Hands-on

Gameplay e entrevista: Sonic Lost World (Wii U) mostra o seu potencial e nós contamos os detalhes

Desde que foi anunciado como um dos três títulos exclusivos da franquia Sonic a serem lançados nos consoles da Nintendo (os outros dois... (por Jaime Ninice em 13/07/2013, via Nintendo Blast)


Desde que foi anunciado como um dos três títulos exclusivos da franquia Sonic a serem lançados nos consoles da Nintendo (os outros dois são: "Mario & Sonic at the Sochi 2014 Olympic Winter Games" e um jogo ainda secreto), Sonic Lost World é a esperança que todos têm da série retornar aos seus momentos de glória. Não só por isso, mas também pelo título mostrar um mundo caracterizado pelas mecânicas que tanto deram certo no passado e que prometem crescer ainda mais nas telas e consoles da atual geração.

Dando uma volta pelos planetas

Uma das características de Sonic Lost World que mais chamam a atenção é que ele tem aquela pegada circular dos planetas, a mesma que foi utilizada nos jogos da série Super Mario Galaxy, e utiliza estes mesmos elementos em seus estágios. Outras funcionalidades do passado também estão presentes, como a visualização de cenários em perspectiva 2D, a coleta de argolas e a derrota de inimigos enfileirados até o término da fase, no menor tempo possível.


Correr e correr em busca do melhor ranking é sua missão aqui e você poderá utilizar-se de muitos loopings, molas, boosters e outros recursos da série que voltaram com tudo neste game. O modo frenético de ser, acompanhado de rápidas explorações e perspicazes atuações para “limpar” os caminhos por onde se passa, também estão entre as características do jogo.

O fator velocidade vs linearidade

Acredito que um dos maiores contras da série é sua linearidade e a forma como este fator não foi bem aproveitado em títulos passados. Pois bem, além de ser um ponto negativo, ela é também uma de suas maiores qualidades aqui, pois além de agilizar a velocidade com que completamos as fases, também estimula a busca pelas melhores posições no ranking.

No game, testamos fases emblemáticas do universo Sonic, representadas com gráficos belos e um clima de ação veloz, muito parecido com o que vimos na série Adventure, mas com um gostinho de novidade no ar. Enfim, chegou a hora de mais uma vez torcermos para que os bons tempos voltem com mais um jogo esperto do ouriço azul da SEGA. E você, acha que este game vai vingar?


Após jogar o game, durante a E3 2013, fizemos também uma mini entrevista com Aaron Webber, Gerente Associado de Marketing da Sega. Perguntamos a ele sobre as semelhanças com outros games da série e propostas de exclusividade com a Nintendo.


Revisão: Alan Murilo e Samuel Coelho
Edição de vídeo: Pablo Montenegro
Tradução e Legendas: Bruno Seixas e Samuel Coelho
Capa: Felipe Araújo

é cravista e mestre em música pela UFRJ. Sua paixão por games, eventos e revistas o levou a escrever e revisar artigos desde 2010. Hoje, além de participar do Nintendo Blast, é redator das publicações impressas sobre retrogames WarpZone. Pode ser encontrado no Twitter.

Comentários

Google
Disqus
Facebook


  1. Estou gostando muito do que está sendo mostrado até o momento. Forte candidato a compra. Acho que uma estratégia inteligente de fazer o WiiU vender seria a Nintendo patrocinar o lançamento de novos jogos de personagens clássicos. Já pensou num Megaman exclusivo do WiiU, aproveitando tudo o que gamepad pode oferecer? Ou um Toejam and Earl? Ou um Alex Kidd?

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz em ver que parece que Sonic voltou a ter seu espaço no mundo dos games. Parece que desde 2010 com Sonic Colors e Sonic 4 a Sega voltou a acertar com o ouriço. Será uma compra certa quando eu comprar um Wii U.

    ResponderExcluir