Super Smash Bros. Invitational 2018: conheça os detalhes do campeonato que acontece na E3

Saiba tudo sobre o torneio de Smash Bros para Switch que promete chacoalhar o palco da E3 deste ano.


A apresentação da E3 da Nintendo vem prometendo muitas novidades aos fãs de videogames, mas no meio de todas elas, a mais aguardada pelo público é, definitivamente, a apresentação do novo título da franquia Super Smash Bros. para o Switch. A Nintendo, que não é boba nem nada, percebeu a enorme expectativa dos fãs e anunciou a mais nova edição do Super Smash Bros. Invitational.
O Super Smash Bros. Invitational é um torneio organizado pela própria Nintendo no qual participantes, geralmente jogadores profissionais da cena competitiva, são convidados para jogar e demonstrar o novo título da franquia Smash Bros. para o público.

Como era de se esperar, todos os fãs estão indo a loucura com as expectativas sobre o torneio, afinal, esta será a primeira vez que o Super Smash Bros. do Switch será jogado e assistido ao vivo pelo mundo inteiro. Se você não está empolgado com o evento, fique tranquilo, porque nós estamos te convidando a entrar conosco no trem do hype com esta matéria especial sobre tudo que o Super Smash Bros. Invitational 2018 vai oferecer.

Relembrando a primeira edição do evento

Há quatro anos atrás, a primeira edição do Super Smash Bros. Invitational pegou muitos nintendistas de surpresa. Os espectadores estavam apenas esperando ver uma simples apresentação do gameplay do Super Smash Bros. For WiiU, mas acabaram sendo surpreendidos por algo ainda melhor. Embarcando na onda crescente dos E-Sports, a Nintendo apostou no futuro competitivo da franquia e organizou um campeonato inteiro rodado no novo título durante sua apresentação da E3.

Nem é preciso falar que todos os fãs tiveram suas expectativas elevadas ao máximo graças a oportunidade de presenciar os jogadores profissionais mais famosos da série Smash se digladiando em busca da vitória no primeiro torneio oficial de Smash Bros. realizado pela Nintendo na história.

Além de lutas empolgantes, os espectadores do campeonato também tiveram a sorte de presenciar um dos momentos que ficarão na história da conferência e até mesmo, quem sabe, dos jogos de luta. O coração de todos os nintendistas treme só de lembrar daquele momento em que o Megaman pegou a Smash Ball e soltou seu golpe final. O lance foi protagonizado pelo jogador “HugS” e, graças ao acompanhamento de uma narração incrível, acabou se tornando um dos momentos de excitação mais simbólicos e icônicos que os fãs dos jogos de luta e do robozinho azul já tiveram. Confira por si só:


O evento das estrelas (e das celebridades também)

Apesar de se focar principalmente no torneio, o Smash Invitational de 2014 também dava um tempo para os jogadores e o público relaxarem um pouco por meio de eventos e show-matches especiais. O mini-torneio dos “favoritos da galera” apresentava as partidas mais descontraídas, já que reunia os jogadores que já haviam sido eliminados para competir em uma espécie de “torneio de consolação”.

No entanto, o principal evento extra era o confronto das celebridades. Sim! A Nintendo teve a brilhante, e esquisita, ideia de chamar grandes celebridades para jogar uma partida das estrelas, no maior estilo All-Star Match da NBA. Em 2014, os participantes foram Zelda Willians, filha de Robin Willians; Stephen Lunsphord, ator do seriado “Kamen Rider Dragon Knight”; Keegan Allen, ator do seriado “Pretty Little Liars” e Erin Sanders, atriz do seriado infanto-juvenil “Zoey 101”. É bem provável que a Nintendo refaça este evento com novos participantes este ano, mas até agora não se sabe nada de quem será chamado. E vocês? Quais celebridades vocês acham que a Nintendo deve chamar para jogar este ano? Eu continuo sonhando que o Tom Holland vai aparecer detonando lá.

Provável formato da competição

Não se sabe ainda como serão as regras da próxima edição do Smash Invitational, mas isso não impede que especulações circulem por toda a Internet. Muitos fãs acreditam que a repetição das normas do primeiro torneio talvez seja o formato mais provável a ser adotado. Por isto, vamos analisar as regras do campeonato de 2014 e disseca-las para ver se realmente a Nintendo deve reutiliza-las.
  • Antes do campeonato de 2014 começar, os jogadores eram atribuídos a um personagem de forma aleatória, se tornando inabilitados de selecionar qualquer outro personagem fora o que havia sido determinado para ele no início do torneio. Esta regra, embora pareça divertida à primeira vista, pode ser desconfortável para muitos jogadores que estão ali. Cada um entra no palco querendo dar o seu melhor contra seus adversários, mas são impedidos e “limitados” por causa de uma regra boba que a Nintendo poderia facilmente tirar nesta edição.
  • Todas as partidas, com exceção da grande final, eram realizadas no modo Free-for-All, no qual 4 jogadores lutavam livremente, cada um com quatro estoques de vida. Essa modalidade dificilmente vai ser reusada, porque provavelmente o desenrolar do torneio será inteiramente em confrontos um contra um.
  • Os estágios eram aleatórios em todas as partidas até a final, onde a disputa acontecia no estágio “Battlefield”. No campeonato deste ano qualquer alternativa é possível, mas caso a Nintendo queira apostar na competitividade do jogo como E-Sport, ela certamente irá permitir apenas estágios considerados “justos”, como a “Final Destination” ou até mesmo a própria “Battlefield”.
  • A taxa de aparição dos itens era “medium” no primeiro round, mas nas próximas etapas a taxa abaixava para o “low” até chegar na grande final, no qual os itens eram desligados completamente. Assim como a regra de cima, tudo depende do objetivo comercial da Nintendo sobre o jogo.
  • O tempo máximo de uma luta era de 5 minutos, por razões de logísticas com as outras atrações da Nintendo. A única exceção a regra era, de novo, a grande final que tinha 8 minutos (uma referência partidas competitivas de Super Smash Bros. Melee  do Gamecube). Provavelmente a Nintendo seguirá pelo mesmo caminho do campeonato de 2014, já que dificilmente o tempo acaba fazendo tanta diferença assim nas partidas.
  • Cada abate realizado em cima de um inimigo contava como +1 ponto e cada morte contava como -1 para o jogador respectivo. Deste jeito, os dois jogadores que terminassem a luta com o maior saldo de pontuação avançariam para a próxima fase. As condições de vitória na edição deste ano dependem da modalidade escolhida. Se for Free-for-all de novo, continuaremos com essas regras, mas se for um contra um, o vitorioso será aquele que acabar com os estoques do oponente primeiro.

Jogadores convidados:

Por meio de um vídeo em seu canal do Youtube, a Nintendo introduziu os jogadores que seriam chamados para a segunda edição da competição. No total, apenas 9 foram convidados, sendo que apenas o atual campeão do torneio, “ZeRo”, jogou a primeira edição do Smash Invitational.

Embora a exclusão de alguns jogadores profissionais extremamente populares, como o “Mew2King” ou o “Etika”, tenham proporcionado alguns descontentamentos na comunidade competitiva de Smash, a maioria dos fãs ainda estão excitados com o torneio e prometem encher o palco para acompanhar o espetáculo.

Para ajudar na familiarização com todos os participantes do evento, preparamos fichas contendo dados detalhados de cada um deles. Confira abaixo:

Rafael “MKLeo” Gonzáles


País: Mexico - Jogo principal: Super Smash Bros. For WiiU - Personagens principais: Marth e Cloud.

MKLeo ganhou seu primeiro campeonato de Smash For WiiU com apenas 15 anos graças ao seu estilo agressivo e, ao mesmo tempo, estratégico de jogar. Por conta das suas ótimas performances, o mexicano foi o responsável por elevar e reconhecer Marth como um dos personagens mais fortes de Smash 4. Sempre no topo dos campeonatos individuais, MKLeo também faz sucesso nas partidas em duplas e, junto de seu amigo “Javi”, eles são considerados a melhor dupla da história na modalidade Doubles do Smash 4. A combinação dos dois dominou a cena por muito tempo e, até hoje, sempre são figurinhas carimbadas no pódio dos torneios de duplas.

Gonzalo “ZeRo” Barrios


País: Chile – Jogo principal: Super Smash Bros. For WiiU – Personagens principais: Diddy Kong, Captain Falcon e Cloud.

ZeRo é, para muitos, o maior jogador da história do Smash For WiiU. Desde a primeira demonstração jogável do jogo, lá em 2014 no primeiro Smash Invitational, ZeRo já estava para garantir o caneco. O chileno mudou completamente o metagame competitivo do jogo com seu temido Diddy Kong. A dominação dele foi tanta que durante o seu auge ele detinha um incrível recorde de 56 partidas sem perder. Nos últimos anos, porém, ZeRo perdeu um pouco a vontade de jogar e começou a ter resultados mais modestos, até que no início deste ano ele anunciou que se aposentaria definitivamente dos torneios de Smash 4 para focar em sua vida pessoal. Mas este não era o fim da lenda do chileno, pois ele prometeu que voltaria a jogar competitivamente com todas as suas forças quando o novo Smash do Switch fosse lançado. Desde então, o atual campeão do torneio vem treinando quase todos os dias para o aguardado Invitational. ZeRo quer provar que, definitivamente, merece ser considerado o favorito a levar o caneco do torneio da Nintendo.

Adam “Armada” Lindgren



País: Suécia – Jogo principal: Super Smash Bros. Melee – Personagens principais: Fox e Peach.

Atual melhor jogador do mundo de Super Smash Bros. Melee, Armada, junto com o seu rival “Mango”, são os únicos participantes convidados para o Invitational 2018 que fazem parte do seleto grupo de jogadores elite denominado pelos fãs como “Os cinco deuses do Melee”. Armada é considerado por muitos o mais técnico, balanceado e consistente da história do competitivo. Apresentando um jogo de punição e edge-guarding quase perfeito, o sueco ainda é dono de uma mentalidade inabalável e calculadamente fria. Todos os oponentes de Armada tremem, particularmente, quando ele está no controle do seu lutador favorito, a princesa Peach. Os mesmos elogios a Armada na modalidade individual também servem para a modalidade de duplas, na qual ele exerce um império surpreendentemente ainda maior, principalmente quando está jogando junto com “Mew2King”, outro “Deus do melee”.

Yuta “Abadango” Kawamura



País: Japão – Jogo principal: Super Smash Bros For WiiU – Personagens principais: Bayonetta e Mewtwo.

Abadango entra na competição prometendo ter uma massiva torcida vinda do leste, já que ele é o único asiático convidado para o Smash Invitational 2018. O japonês é considerado o melhor Mewtwo do mundo e uma das melhores Bayonettas do Japão, mas isto está longe de significar que Abadango joga apenas com estes dois personagens. O jogador tem um histórico de surpreender e “counterar” os seus oponentes, graças ao arsenal vasto de personagens que ele consegue jogar em alto nível. Além dos dois já comentados, Abadango é um exímio jogador de Rosalina, Meta Knight, Pac-Man, Megaman, Wario e Diddy Kong.

Justin “Plup” McGrath


País: Estados Unidos – Jogo principal: Super Smash Bros. Melee – Personagens principais: Sheik e Fox.

Plup é conhecido na comunidade competitiva de Melee como um dos “Assassinos de deuses”. Título, este, que recebeu dos fãs depois de se tornar o segundo jogador da história a derrotar todos os “deuses do Melee” em uma série melhor de 5. O americano é, na opinião de muitos, dono do melhor Sheik do mundo, além de apresentar um Fox que também não deixa nada a desejar. No passado, Plup já obteve resultados sensacionais com personagens considerados “fracos” pela comunidade, o que o levou a ganhar o título de melhor jogador de Samus e Luigi do mundo. Suas performances nos torneios de duplas também são bem acima da média e sempre garantem para a dupla um bom lugar no pódio.

Ramin “Mr. R” Delshad


País: Holanda – Jogo principal: Super Smash Bros. For WiiU – Personagens principais: Sheik e Cloud.

Mr. R é indiscutivelmente o melhor jogador de Smash 4 da europa inteira e um dos melhores Sheiks do mundo. O império do holandês no antigo continente é tão impressionante que até hoje ele só perdeu apenas um torneio disputado na Europa. Junto com o jogador “VoiD”, Mr. R foi um dos principais responsáveis pela popularização competitiva do personagem Sheik em Smash 4, já que ambos praticamente “moldaram” e aperfeiçoaram a nova forma de se jogar com o personagem no título. Além disso tudo, o holandês também era um dos melhores do mundo quando competia em Super Smash Bros. Brawl (Wii).

José “Lucky” Aldama


País: Estados Unidos – Jogo principal: Super Smash Bros. Melee – Personagens principais: Fox.

Nascido na California, Lucky é um dos principais jogadores da costa oeste dos Estados Unidos e, apesar de raramente frequentar os pódios, sempre está presente entre os 25 melhores colocados em todos os campeonatos que participa. Lucky surgiu na cena competitiva jogando na modalidade doubles com seu grande amigo e estrela do jogo “Mango”. Os dois mantêm uma amizade bem forte e juntos formam uma das melhores duplas da história do competitivo de Melee. Apesar da instabilidade na modalidade individual, Lucky sempre é uma pedreira para os adversários que enfrenta e constantemente arranca resultados impressionantes.

Joseph “Mango” Marquez


País: Estados Unidos – Jogo principal: Super Smash Bros. Melee – Personagens principais: Fox e Falco.

Mango é um dos maiores e mais dominantes jogadores de Super Smash Bros. Melee da história. Considerado um dos “cinco deuses” do jogo, o americano ficou conhecido por sua capacidade de jogar com vários personagens em altíssimo nível, porém é impossível negar que os momentos em que Mango mais brilha acontecem quando ele está jogando com um dos personagens de Star Fox. A maestria inigualável de Mango com Falco e Fox principais razões para ele se tornar um dos únicos jogadores a conquistar o troféu da EVO na modalidade singles mais de uma vez. A participação do melhor e mais temido jogador de Falco do mundo no Smash Invitational 2018 é um dos assuntos mais polêmicos do campeonato, já que ele ficou bem famoso por ser alcoólatra e ter um histórico de comportamentos imaturos. Características, estas, que a Nintendo não gosta de utilizar para representar a sua “marca”.

Revisão: Vinícius Fernandes
Rhuan Bastos Rodrigues é um estudante de jornalismo que sonha em poder noticiar o anúncio de Half-Life 3. Apaixonado por jogos e pela Nintendo desde criança, também ama esportes e pretende escrever um livro sobre o assunto no futuro. É capaz de colocar todos os episódios de Neon Genesis Evangelion em um abrigo anti-nuclear apenas para nunca correr o risco de esquecer eles. Pode ser encontrado endeusando a Capcom no Facebook, Steam e Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook