Paper Mario: The Origami King (Switch) - um mergulho no trailer de anúncio

Venha conosco investigar o que podemos encontrar e deduzir através do trailer e imagens publicadas do próximo RPG de papel do Mario.




No dia 14 de maio, fomos surpreendidos com a publicação de um trailer do mais novo Paper Mario: The Origami King, que será o retorno da série de papel para os consoles. O vídeo traz muitas informações quentinhas para nós, ainda mais considerando que esse game foi mantido em segredo por praticamente toda a sua vida de desenvolvimento e seu lançamento ocorrerá em menos de dois meses.


Aproveitando que há relativamente poucas informações passadas pela Nintendo até agora, nós demos uma mergulhada no trailer, frame por frame, para encontrar evidências e pistas do que nos aguarda nesse próximo título. Tudo o que for dito abaixo é uma especulação baseada no vídeo e nas imagens oficiais do jogo que estão disponíveis pela internet.

História

Bem, uma história de Mario que não envolve a nossa amada Princesa Peach não é uma história de Mario, correto? E, apesar de não estar no trailer, há uma foto que mostra Luigi em seu kart entregando a Mario uma carta da princesa do Reino dos Cogumelos.


Nessa foto, vemos que a carta cita o Origami Festival, que parece ser o motivo para Mario reencontrar Peach. A cena aparentemente ocorre na Toad Town, cidade que rodeia o palácio da Princesa e que costuma aparecer nos RPGs do Mario. Aparentemente ela fará um retorno nesse novo game após um longo tempo, pois não a víamos em um título da série desde Paper Mario (N64).

Ao visitar o castelo, chegamos ao início do trailer, no qual uma Peach de origami bastante dura e robótica pergunta a Mario se ele aceitaria se dobrar e aceitar uma nova vida, como ela. Ao negar, um alçapão se abre sobre os pés do encanador e ele vai parar nos calabouços.


A partir daqui e nos baseando na linha do tempo das cenas do trailer, podemos deduzir que Mario encontra Olivia, a personagem que dará os poderes especiais ao nosso encanador nesse jogo. Além disso, vemos também sombras de aliados de Bowser sendo levados pelos Folded Soldiers (Soldados Dobrados), os inimigos de origami. Falando em Bowser, o próprio aparece todo dobradinho preso por um prendedor de roupas, provavelmente atacado pelo antagonista principal do jogo e capturado.


Ao salvar Bowser e Olivia, Mario encontra King Olly, que se mascarava como um Shy Guy amarelo de origami. O vilão voa até o centro do castelo e invoca cinco fitas coloridas que envolvem o local, tomando-o para si.

Gameplay

Se nos basearmos nos jogos da série e na maioria dos jogos do Mario, podemos acreditar que ele terá de visitar as cinco ou mais localidades nas quais a origem de cada uma das fitas gigantes se encontra e vencer um chefão designado para guardá-las.


Temos reforços a essa hipótese no trailer, em uma cena na qual Mario está em um local onde podemos encontrar seis canos com as mesmas cores das fitas que envolvem o castelo. Bem parecido com os canos que ficam nos subterrâneos da Toad Town do Paper Mario do Nintendo 64 ou o portal para a Thousand-Year Door.

Parece que as mecânicas são semelhantes às já estabelecidas na série. Mario pode ser controlado dentro dos limites dos locais onde se encontra, pulando e interagindo com cenários, personagens e inimigos ao longo do caminho. E parece também que a grande sacada desse jogo será a habilidade 1,000-Fold Arms (Mil Braços Dobrados), dois longos braços de origami dobrado que darão a Mario maiores poderes.


Em termos de aplicabilidade, não vimos muitas além da possibilidade de interação com o cenário para resolver os quebra-cabeças que serão postos em nossa frente para seguirmos com a aventura. Há uma atenção especial a essa função, já que aparentemente ela será a única no jogo inteiro, mas não parece que ela terá alguma utilidade nas lutas.

Batalhas

Por falar na mecânica de batalhas, pelo visto elas acontecerão em turnos, como é comum da série - salvo algumas exceções -, mas também encontramos uma novidade: parece que elas ocorrem em um cenário de arena, no qual as linhas no chão se mexem como uma plataforma giratória.

De certa forma, a intenção é dar um senso de estratégia: o jogador deve alinhar os inimigos para que possa causar dano a vários de uma vez. Maiores informações dessa mecânica não foram mostradas, mas acredito que ela vá se assemelhar à ação “Move” de alguns RPGs, na qual o jogador usa um de seus turnos para mexer na posição dos lutadores em batalha.


Em algumas fotos podemos ver Mario com seu martelo, o que pode servir como indicador de que essa mecânica de batalha irá retornar neste título, e junto dela vimos diversas fotos de itens como cogumelos, flores de fogo e gelo e a famigerada estrela. Nenhuma foto os mostra em ação, mas é bem provável que eles voltem nesse jogo também.

A participação de uma platéia nas batalhas ocorre novamente, assim como em Paper Mario do 64 e em Paper Mario: The Thousand-Year Door (NGC). Os personagens comuns da série assistem às batalhas como uma platéia no teatro. Dessa vez, eles acompanham as lutas como espectadores de uma arena sentados em arquibancadas.

Também é possível notar que Mario apresenta um pulo especial quando ataca alguns inimigos. Pode ser que as Badges tenham retornado ao jogo. Para aqueles que não sabem, as Badges são itens que dão poderes exclusivos a Mario, que podem ser ataques com funções únicas, como derrotar ao menos um inimigo se começarmos a batalha atacando, ou aumentar a probabilidade do inimigo errar o ataque.


Essa função foi embora dos jogos da série desde Super Paper Mario (Wii), e não deu mais as caras. Seria bom que ela retornasse, pois era bem divertido caçar as Badges pelo jogo, assim como montar a sua estratégia para usá-las, dependendo do seu avanço no jogo e da evolução dos stats dos personagens.

Parceiros

Uma das coisas mais emblemáticas dos primeiros Paper Marios e que vinha fazendo falta até então era a presença dos amados parceiros de batalha do encanador. São habitantes do Reino dos Cogumelos que ajudam Mario nas batalhas com seus poderes especiais, que servem para ajudar o jogador a avançar nas fases do jogo.


Desde Paper Mario: Sticker Star (3DS) a série não tem mais a mecânica de parceiros, o que se tornou uma decepção para alguns jogadores. Mas tudo indica que eles estão de volta, pois além dos textos nos sites oficiais que endossam essa ideia, algumas cenas dos trailers mostram a presença dos aliados.

Além de Olivia, podemos ver um Bob-Omb, uma das bombinhas do universo Mario, mas essa não tem o pavio na cabeça. Há fotos que mostram um Koopa Troopa, um Magikoopa e também podemos ver o Bowser dobrado acompanhando o encanador. O trailer chinês do jogo apresentou um detalhe interessante: na cena de batalha com os Boos de origami, aparece um Toad na arena com Mario, reagindo aos feitos do jogador.


Esse trailer foi derrubado pela Nintendo e não há mais cenas dessa parte. O que podemos concluir é: ou esse Toad será um dos aliados de Mario durante a história, ou ele participará em batalhas ocasionais em momentos da aventura, pois essa também é uma possibilidade que ocorre nos jogos da série.

Bowser Jr. e outros habitantes do Reino dos Cogumelos também aparecem no trailer, mas nenhum realmente acompanhando Mario em sua jornada além dos comentados posteriormente.

Gráficos e trilha sonora

Em termos gerais, acredito que The Origami King nos apresenta um mundo vasto e bem bonito. As cores estão vivas e a trilha sonora do trailer possui uma sensação épica realmente envolvente. Nesse campo, sabemos que a Nintendo praticamente nunca falha.

Também dá para ver que os cenários serão grandiosos e teremos pelo menos seis mundos diferentes para explorar. Junto disso, vemos que Mario poderá se aventurar de várias formas, como andar em um sapato motorizado, teleféricos, trens e até mesmo gôndolas a la Veneza.


Uma coisa comum nos RPGs, e Paper Mario não é exceção, é a abundância de conteúdo extra escondido nas casinhas dos personagens, nas side quests e com NPCs que, a princípio, não são importantes para a campanha inicial, mas nos quais encontramos ítens especiais e/ou Badges únicas. É bem provável que essa característica se repita, mas não podemos concluir nada antes do jogo ser lançado, não é mesmo?

Bem, essa foi a minha investigada na próxima aventura de papel do Mario. Espero que seja o jogão que o trailer nos apresenta e que possamos sentir a mesma diversão que os primeiros jogos da série nos proporcionaram, já que este é um título que promete voltar às suas raízes.


Paper Mario: The Origami King é um jogo exclusivo para Nintendo Switch que será lançado em 17 de julho de 2020. A Loja Nintendo já está com o jogo em pré-venda.

Revisão: Davi Sousa

Estudante de Sistemas da Informação que gostaria de aprender todas as línguas existentes, mal sabendo lidar com as duas que já fala. Descobriu seu amor pela Nintendo ao conhecer Super Mario 64 e desde então nunca mais largou os cogumelos, karts e rúpias que encontrou em seu caminho.


Disqus
Facebook
Google