Perfil

Shantae, a carismática meio-gênio precursora dos games indie

De um game pouco conhecido até o estrelato com participações especiais em vários jogos indie, conheçam a meio-gênia mais famosa do mundo.

em 06/05/2021


Levando uma vida tranquila nos arredores de Scuttle Town, Shantae sofre uma reviravolta quando Risky Boots decide atacar a cidade, levando consigo o poderoso Steam Engine para potencializar as suas tramas. A meio-gênio desde então é apresentada para os jogadores como uma valente, orgulhosa e destemida heroína, com muita atitude em cada passo de sua jornada.


Agora com o lançamento de todas as entradas da franquia no Nintendo Switch, chegou o melhor momento para revisitar o mundo de Sequin Land a fim de conhecermos quem é a famosa e atrevida meio-gênio mais conhecida do mundo, em um história de amadurecimento e aprendizado consolidados na personagem ao longo de suas batalhas e encontros com monstros e outras personalidades em meio a tantas aventuras.

Gente como a gente, ou quase isso

Apesar de possuir uma personalidade que evoluiu ao longo dos games, Shantae é sempre considerada bastante simpática, empolgada e até um pouco ingênua, por sempre acreditar no potencial do bem existente dentro das pessoas e conseguir ser facilmente enganada por más intenções desde sua primeira aparição em 2002. 

Além de todos os poderes e artimanhas que a hereditariedade gênia lhe conferira, Shantae também é uma dançarina do ventre profissional como qualquer outra de Sequin Land, de pele morena, olhos azuis e cabelo roxo longo preso em um rabo de cavalo. Ela quase sempre está vestida de calças harém e top vermelhos, além de joias para enfeitar a sua beleza. 

Os seus antepassados e parentes são um grande mistério, com apenas Mimic, seu tio de consideração, sendo uma figura de referência próxima presente em todos os games, além de uma vaga referência à sua mãe ser a parte gênia de seu DNA. 

As diferentes versões de Shantae ao longo dos anos

A evolução em suas diferentes aparições 

No universo de Shantae, o povo sempre foi protegido do mal por gênios, seres mágicos poderosos que atuavam na garantia do equilíbrio entre as espécies. Com o convívio com os humanos, muitos deles se apaixonaram e geraram filhos, dando origem às meio-gênios, pessoas sempre do sexo feminino, com poderes herdados pela parte gênia dos pais, mas que ainda muito limitados se comparados aos dos gênios completos. Ainda assim, muitas delas tomaram para si a responsabilidade de serem guardiãs dos diversos cantos do mundo, principalmente após o desaparecimento total dos gênios daquele tempo.

Shantae, a guardiã da cidade de Scuttle Town, é uma dessas meio-gênios, mas que nunca havia necessitado do uso de seus poderes até o primeiro ataque de Risky Boots em Shantae (GBC). Com os acontecimentos do primeiro game, a protagonista pôde enfim descobrir o seu potencial e consolidou a sua fama enquanto protetora inquestionável da cidade.

Com o retorno de Risky em Shantae: Risky's Revenge (DS), a credibilidade da meio-gênio é então colocada em prova, e ela tem que novamente buscar forças em suas habilidades e em seus amigos para que sua posição como meio-gênia guardiã seja resguardada e faça jus à fama obtida por toda Sequin Land. Constantemente prepotente em suas decisões, o desfecho da aventura ensina uma lição de confiança e responsabilidade, contribuindo para que a personagem comece a moldar melhor suas atitudes e enxergar o mundo e as relações de um forma um pouco diferente.

Em Shantae and the Pirate's Curse (Wii U/3DS), Shantae se arrisca como nunca ao se aliar com Risky para derrotar o terrível Pirate Master e a sua ameaça de colocar todo o mundo sob seu domínio. Assim, a nossa heroína embarca numa jornada para trazer a sua nêmesis à causa do bem, enquanto desvenda novas possibilidades com suas habilidades e poderes, ainda limitados por acontecimentos do game anterior.

Na trama de Shantae: Half-Genie Hero (Wii U), Shantae reencontra seu posto de meio-gênio guardiã, mais confiante do que nunca, em busca de trazer para o próprio propósito possibilidades além da defesa de Scuttle Town. Enfrentando ameaças maiores do que antes, ela se mostra muito mais focada e constantemente sem paciência para desvios de sua missão principal, adotando mais seriedade no decorrer da aventura.




Já em Shantae and the Seven Sirens (Switch), a protagonista deixa seu posto junto com seus amigos para um período de férias em um resort ilhado repleto de outras várias meio-gênios. Na ilha, após serem convidados para o Half-Genie Festival, uma reviravolta na organização do evento coloca novamente Shantae com a responsabilidade de resolver a situação, enfrentando as Seven Sirens, inimigas mais poderosas do que jamais havia enfrentado antes, e é forçada a entender segredos, resolver quebra-cabeças e se fortalecer ainda mais como uma heroína digna.

O poder da dança

O ponto alto dos poderes de Shantae são sem dúvidas suas transformações, oriundas dos poderes de meio-gênio, em combinação com sua maestria na dança do ventre. Ao longo dos diversos jogos, Shantae é capaz de se transformar em diversas criaturas diferentes, apenas com a combinação de passos de dança, que servem como comandos para a magia genial.

As transformações definidas no Kickstater de Half-Genie Hero não foram todas implementadas
Dentre todas as aparições, Shantae já foi capaz de se transformar em um macaco, elefante, aranha, harpia e tinkerbat (um pirata inimigo) introduzidos no game original; uma sereia, introduzida em Risky’s Revenge; um caranguejo, um morcego, um blobfish, um rato, uma dríade, e em Sophia III — oriundo da série Blaster Master — além de até um jarro, introduzidos em Half-Genie Hero.


Em The Sevens Sirens, as transformações passaram a tomar o modo de fusões entre Shantae e os animais, em um fenômeno nomeado como “Fusion Form”. Por meio de artefatos, a heroína poderia se transformar instantaneamente, sem a necessidade de dançar. As transformações disponíveis são uma salamandra, um caranguejo-broca,  uma tartaruga, um sapo e um polvo.

Como ícone do universo indie, a personagem já fez participações especiais em vários outros games como Watch Quest! exclusivo do Apple Watch, WarioWare: D.I.Y. (DS), Mutant Mudds: Super Challenge (Wii U/3DS), Runbow (Multi), Blaster Master Zero (Multi) e também como Spirit em Super Smash Bros Ultimate (Switch).

Apresentação mais realista da personagem em sua aparição em Blaster Master: Zero

Com certeza a jornada de Shantae não foi nada fácil, mas com todo o domínio de seu poder, possível após as várias confusões nas quais ela já se meteu, ela pôde se mostrar cada vez capaz de defender não só a sua pacata Scuttle Town mas sim toda a Sequin Land, ainda abdicando da possibilidade de se tornar uma gênia completa para dedicar sua vida àqueles que precisam de sua ajuda. Uma atitude digna de uma das mais influentes personagens femininas dos games, carregando uma multidão de fãs a cada novo anúncio de sua saga.
E você? Tem alguma memória com algum dos games da meio-gênio mais famosa de todas? Conte-nos nos comentários!
Revisão: Icaro Sousa

Curioso, empolgado e positivo: os ingredientes ideais para criar o Felipe perfeito...ou quase! Estudante de Engenharia no crachá, programador aos fins de semana e designer às quintas-feiras. Na dúvida, viajar pelos mundos de Kingdom Hearts ou caçar monstros em Hyrule são sem dúvidas uma boa aposta! Conheçam-me! @felipe_lemos12
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.