Perfil

Blaine, o mestre das charadas e dos Pokémon tipo fogo

Saiba mais sobre a história de um dos líderes de ginásio com mais representações diferentes em toda a franquia.


Conhecido por ser o líder de ginásio da Ilha de Cinnabar, Blaine é um indivíduo de muitas faces. Não apenas no sentido figurado por conta de seu passado misterioso e atrelado à uma outra história bem conhecida e que envolve a criação de um Pokémon geneticamente modificado, mas também no sentido literal, visto que a aparência física do mestre das charadas foi representada de diversas maneiras ao longo dos mais de vinte anos da franquia. Apesar disso, há coisas que são imutáveis: a afinidade com o tipo fogo e sua paixão por charadas e enigmas.

O Mestre das Charadas

Sendo o penúltimo líder de Kanto, aquele que quiser desafiar Blaine terá muito trabalho pela frente. Seu ginásio está costumeiramente fechado e quem quiser uma batalha pela Insígnia do Vulcão terá de vasculhar os destroços da Mansão Pokémon atrás da chave secreta capaz de abrir as portas de seus domínios.

Uma vez dentro, o treinador precisa se mostrar digno o suficiente e responder às inúmeras charadas propostas ao longo do caminho até o salão final onde o líder se encontra.  Uma vez que a batalha tem início, Blaine utiliza seus poderosos Pokémon do tipo Fogo para incinerar seu oponente. Quando derrotado, admite a derrota e, além da insígnia, entrega também o TM que pode conter ou Fire Blast (Red, Blue & Yellow; FireRed & LeafGreen e Let’s Go Eevee & Pikachu) ou Overheat (HeartGold & SoulSilver).

Sendo um povoado que se ergueu sobre um vulcão adormecido, a Ilha de Cinnabar acabou eventualmente sendo vítima de uma erupção e foi completamente destruída. Isso, entretanto, não impediu que Blaine continuasse com suas atividades de líder e aproveitou a situação para esconder ainda mais seu ginásio, escolhendo as Seafoam Islands para ser sua base de operações, como visto em Gold, Silver & Crystal, bem como em seus remakes.

Em Pokémon Let’s Go, seu ginásio sofreu mais uma reformulação. Deixando de ser uma espécie de laboratório secreto recheado de enigmas, o local foi completamente redesenhado para se tornar algo similar a um programa de auditório de perguntas e respostas. O treinador desafiante, contudo, continua precisando responder corretamente às charadas assim como nas versões anteriores— acertando-as, estará mais próximo de seu combate contra o líder.



Blaine, no entanto, é um personagem cuja história vai além das charadas e de seus afazeres como especialista no tipo fogo. Ele também é um cientista que vive na ilha desde antes do Pokémon Lab ser instalado no local. Outro relato acerca de seu passado diz respeito a quando ele se perdeu em uma montanha e seria mais uma vítima de impiedosas condições climáticas quando um lendário pássaro em chamas apareceu durante a noite e o guiou para um lugar seguro.

O envolvimento mais interessante de Blaine, porém, é com Fuji, de quem é amigo. O Criador Pokémon que atualmente habita Lavender Town é constantemente insinuado como o responsável pela criação do Pokémon Mewtwo, de acordo com os registros espalhados pela mansão Pokémon. A proximidade dos dois como cientistas, bem como o trágico destino aparente da Pokémon Mansion em Cinnabar — incendiada — pode indicar que o nosso Mestre das Charadas tem algum dedo na origem do Pokémon número 150.


Com ou sem bigode?

Sendo a evolução estética dos personagens um processo natural para qualquer franquia — principalmente Pokémon — o caso da mutação que a aparência de Blaine passou ao longo do tempo ainda chama a atenção. Embora hoje o personagem tenha se consolidado por ostentar um belo bigode, pela ausência de cabelos e por ter os olhos ocultos pelos óculos escuros, sua concepção original era ligeiramente diferente.

Feita por Ken Sugimori, a arte de Blaine para os Pokémon Red & Green dava ao personagem uma aparência bem mais simples, sendo apenas um senhor careca com cabelo nas laterais. De forma contraditória, o sprite do próprio jogo, por sua vez, chega a ser diferente dessa artwork original, apresentando o líder de ginásio com sua careca completa, óculos escuros e um bigode um pouco mais discreto.

A ilustração oficial para Pokémon Yellow, por sua vez, já traria uma aparência muito mais próxima à atual, apesar de o jogo utilizar o mesmo modelo “de transição” dos títulos originais da primeira geração. Blaine só ostentaria seu visual característico — e levemente caricato — de maneira definitiva primeiramente nas expansões do TCG e, a partir daí, na segunda geração da franquia.


Por conta de Yellow ter sido lançado apenas algumas semanas depois da primeira aparição de Blaine no anime — isso no Japão —, o líder de ginásio de Cinnabar que Ash enfrenta tem um visual baseado na arte original do Sugimori, aquela que não usa óculos e ainda tem (um pouco de) cabelo. Curiosamente, um dos disfarces utilizados pelo personagem na série animada utiliza um bigode e óculos escuros muito parecidos com os que ele exibiria em suas representações seguintes.


O Às do Senhor das Chamas

O anime trouxe outra dúvida a respeito de Blaine: qual é seu Pokémon assinatura? Muitos dos que acompanharam o anime antes de finalmente se aventurarem pelos games certamente se lembrarão da épica batalha entre o desobediente Charizard de Ash contra o poderoso Magmar em uma arena localizada no coração do vulcão de Cinnabar.


É válido ressaltar que, até aquele momento, Blaine nunca tinha tido um Magmar. Mesmo Pokémon Yellow não acompanhou essa mudança no anime, provavelmente pela proximidade do lançamento em relação ao episódio em questão. O líder de ginásio de Cinnabar só passaria a ter um Magmar na segunda geração. Dessa forma, Arcanine é quem assume esse posto de às da equipe, sendo o seu Pokémon no nível mais alto em Red & Blue, bem como Yellow.

Isso também vale para as expansões do TCG. Alinhadas à essa concepção, a carta Blaine’s Arcanine, presente na coleção Gym Heroes, é holográfica e de raridade máxima (simbolizada por uma estrela). Blaine’s Magmar, por sua vez, é um card simples de raridade incomum (simbolizada pelo losango), apenas.



Em Pokémon HeartGold & SoulSilver vislumbraríamos pela primeira vez a que seria a equipe definitiva de vários líderes de ginásio diferentes e, portanto, poderia colocar um fim nesse impasse. De fato, Blaine tem como Pokémon de nível mais alto um Magmortar, aparentemente oficializando a linha evolutiva do Magmar como o seu Pokémon máximo — dessa vez, Arcanine não estava nem no time.

O personagem retornaria para mais uma aparição no torneio de Black & White 2, agora tanto com Arcanine quanto com Magmar, mas ambos no mesmo nível. Quando esse impasse finalmente parecia ter sido encerrado, Pokémon Let’s Go Eevee & Pikachu surgiu. Aqui, Blaine tem um Magmar na equipe. A questão é que ele também tem um Arcanine — e, dessa vez, num nível superior.

Ironicamente, apesar dessa inconsistência a respeito de seu principal combatente, é notável que há um Pokémon de Blaine que está presente em seus times com mais frequência do que os dois supracitados: Rapidash. Essa espécie em questão integra sua equipe em quase todas oportunidades, ficando de fora apenas em uma das duas competições que o seu treinador participa em Black & White 2.

O Rapidash de Blaine também é um Pokémon de destaque no mangá Pokémon Adventures, em que o líder de ginásio é retratado como um cientista que trabalhou para a Equipe Rocket e factualmente participou na criação de Mewtwo a um ponto em que o DNA de ambos é diretamente interligado, sendo o responsável inclusive por capturar o poderoso Pokémon Genético.


Dentre outros Pokémon de fogo que Blaine chegou a comandar ao longo da franquia estão as pré-evoluções de Arcanine e Rapidash — Growlithe e Ponyta — além de recorrentemente ter contado com um Ninetales e um Magcargo.

Além destes, outros nomes de menor destaque estão Torkoal, Camerupt, Houndoom, Flareon, Charizard e Rotom (em sua forma de forno). Os dois Pokémon Stadium chegaram a conferi-lo com certas espécies mais inusitadas, como Clefable, Chansey, Kangaskhan, Tangela, Vileplume, Parasect e até mesmo um Octillery.


Imprevisível como uma Charada

É interessante como as diversas aparições de Blaine ao longo da franquia foram completamente mutáveis e agiram imprevisivelmente. Sua principal característica — ser um mestre dos enigmas — acabou agindo a seu favor nessas constantes indefinições a respeito da sua própria concepção, visto que ela justifica tais inconsistências, que vão desde sua aparência a até seus próprios Pokémon.

Revisão: André Carvalho
João Pedro Boaventura é jornalista formado pelo Mackenzie e pós-graduado em teoria da comunicação (como se isso significasse alguma coisa) pela Cásper Líbero. Não perde a chance de usar conceitos acadêmicos para discutir sobre videogame. Se você realmente gosta das groselhas que ele escreve, pode ler mais um pouco de suas asneiras em seu blog particular.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook