Blast Log

Super Paper Mario (Wii): Parte 7 – O longo caminho ao Overthere

Depois de serem guiados para fora de The Underwhere, Mario e companhia buscam o Rei Grambi para encontrar o último Pure Heart.

A nossa aventura continua por um longo caminho em direção acima para finalmente alcançarmos The Overthere, com muitas surpresas pela frente. Esta é a penúltima parte do Blast Log de Super Paper Mario, e só falta um oitavo e último Pure Heart a ser encontrado – então, para o alto e avante!

Chapter 7 – 3: A maçã proibida

O sol brilha novamente sobre mim! Finalmente estou fora do escuro e sombrio The Underwhere; uma bela rota a ser seguida, Overthere Stair, surge diante de meus olhos. Agora é hora de seguir em frente (ou melhor, para cima). Aqui, as plataformas são fofas nuvens, e felizmente posso passar por elas de baixo para cima. Com isso, utilizo o super salto de Luigi para encontrar o caminho mais rapidamente. Depois de uma porta, chego ao Andar 2.
A trilha a ser seguida fica cada vez mais complicada, especialmente por ainda não ter me reencontrado com Peach ainda. Por isso, tenho que refazer várias tentativas para explorar ao máximo cada local, mas mesmo assim seguir adiante. Depois de muita paciência e pequenas nuvens raivosas tentando me eletrificar, passo para o Andar 3.

Explorando outras portas do local, encontro maçãs de diversas cores, mas com o mesmo efeito: recuperar 5 HP e cura Poison. Mesmo assim, faço um bom estoque delas. No próximo andar, encontro uma figura bastante familiar: uma Princesa Peach desacordada. Pelo visto, comer de uma maçã dourada fez com que ela pegasse num sono profundo demais para ser libertada por enquanto. Então, tento dar-lhe algumas de minhas maçãs. Nada, exceto alguns efeitos cômicos, incluindo que ela se transforme em um pêssego (literalmente – lembrando que a tradução de Peach em português é… pêssego).
Segundo Luvbi, precisarei encontrar a “fruta tabu”, e pelo visto não é nenhuma das que coletei até o momento. Depois de alguma insistência, encontro a Black Apple, e como tem propriedade diferente das outras (restaura 1 HP apenas), deve ser a certa. E quando realmente tenho sucesso, Peach acorda devido ao péssimo gosto da fruta. Com a habilidade de Peach para flutuar, encontro a próxima porta que leva ao próximo andar.
Bem, de nada!
No final do Andar 7, encontro Cyrrus, uma nuvem cujo sonho é ficar grande; felizmente, ainda lembro os efeitos das maçãs e tenho uma de cada no estoque. Logo, dou-lhe a Red Apple e ele fica grande o suficiente para servir de plataforma e me levar para fora da órbita da Terra (literalmente). Depois, caio na direção do fim do Andar 7. No final do próximo andar, está o Star Block.
Ah, os jogos de palavras...

Chapter 7 – 4: Revelações grandiosas

Depois de escalar todas as nuvens do caminho a The Overthere, finalmente estou no lugar propriamente dito. Luvbi promete que logo encontraremos seu pai, mas infelizmente não é isso que acontece. Encontro-me com um Nimbi sendo atacado por monstros que encontrei por todo o caminho até aqui. Ele me conta que estão procurando pelo Pure Heart, então presumo que Grambi esteja correndo perigo, e assim me entrega uma chave para prosseguir.

Posteriormente, Fallbi é outra Nimbi que precisa de ajuda, mas para descongelar seu amante. Com Bowser faço meu dever, e como retribuição poderei usar o Overvator para alcançar a próxima porta. No caminho, encontro vários habitantes congelados, incluindo Whibbi, que conta que precisarei da ajuda de três Nimbi e seus Orbs para reconstruir a ponte que leva a Grambi.
Então, a busca começa. Encontro Yebbi escondido no banheiro, que me faz utilizar psicologia reversa (admitir que sou um monstro) para conseguir o Yellow Orb. Ao ajudar Rebbi com alguns inimigos que o atacavam, pego o Red Orb. E finalmente, o Blue Orb é entregue por Blubi ao descongelá-lo. Com isso, posso enfim abrir a ponte e encontrar Grambi.
Depois da ponte há uma horda enorme de monstros de The Underwhere para me atacar, mas Rebbi surge e convoca uma grande brigada de Nimbi para contra-atacar enquanto atravesso. Ao entrarmos no castelo, Grambi diz a Luvbi que precisamos sair agora mesmo… E o motivo aparece logo a seguir.
Bonechill é o responsável pelas várias criaturas de The Underwhere que estão aqui. Luvbi fala que seu pai nunca lhe daria o Pure Heart, mas o monstro diz que na verdade, ela própria é o Pure Heart, que havia sido transformada em uma Nimbi para que Grambi conseguisse protegê-lo. Não é necessário dizer que Luvbi fica arrasada ao descobri-lo, mas ela leva seu “pai” até um local seguro enquanto lido com o chefe do sétimo capítulo.
Vai entrar pro Casos de Família.

Os ataques de Bonechill rendem uma batalha bastante trabalhosa. Com alguns de seus golpes, ele lança raios congelantes ao mesmo tempo em que surgem estalactites de gelo no teto, que uso para atacá-lo. É o duelo mais frenético até agora, pois ele não para de lançar variações de seus ataques para tentar me derrotar. Mas no fim, Bonechill vira história.

Grambi e Luvbi retornam, e então ele confirma a história de Bonechill. Queen Jaydes também aparece para uma reunião familiar. Luvbi, por ter uma personalidade bastante arisca, demora bastante para compreender que seus pais a amavam, mesmo que ela não fosse uma Nimbi verdadeira. Ao entender seu papel, seu último desejo é que eu salve todos os mundos da destruição. E então, torna-se um Pure Heart e o recebo com muita gratidão e com o sentimento de que tentarei com todas as forças realizar seu pedido. Fim do capítulo!

Chapter 8: Prologue

Count Bleck parece mais inquieto ao descobrir que Mario e companhia ainda estão firmes e fortes, e mais próximos da vitória do que nunca. Finalmente, ao Dimentio insinuar seu verdadeiro nome, ele confirma que seu nome verdadeiro é Blumiere e que Tippi deverá ser, na verdade, Timpani, uma amante de seu passado. Sua história havia sido contada ao longo dos capítulos, mas só agora tenho quase certeza da verdade. Então, pelo visto, muitas mais emoções vêm por aí…
Tippi, pelo visto, também está recuperando todas as suas memórias. Por enquanto, o objetivo principal é mostrar a Merlon o último Pure Heart e receber as orientações seguintes. Desta vez, é encontrar o Heart Pillar para a porta abrir em Flopside. Ao encaixar o último Pure Heart, Nolrem aparece e chama-me para a outra cidade inter-dimensional.

Após me equipar com alguns itens que deverão ajudar para as últimas batalhas, vou à Flopside Tower e encontro-me novamente com os sábios das duas cidades. Depois dos discursos nostálgicos comuns de “agora é tudo ou nada” e o Void crescer ainda mais, adentro ao grande portão negro com a sensação de que o fim começa agora mesmo.

Chapter 8 – 1: Escuridão logo à frente

O Void ocupa todo o plano de fundo da entrada para o enorme castelo de Count Bleck. Lá dentro, inimigos dos mais variados estão preparados para o ataque. Depois de uma sequência de portas, encontro uma chave para explorar mais a fundo o castelo. Decoro uma sequência de chamas na parede para reproduzi-la a seguir e fazer surgir uma escada. 

E logo a seguir… O meu velho amigo O’Chunks me impede de prosseguir. Bowser assume o papel de enfrentá-lo por si mesmo, então vamos lá. O’Chunks surpreende ao crescer um pouco, mas nada impossível de ser derrotado. Mesmo com uma agilidade e força maior, a estratégia vence a força bruta novamente.
O primeiro chefe do jogo pede que Bowser o derrote de uma vez, mas antes que qualquer coisa pudesse ser feita, o teto cai sobre a cabeça dos heróis… Mas depois de um clarão, percebo que O’Chunks salvou a todos ao segurá-lo, mas não poderá manter isso por muito tempo. Bowser mostra um pouco de compaixão, algo quase inédito até agora, e ajuda seu inimigo a aguentar o peso enquanto os irmãos e Peach podem passar para a próxima área.
Depois de passar pelo portão, depois de um estrondo, ele não abre mais. Esperando que o pior não tenha acontecido com o Rei Koopa e O’Chunks, tenho que ir adiante de toda forma: ainda preciso salvar todos os mundos da destruição! O Star Block está alguns passos adiante.
Otimismo sarcástico detectado com sucesso!

Vamos ficar por aqui, pessoal. Obrigado a quem está acompanhando o Blast Log! Já jogou ou quer jogar Super Paper Mario? Deixem suas impressões, sugestões, críticas e elogios nos comentários. Até a oitava e última parte!

Revisão: Leonardo Nazareth
Capa: Wellington Aciole
Robson Júnior é graduando em Ciência da Computação pela UFCG. No Blast, atua como diretor de redação e revisor. Reserva algum tempo para jogar, ler e escrever, algumas de suas paixões. Você pode encontrá-lo no Twitter e no Alvanista.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais