programação, tanto para jornalistas como para a indústria em si.

Com o crescimento do mercado, a E3 se tornou cada vez mais importante. Em 2005 a feira é transmitida pela primeira vez ao vivo pelo canal especializado G4. E a partir daí ganha mais prestígio e reconhecimento, tornando-se matéria obrigatória nos principais programas, revistas especializadas e na internet.

E3 Media and Business Summit e sua queda do formato


Após a E3 2006, representantes anunciaram uma mudança no formato da feira para algo considerado mais “profissional”. Muitas pessoas conseguiam embarcar na E3 de alguma forma, mesmo sem estarem devidamente no meio jornalístico ou serem relevantes para a feira, ocasionando um desfoque. Assim, tornou-se válida a ideia, mesmo sem muita aprovação, de transformar a grande E3 numa feira menor, em que apenas um grupo ainda mais seleto de convidados pertencentes à indústria e à imprensa poderia ir.


E3 2007, o início do fracasso
A E3 Media and Business Summit passou a ocorrer em 2007 e 2008, para desespero de muitos. Agora, sem uma data precisamente definida e em diversos pontos distantes uns dos outros, ocorriam diversas coletivas ao mesmo tempo em variados hotéis de Santa Mônica, no estado da Califórnia. A feira estava situada no Banker Hangar, com um espaço total inferior a dos grandes estandes de produtoras do evento anterior, revelando-se um local vazio e pouco atrativo. Tudo ao mesmo tempo, ainda sem as booth babes e demais atrações que as feiras do modelo antigo proporcionavam. Um caos total. Essa nova feira acabou não sendo proveitosa para nenhuma das partes e foi muito criticada por todos, com manifestos e descasos das produtoras. 

Manifestantes querem a antiga E3 de volta
E é aí que entrou a “Entertainment for All Expo” ou “E for All”. Realizada no Los Angeles Convention Center, mesmo palco das E3 anteriores, a E for All era uma feira que tinha por característica ser aberta ao público, para que pudessem sentir um pouco do que é estar numa E3 dos moldes antigos, além de se ser um protesto à mudança de foco da ”nova E3”.

Realizada em meados de outubro, a E for All, não apresentava tantas novidades. As empresas procuravam outras feiras importantes para realizar seus principais anúncios. Porém, serviu de incentivo para que a E3 que conhecíamos voltasse a acontecer, como principal palco dos anúncios mais recentes do planeta.

Reconquista do poder

Logo em 2009, a E3 volta a ser lançada nos mesmos moldes que conhecíamos até 2006, voltando com toda a estrutura do Los Angeles Convention Center e, pelo pouco período de afastamento que teve, logo volta a se tornar a mais importante do segmento atual de feiras de videogames.

Conferência de imprensa na E3 2011 em comemoração aos 25 anos da série The Legend of Zelda
Grande parte deste sucesso da E3 deve-se principalmente aos shows das principais produtoras em seus eventos, tal como a revelação do novo Zelda em moldes adultos e dos alardes dos principais consoles que surgiam geração após geração.

Tudo isto fez com que a expectativa por uma nova E3 aumentasse a cada ano. Com as maiores novidades esperadas, correrias ininterruptas, a concorrência desenfreada e milhares de títulos sendo constantemente atualizados, junto da revelação de suas datas de lançamento.
nintendo2 e32011
A E3 hoje se revela como a principal “copa do mundo” para todos que são ligados nas principais novidades e revelações do mundo tecnológico. Por ela passam as mais diversas empresas do entretenimento eletrônico. Todas sempre guardando ao máximo possível, a revelação de suas principais novidades para o setor, neste palco super importante e reconhecido, regado a muitas surpresas e diversões como é a grande E3.

As Festinhas


Preparações para a festa da Namco Bandai na E3
Durante a E3, algumas empresas realizam seus eventos particulares, em comemoração a tudo que ocorreu na coletiva de imprensa; como anúncios, receptividade do público, sucessos; com direito a bandas de Rock famosas, muitos drinks, além de um contato mais despojado entre as pessoas da área e membros desenvolvedores, artistas, designers, atores, dubladores etc.

Quem acompanha as E3s desde um bom tempo sabe, esta é uma das melhores formas de ver aquele desenvolvedor famoso e bater um bom papo entre uma correria e outra. Tirar muitas fotos, além de entrevistas, contatos, anúncios reservados e muita “tietagem”. As festas da E3 têm o poder de proporcionar uma forma a mais de distração dentro desse universo de dimensões gigantes, que é o mundo do entretenimento eletrônico.

Booth Babes

E o que falar das Nintendetes, ops, gatas da E3? Aqui estão todas, não só as da Nintendo, como também de diversas outras produtoras, todas esbanjando simpatia, com vestimentas das empresas, de personagens cosplayers, enfim, tudo contribuindo para uma melhor receptividade dos visitantes.
galeria1188e2388fd1b66a1dfd1e2e3addae1f06 
Será que dá mesmo pra prestar atenção em tantos títulos e novidades com tantas mulheres numa mistura caótica e desproporcional como é a E3? A resposta nós não sabemos, mas tudo leva a crer que pelas fotos, muita gente sai extremamente feliz de lá após ver tanta “novidade”.

Nintendo World

Após longos anos, a Nintendo retorna com um evento nos mesmos moldes de sua antiga Space World, agora realizado no início do ano e com um nome similar: o Nintendo World (não confundam com a famosa megastore norte-americana, ou talvez com a publicação brasileira oficial da Nintendo). O evento teve suas aparições em 2006 e também em 2011, e utiliza o mesmo Centro de Convenções Makuhari Messe - também palco da Tokyo Game Show - contando com atrações internas à empresa nipônica, com demonstrações, vídeos e muitas atrações para os seus mais variados fãs nintendistas.

The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D na Nintendo World 2011

E3 em Números

  • Completa 20 anos (em 2014) de existência desde sua primeira aparição, em 1995;
  • Pessoas de mais de 100 países participam da feira atualmente;
  • Cerca de 200 empresas exibirão seus produtos para os próximos 12 meses;
  • Um espaço de 67.000 m² de feira, realizada no Los Angeles Convention Center;
  • 35.000 monitores por todo o galpão do Centro de Convenções, em 2011;
  • De 1 a 9 milhões de dólares gastos pelos participantes aos espaços dentro da feira;
  • Mais de 40.000 visitantes por ano, entre eles estão: distribuidores, desenvolvedores, publicadoras, mídia especializada, membros da indústria, além de celebridades.
Los Angeles Convention Center durante a E3 2005

Linha do tempo da Nintendo na história da E3:


1995 – Revelado o Projeto Ultra 64. Chega o Virtual Boy, que durou pouco mais de um ano. A Nintendo mostra o Q-sound, um controle para SNES com dois alto-falantes estéreo. Anunciados: Chrono Trigger, Donkey Kong Country 2, Killer Instinct, EarthBound, Dracula X, Parodius e Donkey Kong Land.

1996 – O Game Boy Pocket é divulgado, 32% mais leve que o original. Foram mostradas demos jogáveis de Super Mario 64, Wave Race, Pilotwings 64 e Star Wars: Shadow of the Empire. A Epic Games apresenta a Unreal Engine.

1997 – É dado maior foco ao Nintendo 64 e sua inovação. Títulos novos como GoldenEye 007 e Banjo Kazooie, além de demonstrações das capacidades do aparelho com F-Zero 64 e avanços no novo Zelda, despertam o fato para o poderio do console.

Rare1998 – A feira é tomada pelos monstrinhos de bolso da Nintendo ao serem mostrados os primeiros Pokémon para Game Boy, Red e Blue, febre instantânea. A Nintendo revela o nome verdadeiro de seu novo Zelda, este que viria a se tornar o melhor jogo de todos os tempos, The Legend of Zelda: Ocarina of Time. A Rare se consolida como uma das principais e inovadoras desenvolvedoras para a Big N, com Perfect Dark.

1999 – Project Dolphin é anunciado, o sucessor do Nintendo 64 agora não usará mais cartuchos, fato que tanto comprometeu o N64. Anunciados para o N64: Donkey Kong 64, Jet Force Gemini, Mario Golf, Excitebike 64, Resident Evil 2, Hybrid Heaven, etc. Bons títulos que agradaram e muito a legião de nintendistas sedentos por novidades.

2000 – O Nintendo 64 ainda anunciava seus títulos como: Banjo Tooie, Perfect Dark, Conker’s Bad fur Day, The Legend of Zelda: Majora’s Mask, Excitebike 64 e Paper Mario.

2001 – A Nintendo revela a sua linha de títulos iniciais para o Game Cube, dentre eles estão: Luigi’s Mansion, Pikmin, Wave Race: Blue Storm, Super Smash Bros. Melee, Eternal Darkness e Star Fox Adventures.

Metroid Prime (Game Cube)2002 – O trio da Nintendo está disponível para testes: Super Mario Sunshine, The Legend of Zelda: The Wind Waker e Metroid Prime. Entre outros sucessos estão: Star Fox Adventures, Mario Party 4, Resident Evil 0, Eternal Darkness e Animal Crossing. Já para o GBA são anunciados grandes títulos como Metroid Fusion, Golden Sun 2 e Megaman Zero. São revelados alguns acessórios para o GBA, dentre eles o Nintendo Game Cube Adapter e o e-Reader.

2003 – Mais uma E3 recheada de jogos. Mario Kart: Double Dash, Pikmin 2, F-Zero GX, The Legend of Zelda: Four Swords Adventures, Soul Calibur 2, Viewtiful Joe, Sonic Heroes, Prince of Persia e Resident Evil 4. Para o Game Boy Advance: Pokémon Ruby e Sapphire, Boktai e Metroid: Zero Mission, dentre os mais famosos.

2004 – O novo The Legend of Zelda é mostrado num surpreendente vídeo, com gráficos super-realistas, emocionando o público. Outra grande aparição é a do Nintendo DS, o novo e revolucionário portátil da empresa.

Reggie mostra ao público o Game Boy Micro, novo integrante da família Advance2005 – A Nintendo revela, junto de suas concorrentes, o próximo console de mesa em sua nova geração, o Revolution. O Game Boy Micro é anunciado e com ele, muitos jogos novos: Fire Emblem: The Sacred Stones, Mario Tennis Advance e Pokémon Emerald. Para DS são anunciados: Metroid Prime Hunters, Nintendogs, Mario Kart DS, Electroplankton, Trace Memory, Mario e Luigi 2, Animal Crossing DS, Kirby Canvas Curse, New Super Mario Bros., Meteos e Trauma Center: Under the Knife. The Legend of Zelda Twilight Princess está mais que atrasado e agora, realmente perto de seu lançamento.

2006 – O então Nintendo Wii impressiona com sua nova forma de jogar. São anunciados para ele: uma versão de The Legend of Zelda: Twilight Princess, Metroid Prime 3: Corruption, Red Steel, Rayman Raving Rabbids, Fire Emblem: Radiant Dawn, Excite Truck, Disaster: Day of Crisis, Super Mario Galaxy e Super Smash Bros. Brawl. Para o DS são anunciados Elit Beat Agents, Diddy Kong Racing DS, Mega man ZX e The Legend of Zelda: Phantom Hourglass.

Balance Board e Miyamoto2007 – A Nintendo se concentra nos periféricos: sobe ao palco a Balance Board com o game Wii Fit, o Wii Zapper, que virá também acompanhado de Link’s Crossbow Training em um pacote especial, além do volante que acompanhará Mario Kart Wii, com seus multiplayers online. Super Smash Bros. Brawl está prestes a ser lançado.

2008 – O Wii Motion Plus é anunciado um dia antes do evento. Dentre outros acessórios estão o WiiSpeak e o Wii Keyboard. Entre os títulos de destaque estão: Wii Music, Animal Crossing: City Folk, The Conduit, Sonic Unleashed, Mad World, Tomb Raider Underworld, Pokémon Platinum, GTA: Chinatown Wars e Castlevania: Order of Eclesia.

2009 – New Super Mario Wii é anunciado e jogado ao vivo no telão da conferência. Wii Sports Resort é anunciado com a utilização do Motion Plus. O acessório, agora mais bem definido mostra atuações em um novo Zelda. O DSi é a grande novidade da feira, e a lista de games para DS segue: Kingdom Hearts 358/2 Days, Mario and Luigi: Bowser’s Inside Story e Golden Sun. Para o Wii são revelados: Super Mario Galaxy 2, Metroid Other M, Final Fantasy Crystal Chronicles: The Crystal Bearers, Wii Fit Plus.

workershangb2010 – Lideram as consagradas franquias retrô: GoldenEye 007 e Donkey Kong Country Returns, ambos para o Wii, são anunciados, além de Sonic Colors, Disney Epic Mickey e Kirby’s Epic Yarn, para delírio geral do público. O DS recebe alguns ótimos jogos também como: Okamiden, Golden Sun Dark Dawn, Professor Layton and the Unwound Future, Final Fantasy IV: The Four Heroes of Light e Super Scribblenauts. O Nintendo 3DS é revelado, e sua lista de lançamentos surpreende: Super Street Fighter IV 3D Edition, Kid Icarus: Uprising, Kingdom Hearts 3D, Metal Gear Solid 3: Snake Eater 3D, Assassin’s Creed: Lost Legacy e Resident Evil: Revelations, além de títulos da própria Nintendo, como: Mario Kart 3D, Animal Crossing e releituras em 3D de Star Fox 64 e The Legend of Zelda: Ocarina of Time.

2011 – Novos títulos reforçam a biblioteca do 3DS, como Luigi’s Mansion 2 e Super Mario (3D Land). O Wii U, primeiro console da oitava geração é anunciado, com gráficos em HD e forte apoio das Third Parties!
Revisão: Lucas Oliveira e Sérgio Oliveira

Jaime Ninice é cravista, formado pela UFRJ, e mestre em música na mesma instituição. Sua paixão por games, eventos e revistas o levou a escrever e revisar artigos desde 2010 no @Blast. Hoje é redator das publicações impressas sobre retrogames WarpZone.me


Disqus
Facebook
Google