Super Smash Bros. Ultimate (Switch): Nintendo comenta sobre problemas com Piranha Plant

A empresa afirmou que não conseguiu detectar bugs que corrompem o save do jogo ao lutar com a personagem, mas continuará investigando.


Logo após Super Smash Bros. Ultimate receber Piranha Plant  a primeira lutadora DLC do game — na semana passada, jogadores começaram a relatar que utilizá-la em uma partida no modo All-Star Smash poderia causar o corrompimento do save data do título. Além disso, outras pessoas afirmaram que também passaram por essa situação de formas diferentes, como utilizando o Mii Swordfighter ou Duck Hunt no modo Century Smash. Em meio a toda essa complicação, a Nintendo fez, nesta segunda-feira (04), sua primeira declaração sobre o assunto.


Em nota enviada para a publicação norte-americana Newsweek, a empresa disse que não conseguiu identificar problemas na atualização mais recente do game. Confira o que a Big N afirmou, com tradução do Nintendo Blast:
"Estamos cientes que alguns usuários estão postando sobre possíveis problemas com a última atualização de Super Smash Bros. Ultimate. Após testes extensivos, a Nintendo não foi capaz de confirmar que há um problema, embora continuemos a investigar e a monitorar a situação."
A comunidade de jogadores também continua a analisar o que está causando esses corrompimentos. A mais recente discussão no subreddit de Super Smash Bros. Ultimate questiona se o tipo de cartão SD usado no Nintendo Switch pode ter algo a ver com o bug. Porém, segundo os próprios usuários, os dados são inconclusivos e ainda não deixam de ser especulação.

Fonte: Newsweek

é jornalista, analista de mídias e entusiasta dos games desde que conheceu Pokémon Azul no Game Boy Color quando criança. De lá para cá, dedicou-se a plataformas Nintendo, apesar de se aventurar no Xbox e no PC ocasionalmente. É capaz de demorar anos para zerar um jogo e tem mais games do que consegue jogar. Você pode encontrá-lo no Facebook e, futuramente, em outras redes sociais, quando ele tiver coragem para alimentá-las.

Comentários

Google
Disqus
Facebook