Hollow Knight: Godmaster (Switch) — o capítulo final de um indie extraordinário

O último DLC é (quase) tudo que um fã do gênero poderia pedir.


Não há dúvidas sobre a grandiosidade de Hollow Knight (Switch) e o reconhecimento do esforço dos desenvolvedores em entregar um jogo repleto de detalhes e de características elogiáveis. Como se não bastasse mais de 30 horas de campanha principal, o game possui três DLC, sendo o último lançado gratuitamente em agosto, Godmaster, digno de uma análise mais profunda sobre sua grandiosidade e sobre como os novos desafios ampliaram o mundo de Hollow Knight.

É fundamental salientar que o conteúdo desse especial poderá conter possíveis spoilers do game para os leitores que ainda não jogaram Hollow Knight.

Um guerreiro e um panteão

Antes dessa última versão atualizada, Hollow Knight recebeu dois grandes conteúdos adicionais: The Grimm Troupe e Lifeblood. Ambos disponíveis desde o lançamento para Nintendo Switch, os DLC trouxeram novas missões e extras que expandiram os objetivos do game. Nessa perspectiva, o material utilizado para este especial adiciona ao jogo uma nova perspectiva de batalhas e reencontros com personagens icônicos da série.

Hollow Knight: Godmaster, o novo DLC, apresenta uma série de novas adições ao popular título indie. Porém, antes de qualquer coisa, primeiro é necessário acessá-lo. Esse é um certo impasse que, na minha opinião, atrapalha a divulgação da vastidão do conteúdo extra — visto que muitos jogadores podem não saber desse parcela do jogo. Para se ter ideia, é necessário, primeiramente, uma Simple Key adquirida no Colosseum of Fools de um inseto que vai tentar fugir de você.

Após isso, o jogador deverá ir até o Royale Waterways e encontrar entradas secretas seguindo a oeste até que, enfim, encontre o Junk Pit. Depois de nadar à esquerda através da água, nesta área há grande casulo trancado. Então, a Simple Key é usada para abrir o casulo, recebendo o Godtuner. Por fim, ao usar a Dream Nail, o jogador chegará a Godhome.


Ufa! Após tantos antecedentes, podemos enfim começar a desfrutar do DLC Godmaster. Godhome é a nova área principal na atualização, sendo que é nesta área onde você encontrará os chamados panteões. Os panteões são desafios que envolvem derrotar um certo número de chefes ou inimigos com uma dificuldade alterada em uma sequência. Ao lado de panteões, há uma área chamada Hall of Gods, onde você pode desafiar qualquer chefe presente no game e descobrir alguns segredos.

Requinte de chefes

Caso o jogador não queira participar de panteões, ou talvez não se sinta preparado, existe uma área em Godhome que permite desafiar chefes e "minibosses" individuais. Esta área é muito interessante, uma vez que permite o treinamento específico contra artrópodes que o jogador tem dificuldade e o prepara para os grandes desafios dos panteões — que serão comentados posteriormente.


Além disso, é interessante perceber que Hollow Knight permite a escolha da dificuldade das batalhas, podendo oscilar entre lutas básicas ou com inimigos causando dano duplo. No modo Radiance, por exemplo, o chefe escolhido mata o jogador em apenas um hit, agradando quem gosta de um bom desafio. Assim,derrotar todos os chefes em cada tipo dificuldade desbloqueia a nova entrada no diário das três formas de Void Idol, importante para os jogadores que anseiam pela conclusão perfeita desse Metroidvania.

Novos desafios para uma história recheada

Há um total de cinco panteões para completar em Godmaster que são destravados progressivamente. Além de disponibilizar desafios extremamente árduos, é possível também editar a dificuldade e as exclusões durante as batalhas, incluindo desativar charms e diminuir sua barra de vida. Essa disponibilidade de customizações agrega muito ao fator replay de Hollow Knight, já que o jogador dificilmente terá a mesma experiência contra um chefe ao reduzir seus recursos de ajuda.

Dessa forma, o Panteão do Mestre e o Panteão do Artista são os primeiros panteões em Godhome, em que há um total de 10 inimigos em cada um, incluindo desafios inéditos no final de cada um e monstros já enfrentados durante a campanha de Hollow Knight. Essa sequência de desafios é bem divertida (às vezes estressante) e o jogador tem que derrotar todos os inimigos consecutivamente, visto que você voltará para o início do desafio caso falhe em algum momento.


Uma vez que você tenha todos os chefes derrotados, o terceiro panteão estará disponível para jogar. Essa sequência de batalhas continua até que no panteão final, o Panteão de Hallownest, o jogador encontrará a sequência mais insana do game: são mais de 40 criaturas consecutivas para enfrentar e um final recompensador para os melhores jogadores de Hollow Knight.

Um doce gosto de quero mais

Por fim, é maravilhoso perceber que os desenvolvedores capricharam, e muito, com o conteúdo adicional Hollow Knight: Godmaster. Revisitar todos os bosses encontrados em cada canto desse vasto mundo dos insetos, muitos com a dificuldade elevada, reúne as boas memórias de uma obra prima que, com esse DLC, utiliza desse recurso extra para, enfim, ascender a história de Hallownest que merece ser apreciada até as próximas gerações.



Paulo Vinícius é estudante e apaixonado por games desde seu primeiro contato com Duck Hunt e Ice Climbers do nintendinho em 2002. Fanático por Pokémon e admirador de diversas franquias, reúne seu tempo livre para escrever e tentar colocar suas séries em dia. Está no Facebook e Instagram.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook