Monolith Soft está surpresa com as fortes vendas de Xenoblade Chronicles 2 (Switch) no Ocidente

As vendas do RPG na América e Europa superaram as expectativas do estúdio.



Xenoblade Chronicles 2 é um dos grandes títulos exclusivos disponíveis no Nintendo Switch. E esse aclamado RPG não surpreende apenas os jogadores, até mesmo a Monolith Soft, subsidiária da Nintendo responsável pelo título, está admirada com o desempenho de vendas.


Em recente entrevista ao USgamer, Tetsuya Takahashi, diretor executivo da Monolith Soft, revelou que boa parte do sucesso de Xenoblade Chronicles 2 é devido às suas fortes vendas fora do Japão. Takahashi disse que as vendas do título no Ocidente excederam as expectativas da companhia. "Do ponto de vista de vendas, devo dizer que Xenoblade Chronicles 2 excedeu as minhas expectativas. Nós realmente vimos mais pessoas pegarem o jogo e experimentá-lo nos territórios da América do Norte e Europa do que pensávamos. Ainda é cedo para dizer algo do DLC Torna, mas pelo que vimos no Japão, as vendas do DLC também estão superando as nossas expectativas", revelou Takahashi.

Além disso, o diretor comentou sobre o futuro da série. Ao ser questionado se Xenoblade voltará a um cenário sci-fi como visto em Xenoblade Chronicles X (Wii U), ele indicou que a série poderá explorar um caminho diferente. "Eu sou o tipo de pessoa que fica entendiado com tudo o que eu fiz da última vez. Se a série [Xenoblade Chronicles] continuar, você poderá ver uma terceira opção. Ela pode seguir por um caminho que não tenha ido antes", indicou Takahashi.

Lançado em 1º de dezembro de 2017, Xenoblade Chronicles 2 é um dos exclusivos mais vendidos no Nintendo Switch. Segundo o relatório da Big N, o título vendeu 1,42 milhão de unidades no mundo todo até 30 de junho de 2018.

Alex Sandro de Mattos é formado em Gestão de TI. Entre se aventurar por Hyrule e se perder em Silent Hill, gosta de publicar fatos interessantes e bobagens no Nintendo Blast. Pode ser encontrado jogando games 2D e também no Facebook.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook