Nintendo e The Pokémon Company comentam vazamentos de Pokémon Sword/Shield (Switch)

As empresas acusaram site português de ter liberado informações sob embargo sem autorização.


Em uma rara atitude, Nintendo e The Pokémon Company resolveram se manifestar publicamente sobre os vazamentos de informações de Pokémon Sword/Shield (Switch) que ocorreram semanas antes de os jogos serem lançados em novembro do ano passado. As duas empresas afirmaram, em nota enviada ao site VG247 e divulgada nesta terça-feira (11), que um crítico de um site português especializado em Nintendo foi o responsável pela ação.


Confira a íntegra da nota abaixo:
No início de novembro, a Nintendo identificou um número de fotos tiradas de gameplay que revelaram múltiplos Pokémon novos e não anunciados de Pokémon Sword e Pokémon Shield.

Essas fotografias foram postadas online e a Nintendo, junto com a The Pokémon Company, rapidamente identificou a pessoa responsável por esses vazamentos e tomou medida imediata.

Esses Pokémon foram vazados por um crítico do website português FNintendo, que recebeu uma cópia antecipada do jogo para propósitos de análise. Tanto ele quanto FNintendo falharam em lidar com material confidencial, resultando em uma clara quebra do acordo de confidencialidade entre a Nintendo e o veículo de mídia. Como resultado, a Nintendo não irá mais trabalhar com a FNintendo.

A Nintendo sempre irá proteger suas propriedades intelectuais e marcas. Vazamentos prejudicam não só a Nintendo, mas também os milhares de funcionários que trabalham duro para trazer games ao mercado e os milhões de fãs ao redor do mundo que esperam por notícias e surpresas.

Surpreender e encantar jogadores por meio de novas experiências é uma paixão compartilhada pela Nintendo e pela The Pokémon Company. Nós iremos seguir todos os caminhos para preservar surpresas para jogadores de futuros títulos de Pokémon.
O site FNintendo também se manifestou sobre essa declaração, admitindo envolvimento no vazamento, reconhecendo e respeitando a decisão das empresas e se desculpando pelo ocorrido:
Aos nossos leitores,

No início de novembro de 2019, uma série de fotografias de uma tela exibindo imagens de vários Pokémon ainda não anunciados dos jogos Pokémon Sword  e Pokémon Shield foram compartilhadas online. Queremos aproveitar essa oportunidade para admitir abertamente aos nossos leitores que a FNintendo foi responsável pela disseminação online de algumas dessas fotos.

A Nintendo nos ofereceu uma cópia do jogo para fins de análise, com diretrizes claras de embargo, com as quais concordamos. Essa cópia foi enviada para um dos nossos colaboradores, que compartilhou indevidamente as fotografias referidas. Após a investigação, a FNintendo terminou o seu relacionamento com esse colaborador.

O nosso relacionamento com a Nintendo Portugal remonta a 11 anos, mas a nossa parte nesse compartilhamento indevido é uma clara violação do acordo de confidencialidade entre nós e, como resultado, uma total quebra de confiança com a Nintendo.

Reconhecemos que é inadmissível violar as diretrizes de embargo e que não lidamos com os materiais para análise com o cuidado devido. Respeitamos plenamente a decisão da Nintendo de cancelar o contrato de confidencialidade entre as nossas empresas em resultado dessa quebra de confiança e aceitamos que não receberemos mais produtos da Nintendo, nem seremos convidados a participar de seus eventos.

Queremos pedir desculpas à Nintendo e à The Pokémon Company, bem como aos nossos leitores, por decepcioná-los.


Jornalista, analista de mídias e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Facebook e no Instagram (@daniel.skm)

Comentários

Google
Disqus
Facebook