Especial Super Mario Bros. Wonder (Switch): Os jogos em que Daisy é uma personagem jogável

Com o retorno da princesa em Super Mario Bros. Wonder, relembre os jogos em que ela pode ser uma das protagonistas.


Considerada por muitos o par romântico de Luigi, a Princesa Daisy surgiu no mundo do encanador bigodudo em Super Mario Land, lançado para o Game Boy em 1989. Nesse jogo para o portátil, a personagem era a donzela indefesa da vez, que Mario precisava salvar das garras do malvado Tatanga.


No entanto, assim como Peach, a monarca de Sarasaland aos poucos foi ganhando os holofotes. Daisy pode ainda não ter protagonizado seu próprio título, ao contrário da princesa do Reino Cogumelo, mas pode ser o Jogador 1 em vários jogos da franquia mais amada da Nintendo.

Venha conferir conosco as aparições da princesa do vestido amarelo ao longo dos anos.


Séries

A seguir, estão listados os jogos que possuem mais de uma entrada. Devido ao tema desta matéria, serão mencionados apenas os títulos em que Daisy aparece como personagem jogável.

Mario Tennis

O lançamento de Mario Tennis no Nintendo 64, em 2000, marcou também a estreia de Daisy como personagem jogável em títulos do encanador bigodudo. A partir daí, a princesa de Sarasaland passou a ser uma poderosa competidora nos spin-offs de tênis, continuando a aparecer no rol de personagens em Mario Power Tennis (Wii, 2004), Mario Tennis Open (3DS, 2012), Mario Tennis Ultra Smash (Wii U, 2015) e Mario Tennis Aces (Switch, 2018).

Mario Party

A partir de Mario Party 3, também lançado em 2000 para o Nintendo 64, Daisy passou a ser recorrente nos títulos seguintes da série de party games estrelada pelos personagens do universo do Mario. Isso significa que, mais uma vez, a monarca passou por vários consoles e portáteis da Big N: Mario Party 4 (GC, 2002), Mario Party 5 (GC, 2003), Mario Party 6 (GC, 2004), Mario Party 7 (GC, 2005), Mario Party 8 (Wii, 2007), Mario Party 9 (Wii, 2012) e Mario Party 10 (Wii U, 2015); Mario Party-e (e-Reader, 2003), Super Mario Fushigi No Korokoro Party (Arcade, 2005), Super Mario Fushigi No Korokoro Party 2 (Arcade, 2006), Mario Party DS (DS, 2007), Mario Party: Island Tour (3DS, 2013), Mario Party: Star Rush (3DS, 2016), Mario Party: The Top 100 (3DS, 2017), Super Mario Party (Switch, 2018) e Mario Party Superstars (Switch, 2021).

Como curiosidade, os títulos de arcade foram desenvolvidos pela Capcom e lançados apenas no Japão. Será que um dia eles darão as caras no Ocidente?

Mario Golf

Mario Golf também é uma série spin-off, porém Daisy só apareceu oficialmente como personagem jogável em Mario Golf: Toadstool Tour (GC, 2003), Mario Golf: World Tour (3DS, 2014) e Mario Golf: Super Rush (Switch, 2021).

Mario Kart

O que seria de Mario sem Mario Kart? As corridas tiveram início no Super Nintendo, mas Daisy só fez sua aparição como corredora oficial quando as pistas chegaram ao GameCube com Mario Kart: Double Dash!! (GC, 2003). Desde então, ela reapareceu em Mario Kart DS (DS, 2005), Mario Kart Wii (Wii, 2008), Mario Kart 7 (3DS, 2011), Mario Kart 8 (Wii U, 2014), Mario Kart 8 Deluxe (Switch, 2017), Mario Kart Arcade GP DX (Arcade, 2017) e Mario Kart Tour (Mobile, 2019).

Mario Strikers

Capitã do Time Nove na série, Daisy adota uma postura mais ofensiva em campo em Super Mario Strikers (GC, 2005), Mario Strikers Charged (Wii/Wii U, 2007), porém, em Mario Strikers: Battle League (Switch, 2022), a princesa tomboy passa a ter uma jogabilidade mais defensiva. Curiosamente, ela não era uma das personagens disponíveis no jogo, mas foi adicionada posteriormente.

Mario & Sonic At The Olympic Games

O crossover que mistura as equipes das duas mascotes rivais também traz várias aparições de Daisy, porém o mais interessante é que a personagem tem como foco sua agilidade. Você pode fazê-la ganhar medalhas de ouro em diversas modalidades esportivas em Mario & Sonic At The Olympic Games (Wii/DS, 2007), Mario & Sonic At The Olympic Winter Games (Wii/DS, 2009), Mario & Sonic At The London 2012 Olympic Games (Wii/3DS, 2011), Mario & Sonic At The Sochi 2014 Olympic Winter Games (Wii U, 2013), Mario & Sonic At The Rio 2016 Olympic Games (Wii U/3DS/Arcade, 2016) e Mario & Sonic At The Olympic Games Toyko 2020 (Switch/Arcade, 2019).

Outros jogos

Abaixo, estão listados os jogos que não fazem parte de uma série específica de títulos do encanador bigodudo, porém todos eles trazem Daisy como personagem jogável, de um modo ou de outro.

Mario Superstar Baseball (GC, 2005) e Mario Super Sluggers (Wii/Wii U, 2008)

Nestes spin-offs de beisebol, Daisy é uma exímia arremessadora, porém brilha mais em campo em Sluggers. Curiosamente, a princesa de Sarasaland faz parte do Peach Monarchs, que é uma referência a Peach, mas, se Daisy for a líder do time, o nome muda para Daisy Flowers.

Mario Hoops 3-on-3 (DS, 2006)

Neste jogo de basquete de rua três contra três, Daisy é uma feroz jogadora cujo maior talento é o arremesso. Seu especial se chama Flower Shot.


Itadaki Street DS (DS, 2007) e Fortune Street (Wii, 2011)

Estes jogos seguem a linha de Monopoly/Banco Imobiliário e os jogadores devem avançar no tabuleiro, acumular dinheiro e adquirir propriedades. Obviamente, um dos personagens jogáveis é Daisy.

Mario Sports Mix (Wii/Wii U, 2010)

Nas modalidades esportivas oferecidas no jogo (basquete, queimada, vôlei e hóquei), Daisy é uma jogadora cuja técnica é seu ponto forte, embora tenha poder e velocidade medianas. Além disso, ela pode atrasar seus oponentes ao usar um canteiro de flores.

Super Mario Maker (Wii U/3DS/Switch, 2016)

Neste título que permite que o jogador crie diversos estágios baseados nos jogos do Mario, Daisy não é propriamente uma personagem jogável, mas sim uma das fantasias que o encanador bigodudo pode vestir ao longo da campanha. Porém, ao contrário das outras roupas disponíveis para o protagonista, que apenas fazem com que ele adquira algumas características dos outros personagens da franquia, em Super Mario Maker, a mascote da Nintendo se transforma na princesa Daisy.

Mario Sports Superstars (3DS, 2017)

Neste compilado de diversos esportes, incluindo a inédita corrida de cavalos, Daisy é uma competidora mais técnica e realmente brilha em jogos que requerem mira apurada e controle de equinos. No entanto, no tênis, ela é uma jogadora mais equilibrada.

Super Mario Run (Mobile, 2017)

Neste platformer criado para dispositivos Android e iOS, Daisy não era uma das personagens principais, mas passou a ser desbloqueável no jogo após algumas atualizações. Além de possuir a habilidade de pulo duplo, ela é a responsável pelo resgate de Toad das garras de Bowser em vez de Peach.

Super Smash Bros. Ultimate (Switch, 2018)

Depois de inúmeras entradas no party game de luta da Nintendo, nas quais ela aparecia apenas como troféus, Daisy finalmente fez sua estreia como lutadora no mais recente Smash Bros. Infelizmente, seus movimentos e jogabilidade se assemelham aos de Peach, mas, pelo menos, a princesa de Sarasaland tem efeitos de flores em vez de corações.

Dr. Mario World (Mobile, 2019)

Neste finado jogo baseado em Dr. Mario (NES, 1990), Daisy troca seu típico vestido amarelo por um uniforme de médica (amarelo, contudo) e um estetoscópio. Sua habilidade era remover qualquer obstáculo com um só toque.

E agora ela está em Super Mario Bros. Wonder!

A Princesa Daisy é uma das principais personagens em Super Mario Bros. Wonder, que chega ao Switch amanhã, dia 20 de outubro. Você já jogou com a nativa de Sarasaland em algum desses jogos em que ela aparece? Deixe nos comentários!


Revisão: Cristiane Amarante
Arte de capa: Itzah

Também conhecida como Lilac, é fã de jogos de plataforma no geral, especialmente os da era 16-bits, com gosto adquirido por RPGs e visual novels ao longo dos anos. Fora os games, não dispensa livros e quadrinhos. Prefere ser chamada por Ju e não consegue viver sem música. Sempre de olho nas redes sociais, mas raramente postando nelas. Icon por 0range0ceans
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google