Desenhos de Super Mario dispunham de liberdade criativa por parte da Nintendo, afirma roteirista

Roteirista relata que adicionar elementos que não estavam presentes nos jogos era visto com muita tranquilidade pela Nintendo durante o desenvolvimento da animação.


Você pode até não saber, mas entre o final dos anos de 1980 e início de 1990 o encanador bigodudo mais famoso do mundo dos games possuía uma série de desenhos animados, por assim dizer, bem peculiares. Eram eles: The Super Mario Bros. Super Show, The Adventures of Super Mario Bros 3 e Super Mario World. E diante de todas as controvérsias envolvendo essa aposta bem inusitada da Nintendo, uma curiosidade relacionada às animações foi divulgada recentemente.


Segundo Phil Harnage (roteirista dos desenhos da série), em entrevista cedida ao portal Eurogamer, apesar de sempre exigir antecipadamente o material para revisão e consequente aprovação, a Nintendo era relativamente liberal em permitir novos elementos que não estavam presentes nos jogos da franquia:
"Era pra ser diferente dos jogos, mas deveria possuir todos os elementos familiares, como, por exemplo, a presença dos goombas, da flor de fogo, etc, mas eles eram meio liberais em permitir que fizéssemos coisas que nunca antes haviam estado nos jogos, e não houve nenhum impedimento nesse sentido. Eu acho que eles gostaram quando colocamos o Mario no oeste selvagem, no futuro e debaixo d'água. Nosso objetivo era sempre pegar um conto de fadas familiar, uma lenda ou algo que as crianças já conheciam, e assim construíamos um episódio em torno dessas obras, tornando-as muito divertidas".
Se você não sabia da existência dessas séries animadas, ou quer recordar um pouco dessa história, pode conferir, no vídeo abaixo, um dos episódios de The Adventures of Super Mario Bros 3, que chegou a ser dublado e exibido no Brasil. Confira:


Fonte: Eurogamer
Iuri Patias escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook