Jogamos

Análise: Pokémon Café Mix (Switch/Mobile) é tão fofo quanto, infelizmente, enjoativo

O título mobile baseado nos monstrinhos de bolso tinha tudo para ser uma ótima aposta para jogatinas casuais, mas é apenas um jogo genérico que enjoa rápido.

Preciso confessar que não sou muito fã de jogos mobile, embora goste bastante de Fire Emblem Heroes, mas confesso que até me animei quando Pokémon Café Mix foi anunciado. Desenvolvido pela Genius Sonority e publicado pela Nintendo e The Pokémon Company, o quebra-cabeça tem de tudo para atrair todos os tipos de público: é simpático, colorido e, acima de tudo, é sobre Pokémon – como não se animar com isso? No entanto, minha empolgação logo foi por água abaixo assim que abri o Pokémon Café Mix para experimentá-lo.


Não agrada a todos os paladares

Pokémon Café Mix é claramente desenvolvido para um público-alvo infantil ou para aquelas pessoas que só querem uma distração ocasional. Em suma, é um título bastante casual – e isso o torna repetitivo e enjoativo. Não tiro, claro, o mérito do fator puzzle, porque a proposta é entregue com sucesso, tanto que a dificuldade progride à medida que se avança no jogo, adicionando novas mecânicas e também obstáculos a serem eliminados.

Contudo, não é um quebra-cabeça no estilo match-3 como Pokémon Shuffle (3DS), mas sim um mix, como o próprio nome sugere. Escolhe-se uma das peças (os rostos dos Pokémon) presentes no tabuleiro e é necessário ligá-la a todas as outras iguais ao deslizar o dedo pela tela touchscreen do celular ou do Switch. Durante esse processo, dado que o movimento das peças é livre, embaralham-se as outras.

Olha que coisa linda o Minccino
Existe um número total de movimentos que podem ser feitos por estágio (chamados de Orders), além de objetivos a serem cumpridos para destravar o seguinte. Cada Pokémon tem um poder próprio que pode ser ativado ao encher uma barra de energia localizada no canto inferior esquerdo da tela e alguns itens, disponíveis na lateral direita, também ajudam a fazer o que se pede.

Pokémon Café Mix é bem autoexplicativo e todas as informações são dadas de bandeja (perdoe-me pelo trocadilho) para o jogador. Ao completar os pedidos dos visitantes com sucesso, são ganhos pontos de amizade e Golden Acorns, a moeda virtual do jogo. Quando se obtém o número total de satisfação de um Pokémon cliente, é possível recrutá-lo para a equipe do café e cada monstrinho tem uma habilidade e especialidade próprias que facilitam em determinados estágios.

Minccino garante mais pontuação quando é necessário fazer pratos doces

Falhar em cumprir o que se pede acarreta a perda de um coração. Ao esgotar todos os cinco, é necessário esperar duas horas e meia para que eles sejam restaurados, dado que cada um demora 30 minutos para ficar disponível. E assim segue o jogo, ad infinitum, em uma constante jogatina baseada em tentativa e erro.

Sinceramente, não consegui me manter entretida o suficiente com o Pokémon Café Mix para justificar deixá-lo instalado no Switch e no celular. Tentei jogá-lo por pelo menos uma semana, mas sem sucesso. Enjoa fácil, uma vez que cai no infame “mais do mesmo” e senti que o tempo que investi neste título poderia ser melhor aproveitado com outras atividades – ou até mesmo jogos – que me agradam mais.


Um aviso preocupante

Por ser um mobage (do japonês, contração das palavras mobile e game) gratuito, microtransações estão presentes, tanto na versão de Switch quanto de Android/iOS. Não é necessário comprar pacotes de cash para progredir nos níveis, mas é uma postura predatória se considerarmos como é fácil despertar o desejo de cumprimento de objetivo nos jogadores, especialmente quando falamos de um jogo voltado a crianças.

Tela de aviso que aparece ao abrir o app


Golden Acorns podem ser usados desde para adicionar movimentos extras, em caso de game over, até restaurar corações ou comprar itens auxiliares. E, embora sejam de fácil obtenção durante os níveis iniciais, ao se chegar aos mais avançados, acontece aquilo que todo jogador de mobages teme: como conseguir mais recursos sem investir um centavo? Essa questão nos leva ao problema mencionado no parágrafo anterior.

Os preços de Pokémon Café Mix não são absurdos para a proposta do jogo e existem similares cujo cash é mais caro, como é o caso do próprio Fire Emblem Heroes citado ao início desta matéria. Por mais que existam prêmios de log-in diários e um sistema de recompensas ao completar pequenas missões, usar itens acaba se tornando essencial em alguns níveis e, em um momento ou outro, sua obtenção se torna escassa, sobrando apenas Golden Acorns para suprir essa demanda.

Após jogar algumas fases iniciais, logo é oferecido um pacote promocional de Golden Acorns


Inclusive, é difícil não ficar tentado a comprar pacotes de Golden Acorns quando há a aparição de visitantes especiais por tempo limitado. Além desses Pokémon aparecerem aleatoriamente no seu café, seus pedidos costumam ser desafiadores.

Grátis para jogar, porém...

Ainda é cedo para dizer se as microtransações são uma ameaça à diversão, dado que o jogo foi recém-lançado, mas se pacotes com Pokémon especiais, como o do Sweets Pikachu, continuarem, pode ser que caiamos vítimas desse sistema.

Afinal, como é de praxe, personagens de cash costumam ser mais poderosos do que os regulares quando se trata de certos mobages. Só para traçar um paralelo aqui: em Fire Emblem Heroes também existem pacotes especiais que incluem heróis como brinde, mas eles podem ser conseguidos no próprio jogo por meio de eventos de invocação, ao contrário do Sweets Pikachu, que é uma versão diferenciada do Pikachu regular de Pokémon Café Mix.

Sweets Pikachu não se trata apenas de uma skin diferenciada para o Pikachu regular

Em suma, o jogo não é ruim; pelo contrário, é divertido e colorido, com uma boa apresentação. Porém, não passa de um simples aperitivo, que pode se tornar enjoativo se servido continuamente.

Prós

  • Esteticamente agradável;
  • Autoexplicativo e amigável;
  • Não punitivo em caso de falhas.

Contras

  • Puzzles enjoativos, embora bem elaborados;
  • Possível incentivo à compra de cash para progredir no jogo ou obter Pokémon limitados.
Pokémon Café Mix – Switch/Android/iOS – Nota: 5.0
Versões utilizadas para análise: Switch e Android

Pokémon Café Mix pode ser baixado gratuitamente na eShop, Play Store e App Store
Revisão: João Pedro Boaventura

Também conhecida como Lilac, não consegue viver sem música. Livros e quadrinhos fazem parte de sua biblioteca. Adora filmes, jogos, animações e experiências culinárias, sobretudo doces. Prefere ser chamada por Ju.


Disqus
Facebook
Google