Jogamos

Análise: Connection Haunted (Switch) consegue assustar, mas com falta de originalidade

Apesar da boa construção da atmosfera de servidor abandonado, o jogo não possui muito conteúdo e peca em originalidade.



Nos anos 90, os shooters online dominavam o mercado dos games. Jogos como Quake e Doom brilhavam cada vez mais aos olhos de jogadores pelo mundo todo. Com o passar dos anos, esses clássicos de FPS foram sendo esquecidos e outros games, como Counter-Strike e até Combat Arms, tomaram a frente do mercado. Mas o que tudo isso tem a ver com Connection Haunted? Eu te respondo: Tudo.


Desenvolvido pela MrCiastku, Connection Haunted é um jogo de tiro e terror em primeira pessoa ambientalizado em um clássico FPS online onde seus servidores já se encontram vazios, ou seja, não há mais jogadores online, apenas você, uma pistola e a missão de coletar três bandeiras pelo antigo mapa.

Se a premissa lhe parece familiar, já vou adiantando: Connection Haunted tem clara inspiração no game No Players Online — lançado em novembro de 2019 pelo estúdio papercookies — que tem a mesma premissa: “explorar um servidor vazio de um jogo de tiro com assombrações que começam a te perseguir pelo mapa e NPCs que querem lhe ajudar a sair do maldito servidor”.

Sobreviva ao servidor almadiçoado por fantasmas

Imagine que, para matar a nostalgia, você colocou para instalar aquele seu antigo jogo de FPS no computador. Após entrar no game, você decide, então, buscar por servidores no modo online, mesmo sabendo que ninguém está jogando. Ao se conectar em uma sala vazia e completar alguns objetivos padrões, nota-se que outros jogadores começam a entrar no mapa. Além disso, assombrações surgem para tentar desconectá-lo do jogo.
Use seus glowsticks com sabedoria
Em Connection Haunted, quando escolhemos o primeiro servidor — que se passa em um metrô abandonado —, o personagem nasce em uma sala de comandos, com uma pistola na sua frente. Ao alcançá-la, uma porta se abre e um objetivo apresenta-se: procurar por três bandeiras pelo mapa e levá-las de volta até a sala inicial. Você ainda pode contar com até 15 glow sticks — que são usados para iluminar um pouco da escuridão do mapa.

Conforme coletamos as bandeiras, novos jogadores vão se conectando ao servidor e começam a mandar mensagens em códigos morse. Se as coisas já não estivessem estranhas o suficientes, ao coletar a terceira e última bandeira, assombrações começam a te perseguir e um outro jogador se conecta, este que lhe dá instruções de como escapar do mapa — que de acordo com ele, está amaldiçoado e não deveria estar existindo.
O NPC vai nos ajudar a fugir do servidor
Ao seguir as ordens do misterioso NPC, você é levado, então, para a segunda fase — que tem o design bem parecido com a primeira. Lá, seguimos os mesmos objetivos e as ordens de nosso novo amigo. Nesta fase mais assombrações aparecem para caçá-lo e derrubá-lo do servidor; é preciso usar as funções de correr, pular e até mesmo agachar-se para fugir.

Depois de completar o segundo mapa, liberamos uma floresta, onde o objetivo se mantém, mas agora com assombrações diferentes dando as caras. Algumas mais rápidas para caçá-lo e outras que só vão causar jumpscares — sustos ao jogador. Ao completar o mapa e obedecer as ordens do NPC, uma cinemática acontece e o final do jogo é apresentado, ou melhor dizendo, um dos finais de Connection Haunted. Veja bem, se escolhermos não obedecer o nosso misterioso amigo, outros objetivos aparecem para nós, liberando, assim, mais finais para a macabra história.

Fugindo das assombrações e buscando por respostas

Connection Haunted é um jogo single player que simula um servidor amaldiçoado, onde o jogador precisa interagir com o cenário, conversar com NPCs no chat da sala e escolher se deve ou não seguir suas ordens. Apesar de possuir mais de um final, o jogo tem em torno de 1 a 2 horas de duração (ao zerar continuei jogando por mais horas e horas procurando por mais segredos ou algum easter egg, mas infelizmente não há tanto conteúdo).
Alguns fantasmas só aparecem para te assustar
O jogo possui gráficos estilizados como os clássicos do FPS — as texturas parecem de um jogo da década de 90 — com sons caricatos nas sonoplastias e movimentação do personagem. A atmosfera é composta por ambientes e corredores muito escuros (muito escuros mesmo; tanto no modo Dock quanto nas mãos, é impossível enxergar três passos a frente), além de conter bugs sonoros e glitchs propositais para criar a atmosfera de servidor abandonado do game.

Sobre os fantasmas, existem poucos modelos de assombrações em Connection Haunted, sendo eles: o fantasma com dentes brancos e serrilhados, um morto-vivo que se arrasta pelo chão e alguns modelos de — o que parece ser — manequins sem cabeças ou partes do corpo.
As assombrações tem o objetivo de desconectar o jogador do servidor
Vale mencionar que o jogador também possui uma barra de vida, mas esta não serve para nada visto que, quando os fantasmas “te pegam”, você é apenas desconectado do servidor, voltando para o menu principal do game. Além disso, é fácil fugir das assombrações ou enfrentá-las, já que elas fazem muito barulho quando estão perto. Há também a contagem de munições da arma, sendo seis balas no pente, mas com carregamento infinito.

Tenta ser intrigante, mas é incapaz de causar terror

Mesmo com uma boa construção da atmosfera de servidor abandonado e com gráficos que remetem aos shooters dos anos 90, Connection Haunted não consegue causar suspense ou ser interessante o suficiente para fazer com que os jogadores busquem por todos os finais do jogo ou seus easter eggs

Sua falta de originalidade e conteúdo transformam o título em uma narrativa medíocre e sem recompensas, além da grande repetição de modelo dos fantasmas e os cenários muito escuros que atrapalham na jogabilidade. Sendo assim, Connection Haunted é incapaz de causar terror e pode cair no esquecimento se não houver mais atualizações por parte da equipe de desenvolvimento.
Pronto para escapar do servidor amaldiçoado?

Prós

  • Consegue capturar bem o estilo retrô de shooters dos anos 90;
  • A atmosfera de servidor abandonado é bem construída.

Contras

  • Há pouco conteúdo no game;
  • Repetição de modelo dos fantasmas;
  • Ambientes são muito escuros, dificultando a jogabilidade;
  • Falta de originalidade nas mêcanias e narrativa, se apoiando em jogos semelhantes;
  • Não há recompensas durante ou pós-jogo, o que pode deixar alguns jogadores frustrados.
Connection Haunted — Switch/PC - Nota: 5.0
Versão utilizada para análise: Nintendo Switch
Revisor: João Gabriel Haddad
Análise produzida com cópia digital cedida pela No Gravity Games

Passou por vários cursos até aceitar seu destino em Publicidade e Jornalismo. Hoje escreve para a Nintendo Blast durante a manhã e combate Goombas com o seu amigo Luigi durante a noite. Quando não está em suas aventuras midiáticas ou acadêmicas, está presente no Facebook e Instagram (@mirandacom2a)


Disqus
Facebook
Google