Atelier Lulua: Scion of Arland (Switch) será lançado no Ocidente no dia 21 de maio

RPG focado em alquimia que marca o retorno da subsérie Arland recebeu também seu primeiro trailer em inglês.

A Koei Tecmo anunciou que Atelier Lulua: Scion of Arland será lançado no Ocidente no dia 21 de maio. O RPG é o quarto jogo da subsérie Arland e conta a história de Lulua, filha da protagonista original Rorona. Além do anúncio da data do lançamento do jogo no Switch, a empresa também divulgou o primeiro trailer do título.


O jogo é descrito pela Koei Tecmo da seguinte forma:
Atelier Lulua: Scion of Arland convida os jogadores a assumirem o papel de Elmerulia "Lulua" Frixell, uma jovem aspirante a alquimista que treina sob a tutela da ex-aluna e agora mentora, Piana. Lulua estuda diligentemente para alcançar seu sonho de se tornar uma grande alquimista como sua mãe, Rorolina Frixell; mas durante seu treinamento Lulua descobre um misterioso Codex, despertando um antigo poder que permite a ela desencriptar uma única página - e muito mais mistérios para desvendar. Os jogadores terão que realizar as ações tradicionais do gameplay da série Atelier - coleta, batalha e síntese - para decifrar mais do texto e aprender novos tipos de alquimia.

Lulua viaja para Arland na esperança de melhorar suas habilidades e desvendar os mistérios do Codex. Chegando lá, ela descobre que o ateliê de sua mãe está sendo fechado. Com a ajuda do Codex, Lulua trabalha arduamente para salvar a loja antes que seja tarde demais. Esses são os primeiros passos dela em uma nova aventura recheada de diversão; mal sabe ela que Arland esconde mistérios que ainda não vieram à tona.

Na jornada, jogadores irão encontrar um elenco engajante de companheiros, com alguns rostos familiares na lista, incluindo: a alquimista mais renomada e mãe de Lulua, Rorolina Frixell; a ex-aprendiz de Rorona e alquimista influente, Totooria Helmond; a perspicaz aventura e guardiã de Totori, Mimi Houllier Von Schwarzlang; e o ex-cavaleiro e atual capitão da Guardian Force, Sterkenburg Cranach.
Fonte: Gematsu
Ivanir Ignacchitti é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não esteja com um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook