Fire Emblem Engage (Switch): Tudo o que sabemos sobre os combates até o momento

Confira os principais destaques do sistema de combate da 17ª entrada da franquia.

Fãs de Fire Emblem, uni-vos! Se você, assim como eu, tem acompanhado o hype de Fire Emblem Engage, com certeza não deixou de conferir as novidades a respeito do jogo que chega ao Switch no próximo dia 20 de janeiro.


Porém, para deixar as informações mais organizadas, preparamos uma lista com as principais novidades divulgadas até o momento sobre o sistema de combate. Confira-a a seguir.

Não seja um casual — mentira, pode ser sim

Assim como nos jogos mais recentes, Engage contará com três níveis de dificuldade: Normal, Hard e Lunatic, que afetam o modo como a inteligência artificial do jogo se comporta. Em adição às dificuldades, o novo Fire Emblem também traz a opção de jogar com morte permanente (permadeath) no modo Classic ou simplesmente aproveitar o andamento da história com o modo Casual, no qual unidades caídas em combate retornam para a próxima luta.

Engage também contará com um sistema online parecido com o de Three Houses. Nos campos de batalha, se o jogador estiver conectado à internet, será possível interagir com espíritos de outros jogadores que foram derrotados em combate naquele local; ao usar o comando Wait nesses pontos específicos, que são indicados pelas cores amarela e roxo, pode-se receber itens, pontos de experiência e até mesmo pontos de suporte entre aliados.

Por fim, quando conectado à internet, o jogador pode ver um ranque de unidades e Emblems mais utilizados antes de engajar um combate específico. Essa ferramenta pode ser útil caso bata aquela dúvida quanto a quais personagens enviar a campo.

Botando pra quebrar

Além dos Emblem Rings, outra novidade de combate introduzida em Engage e que promete adicionar uma nova camada estratégica às lutas é o sistema de Break, que impede que o oponente contra-ataque caso seja atingido com uma fraqueza — em outras palavras, o triângulo de vantagem de armas (weapon triangle advantage) está de volta depois de não ter aparecido em Three Houses. Contudo, inimigos de armadura pesada (heavy armor) são imunes ao estado Break.

Alguns mapas também possuem a mecânica de névoa (fogs of war), dificultando o progresso na missão. Dessa forma, é necessário que as unidades estejam munidas de itens capazes de iluminar o caminho, como Torch.

Por fim, assim como em Gaiden, The Sacred Stones, Awakening e Shadows of Valentia, Fire Emblem Engage também trará batalhas no mapa-múndi em locais já visitados. Derrotar esses inimigos pode ser uma ótima maneira de ganhar pontos de experiência, itens e Gold adicionais.

O hype continua

Fire Emblem Engage, de certa forma, traz diversas mecânicas antigas, além de introduzir suas próprias. Como parte da especulação, parece que não teremos durabilidade nas armas — pelo menos, não que tenha sido possível ver nos vídeos disponibilizados até o momento.

 
Das novidades apresentadas até agora, quais são as suas favoritas?

Revisão: Thais Santos

Também conhecida como Lilac, é fã de jogos de plataforma no geral, especialmente os da era 16-bits, com gosto adquirido por RPGs e visual novels ao longo dos anos. Fora os games, não dispensa livros e quadrinhos. Prefere ser chamada por Ju e não consegue viver sem música. Sempre de olho nas redes sociais, mas raramente postando nelas. Icon por 0range0ceans
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google