Vem aí

Prévia: Atelier Marie Remake: The Alchemist of Salburg (Switch) busca resgatar a origem de uma das franquias mais assertivas da atualidade

O primeiro título da série Atelier finalmente chegará ao Ocidente por meio de um remake.

A Gust é uma empresa que protagoniza um caso bastante curioso, pois vem desenvolvendo jogos da série Atelier em intervalos relativamente curtos e com uma assertividade incrivelmente alta.

A franquia focada em alquimia já conta com mais de duas dezenas de títulos, com a maioria esmagadora deles sendo, no mínimo, ótimas obras. Um bom exemplo disso é o recente Atelier Ryza 3, que conquistou a nota máxima aqui no Nintendo Blast e também no GameBlast.

Essa estrada de sucesso começou a ser pavimentada em 1997 no primeiro PlayStation, com um jogo que nunca pisou no Ocidente; no entanto, no próximo dia 13 teremos a oportunidade de finalmente aproveitá-lo com legendas em inglês por meio de uma nova versão, intitulada Atelier Marie Remake: The Alchemist of Salburg.

A esperança final de Marie

A história de Alchemist of Salburg acompanha Marlone (ou Marie, para os íntimos), uma estudante da Royal Academy of Magic, em Salburg. Ocorre que a protagonista não é uma aluna tão exemplar, correndo, inclusive, sério risco de não se formar.

Como uma última chance, sua professora Ingrid lhe dá a oportunidade de reverter esse quadro e concluir a graduação mediante uma proposta inusitada: ela receberá um ateliê e deverá criar e apresentar um item extraordinário dentro do prazo de cinco anos. 

Neste contexto, cabe à jovem Marie arregaçar as mangas para se desenvolver enquanto alquimista e concluir esse desafio.

Retornando aos primórdios de Atelier

Assim como nas demais entradas da série, o coração de Atelier Marie está na criação de itens através da alquimia. Misturando diversos tipos de ingredientes, o jogador é capaz de gerar inúmeros produtos, inclusive artigos que serão úteis em combate. Nesse sentido, os materiais utilizados nas produções estão espalhados em diversos cenários que também abrigam monstros a serem enfrentados em tradicionais batalhas por turnos. 

Para não correr riscos sozinha, além de contar com o auxílio de sua melhor amiga Schea Donnerstag, Marie pode contratar aventureiros para acompanhá-la durante suas expedições, como o chefe de uma gangue de bandidos, Schwalbe Satz, ou o excelente estudante que está dois anos à sua frente, Kreis Kuehl.

Além da oficina de Marie, a cidade principal ainda abriga uma taverna, onde é possível adquirir informações e receber dinheiro por completar pequenas tarefas; uma loja de armas, onde podemos melhorar nossos equipamentos; uma escola, na qual conseguimos comprar livros de receitas e ferramentas; e um castelo real, que não parece ser tão simples de adentrar.

Embora o combate e a exploração em regiões diferentes estejam presentes, é notório que este é um título mais contido se comparado aos últimos lançamentos da série, concentrando seu grande potencial no gerenciamento do tempo, no aprimoramento das aptidões de alquimia e no carisma dos personagens.

Nesse sentido, Alchemist of Salburg é descrito como uma aventura de RPG despreocupada e aconchegante, prometendo não somente satisfazer os entusiastas de longa data, mas também servir como uma boa porta de entrada para novos jogadores.

Confesso que esse aspecto é a minha maior preocupação, pois fico muito feliz ao ver notícias de que a franquia vem atingindo números cada vez mais altos e sólidos de vendas. Como creio que muitas pessoas tiveram contato com ela a partir de suas obras modernas, que são notavelmente mais amplas, me questiono se esse remake será realmente capaz de ser convidativo a um público expandido. Resta torcer e esperar que sim!

Alguns destaques da nova versão

Como dito anteriormente, Marie possui o prazo de cinco anos para conseguir desenvolver um artigo que surpreenda a sua professora. Por essa razão, precisamos gerenciar bem o nosso tempo, pois a maioria das atividades levam dias para serem concluídas.

Uma grande novidade que esse novo lançamento vai trazer é a presença de um modo ilimitado, no qual poderemos imprimir nosso próprio ritmo e aproveitar todo o conteúdo sem se preocupar com uma data-limite.

Em seu material oficial, a Koei Tecmo salienta que o jogo fornecerá certa liberdade, permitindo que escolhamos por onde começar; no entanto, haverá um painel com tarefas impostas pela professora Ingrid, que servirão para ajudar quem se sentir perdido.

Também foi revelado que novos eventos sociais estarão disponíveis, através dos quais visualizaremos diferentes camadas dos personagens e entenderemos melhor suas personalidades. Ademais, o antigo visual 2D foi totalmente migrado para o 3D, com os modelos dos indivíduos assumindo traços em estilo chibi.

Por fim, além da edição padrão, a aventura de Marie vem também com uma opção deluxe, que conterá uma adição curiosa: Atelier Marie Plus, versão aprimorada do título original. Dessa forma, aqueles que adquirirem o pacote completo poderão conhecer o embrião da franquia em toda a sua essência.


Um resgate merecido e promissor

Considerando tudo o que foi divulgado, Atelier Marie Remake: The Alchemist of Salburg promete ser mais um ótimo jogo da série e uma excelente forma de homenagear seus 25 anos. Dado o bom histórico da Gust, as expectativas superam qualquer tipo de preocupação e me fazem acreditar que receberemos mais uma adição positiva à biblioteca do Switch, tanto em termos de conteúdo quanto de desempenho.
Atelier Marie Remake: The Alchemist of Salburg — PC/PS4/PS5/Switch
Desenvolvedora: Gust
Gênero: RPG
Lançamento: 13 de julho de 2023
Expectativa: 5/5
Revisão: Davi Sousa

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google