Pokémon GO (Mobile): mais de US$ 3,6 bilhões foram gastos no game desde seu lançamento

Brasil é o segundo país com a maior quantidade de downloads do aplicativo.


Nesta segunda-feira (06), o aplicativo Pokémon GO (Mobile) completa quatro anos desde que chegou aos dispositivos móveis em 2016. A empresa de análise de dados de apps, Sensor Tower, divulgou levantamentos que mostram a evolução de gastos dentro do game nesses últimos anos. Segundo a companhia, o jogo já ultrapassa a marca de US$ 3,6 bilhões arrecadados desde seu lançamento.


De acordo com o levantamento, o ano de 2019 bateu recordes de quantidade de gastos mundiais no app, gerando US$ 905 milhões, valor que ultrapassa os US$ 832,5 milhões gastos entre os meses de julho e dezembro de 2016, quando o game era uma febre com pessoas de diferentes idades.

Nos primeiros seis meses de 2020, o game gerou US$ 445,3 milhões, valor que supera os gastos registrados no mesmo período do ano passado. A Sensor Tower ressalta que esse valor foi alcançado mesmo com a pandemia do novo coronavírus obrigando grande parte das pessoas a ficar em casa. A empresa acredita que, com o afrouxamento das medidas de quarentena, Pokémon GO pode apresentar um salto em gastos e superar o recorde de 2019.


A pesquisa também mostra que, nesses quatro anos, a maior parte da renda do jogo veio dos Estados Unidos (perto de US$ 1,3 bilhão ou 35,4% do total acumulado), seguido pelo Japão e pela Alemanha. Usuários de Android gastaram US$ 1,9 bilhão (53,6% do total), enquanto que usuários de iOS gastaram perto de US$ 1,7 bilhão (46,4% do total).

Em termos de quantidade de downloads, os Estados Unidos lideram com 105,2 milhões de downloads únicos. O Brasil fica em segundo lugar, com perto de 63 milhões, e o México em terceiro, com mais de 36 milhões. Dispositivos Android possuem com a maior fatia dos downloads, com mais de 450 milhões. Já dispositivos iOS têm 125,4 milhões de instalações.

Fonte: Sensor Tower

Jornalista, analista de mídias e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Facebook e no Instagram (@daniel.skm)


Disqus
Facebook
Google