Dicas e Truques

Pokémon Sword/Shield (Switch): como iniciar bem sua jornada por Galar

Saiba como dar os primeiros passos pela região de Galar com poucos riscos e ao mesmo tempo aproveitar o que o jogo pode lhe oferecer para torná-lo um verdadeiro mestre Pokémon.

Uma semana após o lançamento de Pokémon Sword/Shield, milhares e milhares de treinadores estão passando por essa experiência única. Totalmente diferente dos jogos anteriores, a nova geração dos monstrinhos de bolso recebeu uma dinâmica que desafia até os jogadores mais experientes. Agora, se para quem conhece não tá fácil, pensa naquele que tiveram o contato com a franquia recentemente e ainda não conhecem todos os truques?

Tendo isso em mente, decidimos montar um guia para o começo do jogo, que é a parte, digamos, mais difícil em virtude do fator Wild Area, que balançou o universo Pokémon de uma forma que nenhum outro jogo conseguiu. A seguir, vocês poderão conferir dicas e macetes para se dar bem nesse começo de jogo, que vão desde a escolha do inicial até o terceiro ginásio. Boa leitura a todos!

O primeiro passo - Escolha seu Inicial

Toda grande jornada Pokémon começa da mesma forma: escolhendo o primeiro parceiro que irá nos acompanhar nessa difícil empreitada. Em Pokémon Sword/Shield, temos como opções: Grookey, o macaquinho bagunceiro do tipo GRASS; Scorbunny, o coelhinho serelepe do tipo FIRE e por fim temos Sobble, o camaleão medroso do tipo WATER.
Grookey, Scorbunny e Sobble, nossos primeiros amigos em Galar
Nas novas versões, os três primeiros ginásios possuem os mesmos tipos dos Pokémon iniciais e por isso nenhum deles se sobressai nesse quesito. Portanto, aqui vai puramente do gosto de cada treinador. Como o primeiro ginásio é do tipo GRASS, caso queira começar logo com vantagem, Scorbunny é a melhor escolha para você. Agora, se você não liga para o confronto neutro ou desvantagem, Grookey pode ser uma escolha razoável ao passo que Sobble testará suas habilidades como treinador, pois só terá vantagem no terceiro confronto, quando a equipe terá tomado uma certa forma.

Lembrem-se que, a partir de sua escolha, seu rival Hop irá ficar com o inicial que perde para o seu, enquanto Leon ficará com aquele que possui vantagem, como se precisasse - afinal, ele é “só” o campeão que não perde nunca.

Poupe recursos

Assim como na maioria dos jogos do gênero RPG, no começo da aventura não temos muito dinheiro para gastar com itens, e o pouco que é disponibilizado será gasto com itens de recuperação ou Pokeballs. Sendo assim, evite gastar com peças de roupa ou cortes de cabelo no começo do jogo, pois aquela peça bonita pode ser mais cara do que imagina, acabando completamente com seu dinheiro.

Uma outra sugestão é vender itens encontrados ao longo da Wild Area, como Tiny e Big Mushrooms. Dessa forma, essa grana “extra” pode nos ajudar a comprar itens importantes como Antidote ou Paralyze Heal, que embora sejam menosprezados por muitos treinadores, são de grande valia no começo da jornada, tendo em conta a baixa diversidade de Pokémons, bem como seus golpes aplicarem efeitos indesejados em nossos monstrinhos.
Venda tesouros coletados para juntar PokéDollars

Use o Pokémon Camp

Para muitos um recurso sem sentido ou que será usado apenas uma vez e nunca mais. Contudo, esta é uma funcionalidade muito importante quando estivermos explorando a Wild Area. Assim que montamos nosso acampamento, podemos brincar com nossos Pokémon, aumentando seu nível de felicidade. Logo, os monstrinhos que evoluem considerando este atributo poderão ser obtidos de maneira ágil, como o Riolu, que só evolui para Lucario assim que alcança 221 ou mais nesse quesito.
O ganho pode aumentar se você brincar mais tempo
Recuperação completa!
Acabaram as Potions? Então é hora de preparar aquele Curry saboroso para seus Pokémon, que poderão ter seu HP recuperado por completo dependendo do quão bom for o seu “tompero”. Outro benefício é o ganho, ainda que discreto, de experiência. Para evitar que seu monstrinho seja derrotado e assim perdendo parte da felicidade conquistada ao longo do treinamento, brincando no Pokémon Camp, a quantidade de experiência necessária para avançar ao próximo nível pode ser obtida sem correr tantos riscos.
Acampe com seus monstrinhos enquanto dá uma pausa no treinamento

Exploração na Wild Area

Temos aqui um dos pontos-chave desse começo de jogo: a exploração da Wild Area. Não tem como não parar por alguns momentos e admirar as paisagens presentes. Mas não se deixe enganar: o que é bonito também pode ser perigoso, assim como uma sereia à beira de um lago. Aqui nosso objetivo -  além de sobreviver, claro - é juntar recursos naturais como as berries, que curam condições negativas e recuperam porções pequenas de HP e o melhor, sem termos que pagar. Infelizmente, se formos muito gananciosos, alguns Pokémon poderão acabar com a nossa festa ao roubarem as berries mais importantes, como Sitrus ou Oran.

Passe por cada Den para coletar Watt
Na Wild Area nosso dinheiro “real” não vale nada e com isso temos que juntar a moeda local, chamada de Watt. Para acumular esse recurso, basta passarmos pelos chamados “Pokémon Den” para coletar. Ah, e aqueles com Raid rendem uma quantidade maior do que um que não tenha nenhum Pokémon. Após juntarmos Watt suficientes, poderemos trocar por itens na própria Wild Area - os mais importantes foram adicionados recentemente: são os Technical Records. Seu funcionamento é parecido com os antigos TMs, mais precisamente da quarta geração, ou seja, seu uso é limitado. Usou, acabou. Simples assim. E é claro que golpes como Ice Beam, Thunderbolt, Flamethrower e Earthquake só podem ser obtidos dessa forma. Ainda, há Pokémon que estão envoltos de uma aura amarela e que sendo derrotados ou capturados também rendem um pouco de Watt, além de virem com ao menos três IVs 31, valor máximo de cada atributo e que determina o quão bom seu Pokémon é.
Golpes fortes como Focus Blast estão disponíveis como TRs.
Porém, nem tudo que brilha é ouro. A Wild Area faz jus à sua classificação e Pokémon BEM selvagens podem cruzar nosso caminho. O melhor que podemos fazer nesse momento é nos inspirarmos na frase icônica de um dos personagens mais rápidos do mundo dos quadrinhos: “Run Barry, RUN!”. Não tente enfrentar um Pokémon mais forte, pois isso com certeza não acabará bem. E não pensem que são somente os Pokémon mais evoluídos que podem causar problemas. Alguns Pokémon, mesmo em sua forma base, como o Gastly, podem estar em níveis mais altos logo no começo, sendo  uma verdadeira dor de cabeça.
Pode acreditar, é bem forte mesmo

Montagem da equipe

Após a escolha do Pokémon inicial, teremos que montar uma equipe poderosa e que possa suprir as necessidades do começo da jornada. Aconselhamos a utilização de uma combinação famosa, conhecida como GFW. Não entendeu? A gente explica: em Pokémon nós temos uma classificação para cada combo que o jogo permite fazer. A sigla GFW é a abreviação de GRASS, FIRE e WATER, ou seja, os três tipos dos Pokémon iniciais e também dos três primeiros ginásios. Portanto, nosso primeiro combo será formado de um Pokémon de cada um desses três tipos. As opções são variadas, entretanto, há aquelas que se destacam por serem úteis não só no começo do jogo mas também do meio para o final.

Separamos algumas combinações para cada inicial, levando em consideração os pontos positivos e negativos de cada uma delas, bem como a disponibilidade entre as versões. O que isso quer dizer: montamos uma equipe genérica para cada inicial e uma equipe baseada na sua versão, SWORD ou SHIELD, afinal há Pokémon exclusivos de cada versão e com essa característica. Vejam as equipes:
Equipe Genérica para Grookey - Sizzlipede, Chewtle e Pancham;
Equipe Genérica para Scorbunny - Gossifleur, Chewtle e Pancham;
Equipe Genérica para Sobble - Sizzlipede, Gossifleur e Pancham;

Pokémon Sword

Para você que escolheu a versão Sword, o exclusivo de maior relevância para o começo é o Seedot, pois assim que chegamos ao primeiro ginásio, temos acesso a uma Leaf Stone, podendo evoluir nosso Nuzleaf para Shiftry já no Lv.14. Ainda em Turrfield, local do primeiro ginásio, encontramos o TM.97 - Brutal Swing, um golpe do tipo DARK que irá ajudar e muito nesse começo de jogo. Ainda, seus stats ofensivos são relativamente bons, permitindo que uma combinação mista de golpes possa ser utilizada, maximizando a presença ofensiva do time.

Como opção de Pokémon tipo FIRE recomendamos dois velhos conhecidos de Kanto: Vulpix ou Growlithe. Em Motostoke Riverbank, uma região mais avançada da Wild Area, podemos encontrar uma Fire Stone, ou seja, podemos ter Ninetales ou Arcanine antes do primeiro ginásio. Ainda, com as novas mecânicas de Move Reminder, golpes como Flamethrower e Flare Blitz podem ser ensinados em qualquer Centro Pokémon, nos dando uma vantagem absurda.

Para finalizar o combo, teremos como representante do tipo WATER mais um Pokémon de Kanto. Inclusive, ele já figurou em uma melhor equipe e com certeza estará presente quando lançarmos o melhor time para Pokémon Sword/Shield, aguardem. Estamos falando da serpente marinha mais feroz de todo o universo Pokémon: Gyarados. Com a adição do Exp. Share automático, não teremos problema algum para dar experiência à carpa vermelha. Só deixá-la quietinha em seu “kanto” (essa foi boa vai...) até que o Lv.20 chegue. Para melhorar ainda mais a situação, logo em seguida no Lv.21 o Gyarados aprende Waterfall e pode lembrar em como usar Ice Fang no Centro Pokémon. Simplesmente uma máquina de derrubar Pokémon.

O segundo Pokémon exclusivo dessa versão para compor a equipe é o Farfetch’d, que pode ser encontrado na rota 5, logo após o primeiro ginásio ter sido derrotado. Aqui mesmo já podemos transformá-lo em Sirfetch’d, pois nesta rota também há Wobbuffet, que tem resistência ao tipo FIGHT. Com isso, ao entrarmos em batalha, teremos que causar dano crítico três vezes e como a bola azul tem resistência, mesmo causando mais dano, não correremos o risco de vencer faltando um acerto.

Para melhorar nossa situação, a ave do alho-poró tem 50% de chance de estar equipada com o item Leek, aumentando a possibilidade de um golpe crítico ocorrer também em 50%, ou seja, rapidamente teremos um Pokémon forte e útil, especialmente contra o Team Yell.

Pokémon Shield

A vida de quem escolheu a versão Shield é muito mais fácil. Com apenas dois Pokémon nós conseguimos obter a combinação desejada. Estamos falando do Lotad e sua linha evolutiva que possui dois tipos, GRASS e WATER. Portanto, se sua escolha inicial for o Scorbunny, metade da equipe já está pronta. Assim que chegamos à Wild Area, em Bridge Field, outra região mais avançada, podemos encontrar uma Water Stone e evoluir nosso Lombre já no Lv.14 para Ludicolo. Seu movepool é MUITO melhor que o do Shiftry, pois golpes como Giga Drain, Hydro Pump e Zen Headbutt estão disponíveis para serem lembrados no Centro Pokémon.

Manteremos Vulpix e Growlithe como representantes do tipo FIRE por terem o melhor custo benefício em relação aos demais Pokémon de seu tipo.

Como nessa versão não temos o Farfetch’d, nossa opção para o Pokémon do tipo FIGHT é o Pancham. Não tem nem como comparar os dois em termos de força bruta, parecido com o que acontece entre o Shiftry e o Ludicolo. Mesmo assim, o pandinha é muito útil contra o Team Yell e quando consegue evoluir para o Pangoro, o sucesso é certo.

Vale lembrar que, ao começar com o Grookey por exemplo, não se faz necessário ter o Shiftry ou Ludicolo na equipe, pois a cobertura redundante não potencializa a equipe mas sim a limita. O mesmo vale para os outros iniciais. Contudo, nada nos impede também de não treinar o inicial e termos no time as três opções para cada versão, além do lutador.

Não hesite de participar das Max Raid Battles

Calma, não precisam se assustar. Não estamos falando de uma raid de Butterfree em sua forma Gigantamax. No começo do jogo esses eventos costumam ter uma ou duas estrelas. Com isso, teremos mais chances de vencer, recebendo todos os brindes possíveis, que incluem os doces de experiência e os Technical Records do tipo primário do Pokémon que foi derrotado na raid. Ainda, esses Pokémon estão em níveis um pouco acima do que os que podemos encontrar na grama alta e com isso, podem ser usados a qualquer momento.
Raids de Nincada são ótimas para se participar no começo
Outro brinde que é muito útil são os doces Dynamax, que aumentam a quantidade de HP do monstrinho quando o mesmo passa por essa transformação. Dessa forma, teremos como aguentar mais ataques nos três turnos de duração da forma Dynamax. Aconselhamos aumentar este atributo no Pokémon mais forte de sua equipe (geralmente o Gyarados), obtendo o melhor resultado possível nas batalhas de ginásio e em outras Max Raid Battles.
Ficou com alguma dúvida em relação a algum ponto? Tem uma sugestão melhor para equipe no começo do jogo? Acha que algum outro Pokémon teria lugar no time? Postem nos comentários as considerações de vocês e a equipe utilizada para vencer os três primeiros ginásios para podermos discutir sobre o assunto.
Revisão: Ícaro Sousa

Formado em Sistemas de Informação e atualmente trabalhando com Integração entre Sistemas, Victor Carreta é fã de Pokémon desde os oito anos de idade, quando teve o primeiro contato com a franquia em seu Game Boy Color e desde então, são mais de 20 anos de alegria. Fanático por vídeo-games, gostaria de poder jogar mais tempo do que trabalha. Começou a tomar gosto por escrever quando estava caçando notícias sobre jogos da Nintendo e por acaso, acessou um tal de Nintendo Blast. Enquanto não está escrevendo, pode ser encontrado pela região de Sinnoh, torcendo por um remake dessa geração, que é a melhor de todas.

Comentários

Google
Disqus
Facebook