Wargroove (Switch) recebe atualização 1.2.0 com diversas novidades

A produtora Chucklefish mostra que escuta seus fãs e traz uma atualização com muitas melhorias para o game de estratégia.


Pouco mais de um mês depois de seu lançamento no Nintendo Switch, o fantástico jogo de estratégia da Chucklefish recebe sua primeira grande atualização. E não pense que a produtora se contentou em apenas corrigir bugs, a versão 1.2.0 de Wargroove entrega mudanças significativas, como a possibilidade de salvar em meio a uma missão, novas opções de dificuldade e novos mapas para o modo online.


Confira abaixo a enorme lista de novidades da atualização:

Sistema de ponto de verificação:

  • Ao jogar no modo campanha, você pode definir um ponto de verificação em uma missão;
  • Se você for derrotado, poderá tentar novamente a partir do ponto de verificação;
  • Você pode definir um ponto de verificação sempre que quiser, mas só pode ter um ativo de cada vez (o anterior é sobrescrito).

Revisão do sistema de dificuldade:

  • Cinco opções de dificuldade pré-ajustadas: Story, Easy, Medium, Hard (Padrão) e Custom;
  • Dificuldade difícil é o padrão, contendo as regras padrão do jogo. É o único modo em que você pode obter ranking S;
  • Dificuldade média é um pouco mais fácil e ainda permite que você obtenha até 3 estrelas;
  • Fácil limita você em 2 estrelas;
  • História limita você em 1 estrela, e é MUITO fácil.

Multiplayer:

  • Agora você pode adicionar jogadores controlados pelo computador a jogos on-line;
  • Agora há uma mensagem esclarecendo que você deve participar de uma partida se você não tiver nenhuma em progresso;
  • Várias correções para o temporizador do Quick Play;
  • Você não pode mais suspender as partidas do Quick Play e jogar outros jogos nesse meio tempo, já que elas devem ser em tempo real;
  • Sete mapas projetados especificamente para co-op foram adicionados;
  • Correção do problema em que os usuários não conseguiam entrar no modo multijogador on-line;
  • Correção do menu principal não poder ser invocado durante o turno do adversário ou IA.

Melhorias de “qualidade de vida”:

  • O gráfico de eficácia nas telas de informação de unidade e recrutamento foi retrabalhado para ser mais legível e informativo;
  • Ignorar batalhas, capturas e cutscenes agora é muito mais rápido;
  • Exibir os requisitos para atingir o ranking S na tela de visão geral de uma missão;
  • “Sair” foi renomeado para “Suspender” para evitar confusão;
  • Agora você pode ver as equipes na tela de visão geral;
  • Corrigir entrada de texto internacional no Switch;
  • Exibir o menu de seleção do controlador no switch com menos frequência;
  • Adicionada fonte em coreano;
  • Desistir agora destruirá todas as unidades simultaneamente, em vez de uma de cada vez.

Novas opções:

  • Adicionada a opção “Velocidade de Movimento” que permite que você configure todas as unidades para se moverem mais rápido;
  • Adicionada a opção "Confirmar Fim de Turno" para evitar o fim acidental do turno;
  • Adicionada a opção "alcance do dano" para exibir danos mínimos e máximos nas visualizações, em vez de danos médios.

Névoa da Guerra:

  • Aliados agora compartilham visão;
  • Jogadores eliminados ainda podem ver a visão de sua equipe; equipes eliminadas se tornam espectadores;
  • Os espectadores podem ver a visão da equipe atual;
  • Ocultada renda e fundos do inimigo;
  • Não criar efeitos nem mostrar cores de construção dentro da neblina da guerra;
  • Não mostrar batalhas e animações de captura, a menos que pelo menos uma das unidades esteja visível para o jogador atual;
  • Neblina agora se atualiza mais rápido;
  • Correção do erro "sonar" que permitia obter informações extras dentro da neblina;
  • Correção dos aliados serem capazes de mover as unidades umas sobre as outras e ficarem presos.
Ufa! Todas essas mudanças — e diversas outras correções de bugs — podem ser conferidas a partir de hoje em Wargroove no Nintendo Switch.


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook