Blast from the Past

Blast from the Past: Sword of Mana (GBA)

Um mundo mágico, reprimido por um lorde maligno e uma dupla de amigos que anseia por vingança. Este é o tema de Sword of Mana , RPG de ação ... (por Farley Santos em 13/02/2013, via Nintendo Blast)

Um mundo mágico, reprimido por um lorde maligno e uma dupla de amigos que anseia por vingança. Este é o tema de Sword of Mana, RPG de ação desenvolvido pela Brownie Brown e Square Enix para GBA. O game, que é um remake do primeiro título da série Mana, conta com jogabilidade variada, simples e divertida, sem esquecer de dar destaque a nuances do gênero como níveis e progressão de habilidades. Relembre um dos destaques do GBA a seguir.

Uma jornada por vingança

Um jovem rapaz sempre revive seu terrível passado através de pesadelos. Nestes terríveis sonhos, ele lembra com detalhes o momento do assassinato de seus pais. Dark Lord, o soberano do reino de Granz, é o culpado por destruir a infância do rapaz. Após presenciar a morte de seus pais, o garoto foi tomado prisioneiro e se torna escravo de Dark Lord. Em outra parte do mundo, uma garota tem sonhos parecidos: sua vida também foi destruída pela ganância do monarca de Granz. A menina era amiga do garoto, entretanto ela conseguiu fugir de Dark Lord.

A dupla de heróis
Muitos anos depois o destino acaba unindo a dupla de amigos. O rapaz consegue fugir de sua prisão e por acaso reencontra sua amiga. Ambos decidem juntar suas forças a fim de derrotar Dark Lord e seus aliados, em um puro ato de vingança. Os dois descobrem que para alcançar seus objetivos eles precisarão de uma arma mágica: a lendária Espada da Mana. Sendo assim, eles partem em uma jornada em busca do artefato. Pelo caminho eles vão descobrindo as reais intenções de Dark Lord, que pretende encontrar a Árvore da Mana, a fonte de magia do mundo, e usar seu poder para fins nefastos.


O renascer de um clássico

Sword of Mana é um remake melhorado de Final Fantasy Adventure (GB), primeiro jogo da série Mana. O game original de GameBoy tinha o nome Final Fantasy por questões de marketing, mas devido suas características únicas, a série foi renomeada nos títulos seguintes. Nesta aventura o jogador tem total controle sobre o personagem e o combate acontece em tempo real. Os inimigos são derrotados através de ataques com armas ou magia. Dois protagonistas, um garoto e uma garota, podem ser escolhidos no início do game. O fundo da trama é idêntico para ambos, mas conta com algumas cenas diferentes de acordo com o personagem selecionado.


A arma inicial depende do herói que for escolhido: espada para o garoto, cajado para a moça. Conforme avançam pela aventura, eles recebem novos equipamentos - como machados, lanças e luvas. Cada arma conta com atributos específicos, cabe ao jogador escolher com sabedoria o melhor armamento para explorar as fraquezas dos inimigos. A magia funciona de forma parecida, representando os elementos da natureza como fogo e água. Equipar armas e feitiços é uma ação feita com frequência em Sword of Mana. Felizmente o game conta com o menu em forma de anel, recurso tradicional da série Mana, o que torna fácil e rápida a troca de equipamentos.


Muitas novidades foram incluídas no remake, vindas de outros títulos da série Mana. De Seiken Densetsu 3 (SNES) veio o sistema de classes: ao subir de nível, o personagem escolhe uma classe, que provê bônus em certos atributos. Faça escolhas corretas e profissões mais avançadas estarão disponíveis. Já a possibilidade de forjar e melhorar equipamentos, assim como o plantio de itens, foi herdado de Legend of Mana (PS). Estes recursos oferecem mais variedade à jogabilidade, mesmo que implementados de maneira simplificada. Infelizmente o game não conta com o modo multiplayer presente em seus antecessores.


Adaptações e popularidade

Por ser baseado em Final Fantasy Adventure, Sword of Mana passou por algumas adaptações para melhor se adequar à serie. Um exemplo foi a substituição do meio de transporte à distância: saem os chocobos, entram os canhões. Algumas criaturas e referências também foram atualizadas, sendo um exemplo a inclusão de personagens recorrentes como o mercador Niccolo, o anão ferreiro Watts e o monstro-mascote Rabite. A trilha sonora continuou a cargo de Kenji Ito, compositor da música de Final Fantasy Adventure, e conta com os temas clássicos retrabalhados, além de apresentar também novas canções.


Aproveitando a popularidade da série no Japão, a Square Enix lançou uma versão especial do GBA SP, intitulada "Mana Blue". O pacote incluía o console, o game e uma bolsa exclusiva. A trama do título também chegou a ser adaptada para um mangá e dois pequenos romances.


Em busca da espada sagrada

Contando com belos gráficos, música acima da média e uma longa aventura, Sword of Mana é sempre lembrado quando o assunto se refere a quais são os melhores RPGs de GBA. Por ter sido baseado em um game simples como Final Fantasy Adventure, Sword of Mana conta com alguns pequenos problemas, como história simplória e jogabilidade repetitiva. Entretanto a Brownie Brown fez um ótimo trabalho na atualização do jogo ao incluir várias novidades. E vocês, tiveram a oportunidade de jogá-lo? Recomendam?

Revisão: Samuel Coelho


é brasiliense e gosta de explorar games indie e títulos obscuros. Fã de Yoko Shimomura, Yuzo Koshiro e Masashi Hamauzu, é apreciador de boardgames, game music, fotografia e livros. Pode ser encontrado nas redes sociais por meio do nick FaruSantos.

Comentários

Google
Disqus
Facebook


  1. Jogaaaaaaaaaaaaaaço
    Um dos melhores RPGs de todos os tempos
    Recomendo muito

    ResponderExcluir
  2. Excelente jogo. O original é tão bom que o jogador nem lembra que está jogando num hardware mais limitado, com o Game Boy.
    Esse remake conseguiu trazer toda essa qualidade e ainda melhorar vários aspectos, trazendos ótimos gráficos e bela trilha sonora.
    A jogabilidade ficou ótima com a inclusão dos elementais, clássicos na série.
    Muito divertido.

    ResponderExcluir