Top 10

Captain Toad: Treasure Tracker (3DS) e as fases que melhor usam o efeito 3D

No 3DS, o game possui gráficos em 3D estereoscópico, que além de mostrar novas perspectivas, funcionam de forma útil e trazem um charme extra para a aventura.


Quando a Nintendo começou a anunciar ports de jogos de Wii U para o Switch, Captain Toad: Treasure Tracker era um dos mais pedidos. Realmente não demorou muito para ele chegar ao console, mas o que realmente surpreendeu a todos foi uma versão do game para o pequeno 3DS. Ainda mais surpreendente foi o enorme carinho que o console portátil recebeu o jogo, principalmente na bela apresentação gráfica, uso de funções da plataforma e claro, o 3D estereoscópico.

Com um dos melhores usos do efeito que o console foi capaz de proporcionar, Treasure Tracker se torna ainda mais agradável se jogado com o 3D ligado a todo tempo. Algumas fases se destacam durante a jornada e é sobre elas que irei falar. Vale lembrar que a funcionalidade só está presente se vista diretamente na tela do aparelho e as imagens mostradas aqui são representações em 2D das mesmas.

Como esperado, spoilers surgirão pelo caminho. Caso não tenha jogado e queira guardar as surpresas do jogo, recomendo interromper a leitura, curtir o game e voltar aqui depois.

10 - Touchstone Trouble


Os blocos azuis e rosas desse estágio se movem ao toque na tela inferior. Rotacionar toda a estrutura é essencial e o 3D ajuda a entender o posicionamento de itens e das plataformas que se mexem. Não é difícil conseguir a estrela final, mas se perde um bom tempo tentando coletar os diamantes. Procure completar a fase com o menor número de toques possível e não se esqueça de coletar as moedas escondidas para acumular vidas que serão necessárias na jornada que está apenas começando.

09 - Double Cherry Palace 


As cerejas foram apresentadas em Super Mario 3D World. O poder delas se resume a multiplicar nossos queridos heróis e assim passamos a controlar várias réplicas ao mesmo tempo. Aqui, guiar os dois Toads pelo labirinto é essencial não só para chegar ao final mas para conseguir os diamantes. O 3D ajuda a enxergar melhor a distância entre nosso personagem e algumas passagens que apresentam profundidade. Sem o efeito ligado, alguns desses caminhos podem não aparecer de forma tão óbvia, portanto toda ajuda é pouca. Achar os diamantes aqui é um bom desafio e não deixe de coletar todas as moedas pelo caminho para uma satisfação extra ao concluir o estágio.

08 - Spinwheel Library


Algo que o game do pequeno cogumelo faz muito bem é brincar com as perspectivas. O efeito 3D casou perfeitamente com esse estágio que muda a forma que olhamos para o cenário com frequência. Se aqui o 3D não ajuda tanto no jogo, ele consegue criar brincadeiras visuais divertidas, como passear de ponta cabeça pelas estantes cheias de livros para encontrar os diamantes. E não se precipite em coletar a estrela assim que achar os diamantes, algo dourado está muito bem escondido e precisa ser achado.

07 - The King of Pyropuff Peak


O primeiro chefe do jogo é um show a parte. As animações fluidas e suaves, os efeitos de partículas, as texturas, tudo é incrivelmente bonito e nos faz achar que não existe diferença nenhuma entre a versão do 3DS com a do Wii U e Switch. Desligar o efeito estereoscópico aqui chega a ser um pecado de tanto que realça a beleza da fase. Ele ajuda também a desviar com precisão das poças de lava que o dragão joga no nosso amigo, sendo mais uma vez utilizado de forma ativa no game. Tem poucas moedas nas fases, então não vai se arrepender de coletar todas elas, certo?

06 - Bizarre Doors of Boo Mansion


Desde que os assustadores e divertidos fantasmas Boo entraram na série Super Mario, as fases onde estão presentes causam aquele nó na nossa cabeça e em Captain Toad isso não poderia ser diferente. A perspectiva extra do efeito 3D ajuda a lidar não só com os pálidos inimigos mas com os Goombas que perseguem o protagonista. Posicionar as portas bizarras que lhe colocam em locais diferentes ao entrar fica mais fácil com a alavanca do 3D no máximo. Tente passar com o menor número de toques nas portas para um desafio extra.

05 - Stumper Sneakaround


No segundo livro passamos a controlar a companheira Toadette. As mecânicas são as mesmas, mas a dificuldade começa a subir. Nessa fase o efeito 3D é importantíssimo para saber a exata distância da heroína em relação aos inimigos, principalmente os que tentam empurrá-la para fora da estrutura. Saber onde subir e descer é crucial e a profundidade é muito bem-vinda. Cuidado com as plantas piranhas que lhe atacam e não exite em pular nelas para eliminá-las. Me agradeça pela dica depois.

04 - Spinwheel Bullet Bill Base


Definir se um ataque está vindo de um ponto mais alto ou mais baixo é essencial nesse longo estágio. Rotacionar as válvulas no momento certo para que os Bullet Bill acertem o alvo que você deseja e não seu personagem é a chave para chegar ao final. Estudar a profundidade extra fornecida pelo 3D do console se transforma em mais um dos quebra-cabeças do jogo. Não deixe nenhum dos cantos passar despercebido do seu olhar, um auxílio dourado pode estar mais perto que você imagina.

03 - Floaty Fun Water Park


Chegar a estrela final nesta belíssima fase com momentos aquáticos não requer muito da ajuda do modo 3D da tela do 3DS, porém, concluir todos os objetivos exige cálculos e movimentos precisos. Saber onde cair e em qual momento é fundamental, ainda mais com os vários Goombas relaxando nas piscinas desse parque aquático. Mas não se engane, eles podem parecer inofensivos enquanto curtem um momento de folga mas não perderão tempo em lhe perseguir ao se aproximar. Devolva o carinho eliminando todos.

02 - Clear Pipe Puzzlepeak


Uma das novidades de Super Mario 3D World eram os canos transparentes. Pela primeira vez na franquia conseguimos visualizar o que acontecia dentro deles enquanto nossos heróis estavam passando. A revelação foi a de que nada demais realmente acontecia, mas era curioso e divertido. Em Captain Toad os canos não ficaram de fora, e se tornaram belíssimos no efeito 3D, principalmente no labirinto que formam nesse estágio. Use e abuse da rotação e planeje bem seus movimentos antes de executá-los para evitar dar de cara com inimigos e espinhos. Moedas estão espalhadas e digamos que não é perda de tempo ir em busca delas.

01 - Battle Tower Blitz


As batalhas contra os chefes do game são responsáveis pelos melhores momentos e claro, os melhores usos do 3D. A luta derradeira contra a ave vilã do game é antecipada por uma escalada emocionante a uma torre cheia de armadilhas e perigos. Atravessar os caminhos tortuosos com o 3D estereoscópico se torna mais preciso e divertido. Com a ajuda da profundidade extra também se torna mais eficiente a batalha contra a inimiga final. E lembre-se: moedas estão ali para serem coletadas, não é mesmo?

Menção Honrosa - Fases bônus de Super Mario Odyssey


Uma das atrações das versões de 3DS e Switch de Captain Toad: Treasure Tracker são as fases inspiradas no sucesso Super Mario Odyssey. Diferente dos bônus de Wii U, que eram representações exatas das fases de Super Mario 3D World, adaptadas para o capitão percorrer, as novas são modificadas e trabalhadas para apresentar um desafio maior e mais interessante. Apenas no 3DS é possível ver a beleza dos reinos New Donk City, Sand, Luncheon e Cascade com novas perspectivas e efeito em 3D. Ter a noção de profundidade perfeita ao escalar os prédios ou atirar nabos em um passeio de trilhos é a experiência definitiva dos cenários bônus.


Além das fases mencionadas, muitas outras fazem bom uso não apenas do efeito 3D, mas de todas as funcionalidades do nosso querido Nintendo 3DS. Com sua tela de toque, controles suaves e microfones prontos para serem assoprados, o console oferece a experiência mais próxima a do original de Wii U e muitas vezes até melhor.

E você, já jogou o game no pequeno aparelho? Já tem suas fases preferidas? Diz pra gente nos comentários qual o estágio mais gostou de jogar nesse divertido game de quebra-cabeças.

Revisão: Vinicius Fernandes
Flavio Maciel escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook