Perfil

Kass, o simpático bardo de Zelda: Breath of the Wild (Wii U/Switch)

Um misterioso Rito que conhece bem as lendas de Hyrule.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild eleva o conceito de liberdade nos jogos eletrônicos para um patamar nunca visto antes. E dentro de um game, onde o nosso herói é livre e nós podemos fazer praticamente tudo, seria difícil imaginar que outro personagem desse universo conseguisse transparecer a liberdade que Hyrule oferece tão bem quanto o próprio Link. Mas, esse ser existe, ele é Kass, o bardo.

Promessa é dívida

Kass é um bardo da raça dos rito, que possui uma bela família em Rito Village, mas decide deixar o seu lar e partir desbravando a selvagem Hyrule com o nobre objetivo de cumprir uma antiga promessa que fez ao seu mestre. Constantemente , Kass demonstra preocupação para com a sua família, e diz sentir saudades de casa. Também é comum ouvi-lo comentando sobre o seu antigo mestre, dentre uma ou outra canção.
Para toda grande bela família, existe sempre um intruso que se sente parte dela...

Música sem fronteiras

Para cumprir sua promessa, Kass tem que explorar todas as áreas de Hyrule e aprender as músicas e lendas antigas de cada região que visitar. Seu instrumento é o acordeão, que emite um som único no jogo. A melodia de Kass anuncia a sua presença muito antes de nós conseguirmos enxergá-lo e sempre é reconfortante saber que no meio de uma terra entregue ao caos, nós não estamos sozinhos. Quando menos se espera, Kass aparece para nos contar uma lenda e agraciar nossos ouvidos com sua bela música.
Faça chuva ou faça sol, Kass estará lá para tornar tudo melhor

Por Hyrule!

Por mais que Kass seja motivado pela promessa que fez ao seu mestre, suas ações têm consequências diretas no destino de Hyrule e ele tem plena consciência disso. Sempre que o Rito aparece ele apresenta uma canção que serve como pista para que Link possa encontrar um shrine escondido, e sem essa ajuda o herói jamais conseguiria passar por todos os desafios.

Além disso, Kass também tem uma canção que fala sobre o que aconteceu há 10 mil anos, na primeira aparição do Calamity Ganon. E uma vez que Kass tenha o conhecimento do passado, e sabe o que está acontecendo no presente, nada mais justo que ele faça a sua parte para que suas filhas possam ter uma Hyrule melhor para se viver no futuro.
A expressão de quem tem sorte de não ser o herói...Tudo por Hyrule!

Livre como um passarinho...

O aspecto mais importante de Kass é a sua liberdade. Muitos dizem que não existe nada mais libertador do que a música. Outros pregam que liberdade mesmo seria ter o poder de voar. Kass reúne esses dois aspectos formidavelmente e os utiliza muito bem, viajando para vários lugares perigosos, e nos apresentando as lendas e mitos em formato de música. 

O bardo também esconde muitos segredos. Conforme vamos avançando no jogo, Link vai recuperado as suas memórias perdidas, e Kass vai revelando o seu passado. Quando nós descobrimos a verdadeira história do Rito e a de seu mestre, percebemos o quanto o ressurgimento de Calamity Ganon afetou toda a vida em Hyrule  e o quanto a conexão de Link e Zelda é importante. Tudo isso graças a Kass, o simpático bardo de Breath of the Wild.
Kass, você esqueceu o seu acordeão...

A trilha sonora do acordeão...

O acordeão é um instrumento musical de teclas, e tem muita importância na musica brasileira. No sul, é popularmente conhecido como gaita, no nordeste como sanfona e é bastante utilizado na musica regional dessas duas áreas do país. Sendo, inclusive, um dos principais instrumentos do ritmo forró.

Quando eu percebi o destaque que esse instrumento tinha no jogo, fiquei fascinado, era algo completamente novo e maravilhoso. A trilha sonora do game tem como base principal o piano, algo inédito para a franquia, e só algumas músicas contemplam o acordeão de Kass, outras possuem uma versão tocada apenas no acordeão. Sendo bem sincero, a versão da música The Hero's Theme tocada pelo bardo é uma das coisas mais lindas que eu já ouvi na vida.


Algumas curiosidades...

Das profundezas do oceano, para as mais altas nuvens...


A raça dos Rito foi apresentada em The Legend of Zelda: Wind Waker, a ideia é que eles são a evolução natural da raça dos Zora, uma vez que toda a Hyrule foi tomada pelos oceanos. Em The Legend of Zelda: Breath of the Wild nós temos essas duas raças coexistindo, e não sabemos se de, alguma forma, os Rito ainda são uma evolução dos Zora.

Na franquia, também é muito recorrente o uso do mesmo traço para personagens diferentes, ou até mesmo a utilização dos mesmos personagens em eras distintas. Como exemplo nós temos o Beedle, que aparece em seis jogos da série, sempre com a mesma aparência/função. Kass não marcou presença em nenhum outro jogo, ele é um totalmente novo, mas eu torço para que não caia no esquecimento (não é mesmo Capitão Linebeck?) e que ele possa estar nos próximos títulos. Portando, é claro, o seu acordeão.

Arte: zerochan
Arte: zerochan

Revisão: Vinícius Veloso
Pedro Henrique escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook